SUS OFERTARÁ EM 180 DIAS MEDICAMENTOS PARA PREVENIR A INFECÇÃO POR HIV

//SUS OFERTARÁ EM 180 DIAS MEDICAMENTOS PARA PREVENIR A INFECÇÃO POR HIV

O Sistema Único de Saúde (SUS) vai passar a ofertar para pessoas consideradas de comportamento de alto risco para HIV o uso preventivo de antirretrovirais. Os remédios atualmente são indicados para tratar a infecção ou, em casos de acidente, para evitar a contaminação depois da exposição a uma situação de risco. Essa terceira estratégia, conhecida como Profilaxia Pré-Exposição (PrEp), é feita a partir do uso diário do remédio. O antirretoviral serviria, portanto, como um “bloqueador” da infecção. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, o protocolo sobre a forma do uso do medicamento deverá ser publicado no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira (29). “No mesmo dia, será publicada a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que o antirretroviral, o truvada, possa ser usado também na pré-exposição. A oferta do medicamento, no entanto, não será imediata. Serviços de referência começam a distribuir o remédio para pacientes selecionados em 180 dias. No primeiro momento, a distribuição dos antirretrovirais para PrEP será feita em 12 capitais. A estimativa é de que 7 mil pessoas façam o tratamento por PrEP por ano. O custo anual do tratamento é estimado em US$ 275 por paciente. O investimento inicial será de US$ 1,9 milhão na aquisição de 2,5 milhões de comprimidos”, afirma a reportagem.

Brasil inicia em julho testes em adolescentes com medicamento que previne o HIV

Começa em julho em três capitais o primeiro estudo brasileiro para avaliar entre adolescentes o uso da Profilaxia Pré-exposição (PrEP), medicamento que poderia reduzir o contágio de HIV. Feito em parceria do governo brasileiro com a organização Unitaid, o trabalho pretende avaliar a eficácia do tratamento entre jovens de 15 a 18 anos integrantes do grupo de maior risco, como garotos gays e bissexuais e mulheres transexuais. O Estadão destaca também que os estudos feitos até agora avaliaram o impacto da profilaxia em adultos. A pesquisa será conduzida em São Paulo, Salvador e Belo Horizonte. Segundo a diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, Adele Benzaken, dois mil adolescentes serão acompanhados. “O estudo vai observar vários pontos: a adesão do grupo ao tratamento e, sobretudo, os efeitos que o uso contínuo do medicamento pode apresentar na população dessa faixa etária”, disse ele ao Estadão.

CCJ aprova PEC que isenta de impostos medicamentos de uso humano

Todos os medicamentos de uso humano poderão ficar isentos de impostos, ou seja, dos tributos desvinculados do financiamento de atividades específicas do setor público. É o que determina a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 2/2015, do senador Reguffe (sem partido-DF), aprovada na quarta-feira (24) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), conforme nota divulgada pelo portal do Senado Federal. O texto segue agora para exame em Plenário, onde passará por discussão e votação em dois turnos. O autor esclarece na justificação que o objetivo é diminuir o valor dos medicamentos, garantindo mais condições de acesso aos brasileiros a produtos essenciais por sua natureza. “O que observamos hoje em dia é que os remédios são considerados como uma fonte de receita tributária fácil de arrecadar, fazendo com que muitas das vezes se busque, a partir da sua alta tributação, fazer ‘caixa’ para os governos”, diz o senador na justificativa da proposta. “Em novembro de 2014, a PEC 115/2011, que também proibia a cobrança de impostos sobre medicamentos de uso humano, foi rejeitada pela CCJ. A PEC era uma iniciativa do senador Paulo Bauer (PSDB-SC) e contou com o voto pela aprovação do relator, senador Luiz Henrique (PMDB-SC), na forma de substitutivo. Mas prevaleceu na CCJ a posição do governo, contrária à proposta”, diz a reportagem do site do Senado Federal.

Profissionais de saúde propõem medidas para reduzir incidência da sífilis congênita

Melhorar o diagnóstico de sífilis durante a gravidez e garantir o tratamento da gestante e do parceiro foram algumas das medidas propostas por deputados e convidados que participaram da audiência pública realizada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, na quarta-feira (24), de acordo com publicação do portal da Câmara dos Deputados. Atualmente, no Brasil, a doença atinge cinco a cada 100 mil bebês nascidos vivos por ano. O número de casos dobrou nos últimos dez anos. A sífilis congênita pode provocar aborto e deixar sequelas como má formação, alterações ósseas, surdez, dificuldade de aprendizagem e lesões neurológicas, entre outras. “Diretora do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Adele Benzaken informou que o aumento do número de casos se deu por falhas no diagnóstico precoce e falta da penicilina, mas que o ministério conseguiu realizar a compra emergencial do remédio e resolveu o problema do abastecimento. O representante do Conselho Federal de Enfermagem, Gilvan Brolini, informou que a entidade aprovou nota autorizando que técnicos de enfermagem possam administrar penicilina em mulheres grávidas, e que a aplicação poderá ser feita em unidades básicas de saúde, o que era vedado pelo conselho”, ressalta a publicação.

 

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Medicamento como prevenção para HIV será incorporado no SUS

Inca – Brasil é primeiro país a criar metas para a Década da Nutrição

Inca – STF julga em junho processo que proíbe cigarros saborizados

Anvisa – Condicionador da marca Cocoricó é proibido pela Anvisa

Conselho Nacional de Saúde – CNS participa do lançamento do curso de Qualificação de conselheiros municipais de Saúde de MG

Câmara dos Deputados – Médicos e empresários defendem certificação para óculos e lentes

Câmara dos Deputados – Plenário aprova MP que aumenta carência para concessão de auxílio doença

Câmara dos Deputados – Profissionais de saúde propõem medidas para reduzir incidência da sífilis congênita

Câmara dos Deputados – Comissão aprova criação de campanha permanente de prevenção ao câncer

Câmara dos Deputados – Câmara aprova proposta que regulamenta atribuições de agentes de saúde

Câmara dos Deputados – Comissão rejeita uso de biblioterapia em hospitais do SUS

Câmara dos Deputados – Relator flexibiliza exigência de ensino para agentes comunitários de saúde

Câmara dos Deputados – Para debatedores, prevenção é melhor forma de evitar o suicídio

Senado Federal – Uso de animais em testes de cosméticos provoca divergências em debate na Câmara

Senado Federal – CAS aprova regulamentação das profissões de protetista e de técnico em biblioteconomia

Senado Federal – CCJ aprova PEC que isenta de impostos medicamentos de uso humano

Senado Federal – Mães trabalhadoras podem ganhar direito a sacar FGTS no nascimento do filho

Senado Federal – Comissão colhe insumos para formular projeto sobre valorização da vida

O Estado de S.Paulo – SUS ofertará em 180 dias medicamentos para prevenir a infecção por HIV

O Estado de S.Paulo – Brasil inicia em julho testes em adolescentes com medicamento que previne o HIV

O Estado de S.Paulo – Rio tem sétima morte por febre amarela confirmada

O Estado de S.Paulo – ‘Médico poderá responder a sindicância’, diz psiquiatra sobre ação na Cracolândia

Correio Braziliense – Estudo consegue mapear rota do zika virus do Brasil aos Estados Unidos

O Globo – Vírus da zika já circulava pelo Brasil em 2013, mostra pesquisa

O Globo – Jovens informados e felizes são menos propensos a beber e fumar

O Globo – Extrato de cannabis reduz convulsões da epilepsia em 39%, revela estudo

O Globo – Governo anuncia adoção de pílula para prevenir HIV em grupos vulneráveis

G1 – Vista embaçada pode ter relação com problemas de graves de saúde

G1 – Estudo analisa quase 80 mil pessoas e identifica 52 genes ligados à inteligência

G1 – Combinação de treino de força com exercício aeróbico é a melhor opção para idosos obesos

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.