VENDAS DE MÁQUINAS CONTINUAM EM CRESCIMENTO

//VENDAS DE MÁQUINAS CONTINUAM EM CRESCIMENTO

Dados divulgados na segunda-feira (7) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) mostraram que, no mês passado, as vendas domésticas de máquinas agrícolas alcançaram 4.815 unidades, com crescimento de 0,4% em relação a setembro e de expressivos 28,4% sobre outubro de 2015. “É verdade que a comercialização acumulada nos dez primeiros meses de 2016 ainda foi 13,2% menor do que em igual intervalo do ano passado, mas as diferenças vêm diminuindo progressivamente. No primeiro semestre, por exemplo, a retração em relação ao mesmo período de 2015 foi de 30,9%”, destaca o jornal Valor Econômico. “Trata-se de uma recuperação lenta, mas constante. As quedas acumuladas estão caindo cerca de 4 pontos percentuais por mês”, realçou Ana Helena Correa de Andrade, vice-presidente da Anfavea responsável pela área de máquinas agrícolas e rodoviárias.

Preocupação para 2017

O Valor Econômico ressalta que a forte recuperação das vendas de máquinas agrícolas no atacado brasileiro nos últimos meses praticamente garante que as indústrias do segmento vão encerrar o ano com resultados bem menos negativos do que os projetados inicialmente. “Mas como desde o início desta safra 2016/17, em 1º de julho, está aquecida a demanda por recursos do Moderfrota – principal linha de crédito oficial com juros subsidiados à disposição dos produtores que querem renovar suas frotas -, é crescente o risco de uma nova paradeira no mercado no primeiro semestre de 2017”, diz a publicação. A Anfavea ainda não reviu suas previsões para todo o ano de 2016 como um todo. Inicialmente, a previsão era de queda de 15,6%, para 38 mil unidades, mas agora há perspectiva de uma queda menor, com um percentual negativo próximo a 10%. “Daí porque a Anfavea já negocia com o governo federal soluções para os recursos do Moderfrota. Segundo Ana Helena Correa de Andrade, 58% do total disponível para toda a safra 2016/17 – pouco mais de R$ 5 bilhões – já foi usado entre julho e outubro”, destaca o Valor.

Trigo transgênico em gestação

Pesquisadores do Reino Unido querem fazer testes com uma cultura de trigo geneticamente modificada para aumentar a eficiência da luz solar sobre o desenvolvimento do grão. Se as autoridades reguladoras aprovarem os testes, o trigo transgênico será plantado no segundo trimestre de 2017, na Rothamsted Research em Hertfordshire, juntamente com trigo convencional e da mesma variedade (cadenza), a título de controle. Conforme o Valor Econômico desta terça-feira (8), nenhuma variedade transgênica de trigo é produzida comercialmente no mundo. “As principais culturas geneticamente modificadas são milho, soja, algodão e canola, com resistência a pragas ou tolerância a herbicidas, de forma que os agricultores possam pulverizar seus campos com agrotóxicos sem ameaçar as culturas”. A Rothamsted Research espera que a nova variedade funcione melhor que os testes de campo realizados com a versão transgênica do “trigo cheiroso”, modificado para repelir pulgões, que não conseguiu mostrar nenhuma proteção maior do que a normalmente oferecida pelo trigo convencional.

Impacto da aviação comercial

A aviação comercial em São Paulo foi responsável por produzir R$ 119,7 bilhões em 2015, de forma direta e indireta, segundo a Abear, que representa as companhias aéreas. A estimativa é que haja uma piora nos dados deste ano. Conforme a coluna Mercado Aberto, da Folha de S.Paulo desta terça-feira (8), o valor é calculado a partir da receita do transporte aéreo, gastos com combustível e fornecedores, consumo de trabalhadores do setor, tributos e o turismo induzido pelo modal. Em São Paulo, a estimativa é que a aviação comercial tenha gerado 2,4 milhões de empregos e que tenha sido responsável por R$ 9,7 bilhões com impostos. O levantamento, criado pela Oxford Economics, foi adaptado pela consultoria GO Associados.

NA IMPRENSA

Folha de S.Paulo – Vaivém das Commodities – Plantio de soja flui bem, e safra poderá ser recorde – http://ow.ly/SsDH305Y3va

Folha de S.Paulo – Mercado Aberto – Impacto profundo – http://ow.ly/Bq29305Y3li

Zero Hora – Campo Aberto – Arrancada na indústria de máquinas agrícolas – http://ow.ly/n1lx305YaAe

Zero Hora – Mais Economia – Impulsão da Índia – http://ow.ly/t5GG305YaWK

Correio Braziliense – Brasil defenderá medidas de transparência na COP22 – http://ow.ly/lJvg305Yd2I

O Estado de S.Paulo – Justiça manda Gol indenizar família que comeu só bolachas durante dez horas – http://ow.ly/kxuj305YxXn

O Globo – Cade sugere barrar acordo entre aéreas – http://ow.ly/HmBW305Yyt8

O Globo – Galeão pode receber posto de imigração dos EUA – http://ow.ly/pjsC305YyyP

Valor Econômico – Cana transgênica – http://ow.ly/Bxgb305YPG7

Valor Econômico – Incentivo ao etanol – http://ow.ly/uPvS305YPEh

Valor Econômico – Vendas de máquinas continuam em ascensão – http://ow.ly/uG11305YPB3

Valor Econômico – Minerva adquire o capixaba Frisa – http://ow.ly/Cx43305YPyt

Valor Econômico – Um novo trigo transgênico em gestação – http://ow.ly/DOMR305YPos

Valor Econômico – Cofco Agri planeja ampliar usinas no Brasil – http://ow.ly/tSOl305YPkV

Valor Econômico – Gol melhora balanço, mas vê volta ao crescimento apenas em 2018 – http://ow.ly/cnO9305YPch

Valor Econômico – Commodities Agrícolas – http://ow.ly/llXN305YPsS

Biomassa e Energia – Ricardo E. Rose – A ameaça da degradação dos solos – http://ow.ly/fAsR305YI6D

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.