REPORTAGEM DESTACA POSICIONAMENTO DE CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA SOBRE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS

//REPORTAGEM DESTACA POSICIONAMENTO DE CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA SOBRE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS

Valor Econômico destacou que tema de embates recentes no Congresso e na Justiça do setor agropecuário e ambientalistas e associações de saúde, o uso de defensivos agrícolas no Brasil é pouco abordado pelos candidatos à Presidência da República. No Congresso Nacional, há um embate de projetos: o PL 6299/2002, apoiado pelo setor agropecuário, que altera as regras para registro de defensivos agrícolas; e o PL 6670/2016, com apoio de ambientalistas, que cria a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (Pnara). Alguns deles já se manifestaram em declarações à imprensa a favor do PL 6299/2002. É o caso de Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL). “Em agosto, o tucano defendeu que o PL “não é lei do veneno, é lei do remédio”, e disse que o problema atual “é a demora, é o cartório, porque, quando demora mais de oito anos para aprovar produto novo, está prejudicando a população, usando um produto mais caro e menos eficiente”. Jair Bolsonaro (PSL) também já defendeu, em declaração à imprensa, que “a Anvisa fique fora [do processo] de liberação” de agrotóxicos”, ressalta a reportagem do Valor. Conforme destaca a publicação, Fernando Haddad (PT) e Marina Silva (Rede) defendem, em seus planos de governo, a redução do uso de agrotóxicos e propõem, como alternativa, o incentivo a métodos de produção como a agroecologia, o que está previsto no PL 6670/2016. Ciro Gomes (PDT) não explicita o apoio à redução do uso de agrotóxicos, mas “defende substâncias com menor conteúdo tóxico para pessoas e o meio ambiente”. Entre os candidatos com menor índice nas pesquisas, Guilherme Boulos (PSOL) é o único que defende em seu programa de governo a revogação de “todas as medidas tomadas pelos governos anteriores que autorizem ou facilitem a utilização de agrotóxicos na agricultura brasileira”. “João Amoêdo (Novo), por fim, não apresenta nenhuma proposta sobre o tema em seu programa, embora tenha como vice Christian Lohbauer, que foi vice-presidente de Assuntos Corporativos da Bayer no Brasil”, informa o Valor.

 

Emissão de CRA recua, mas deve reagir em 2019



O juros mais baixos e o cenário eleitoral indefinido afastam investidores dos Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). Neste ano, até agosto, a agropecuária levantou, por meio desses títulos, R$ 2,99 bilhões em recursos, 54% menos que nos oito meses de 2017. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a virada pode vir em 2019, já que a tendência é de que os juros voltem a subir e a agropecuária continue crescendo. O interesse na emissão não virá exclusivamente de empresas gigantes do setor, mas também de agricultores de porte, que continuam a emitir os certificados para financiar a própria safra. Os especialistas preferem não arriscar números de desempenho do CRA no próximo ano, mas Renato Barros Frascino, diretor da securitizadora Gaia Agro, reforça o cenário de recursos cada vez mais restritos ao crédito rural como impulsor deste mecanismo de financiamento. “A demanda dos produtores por esse título deve ser crescente”, afirma.

 

Embraer deve fazer anúncio de joint com a Boeing até 5 de dezembro



A Embraer e a Boeing querem concluir até 5 de dezembro deste ano todos os processos relativos à criação da joint venture que vai deter o controle dos negócios de aviação comercial da fabricante brasileira de aeronaves. Só após o dia 5 de dezembro as duas empresas iniciariam os processos para receber a aprovação do governo e obter o sinal verde em assembleia de acionistas. O Valor Econômico apurou que Embraer e Boeing querem definir a operação antes do fim do ano, uma vez que dois dos três candidatos mais bem colocados nas pesquisas de intenção de voto para a presidência da República, Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT), afirmaram que vão rever o negócio. “Os presidenciáveis dizem que a criação de uma joint venture para controlar toda a operação de jatos comerciais da Embraer é uma venda disfarçada, uma vez que essa área responde por mais de 60% das receitas da companhia brasileira”, destaca a matéria.

 

Projeto permite a circulação de produtos de origem animal inspecionados por órgão municipal, estadual ou federal



As normas de fiscalização sanitária de produtos de origem animal podem ser alteradas pelo Projeto de Lei 10068/18 do deputado Hiran Gonçalves (PP-RR). De acordo com o texto proposto, fica permitida a circulação nacional desses produtos, desde que seus estabelecimentos estejam regularizados por um serviço de inspeção de órgão de agricultura municipal, estadual ou federal. É o que informa a Agência Câmara. São objetos de fiscalização sanitária os animais destinados à matança, seus produtos e subprodutos e matérias primas; o pescado e seus derivados; o leite e seus derivados; o ovo e seus derivados; o mel e cera de abelhas e seus derivados. “Segundo Hiran Gonçalves, a alteração no Decreto-lei 986/69 permitirá, do ponto de vista da vigilância sanitária, a circulação nacional desses produtos, desde que possuam o ‘selo’ de qualquer um dos serviços de inspeção de órgão de agricultura, seja municipal, estadual ou federal”, enfatiza a Agência.

 

NA IMPRENSA
Mapa – Conselho Agropecuário do Sul decide trabalhar por harmonização de normas 

 

Mapa – OIC decide promover ações para evitar queda de preços do café

 

Mapa – Abertas inscrições para o Prêmio Rural Sustentável

 

Mapa – Natal sedia dois eventos internacionais de inovação

 

MMA – Governo diferenciará desmatamento legal do ilegal

 

MMA – Transparência no uso de recursos externos

 

MMA – Mobilização para proteger as águas

 

Embrapa – Desafios da pesquisa em aquicultura são tema no penúltimo dia do AquaCiência

 

Embrapa – RGV na Praça distribui mudas no centro de Cruz das Almas neste sábado (22)

 

Embrapa – Consumo mundial de café ultrapassa 162 milhões de sacas no ano cafeeiro 2017-2018

 

Embrapa – LeiloShopping de touros jovens traz boas expectativas genéticas para a pecuária goiana

 

Embrapa – Cerca de 200 produtores participam do 7º TecLeite

 

Embrapa – Manejo e manutenção de cisterna será tema de seminário

 

Embrapa – Pará vai ganhar mapa com o cultivo do cacau no estado

 

Embrapa – Dias de campo apresentam resultados da cultura de grãos em Alagoas

 

Embrapa – Embrapa participa da PorkExpo 2018

 

Embrapa – Orientadora de jovens cientistas do México visita laboratórios da Embrapa Amapá

 

Embrapa – Novas tecnologias para controle da mancha amarela em trigo

 

Embrapa – Embrapa e IWCA lançam publicação pioneira sobre mulheres do café

 

Ibama – Ibama identifica fraude em Plano de Manejo e aplica multas de R$ 782 mil em MT

 

Câmara dos Deputados – Projeto permite a circulação de produtos de origem animal inspecionados por órgão municipal, estadual ou federal

 

Senado Federal – Projeto regulamenta compensação ambiental em assentamentos rurais

 

O Estado de S. Paulo – ‘Alvo’ de mais de mil PECs, Constituição já foi alterada 99 vezes

 

O Estado de S. Paulo – Ausência de presas pode ser a salvação de elefantes da África

 

O Estado de S. Paulo – Emissão de CRA recua, mas deve reagir em 2019

 

O Estado de S. Paulo – TCU quer ajustes para leilões de aeroportos

 

O Estado de S. Paulo – Soja barata dos EUA atrai compradores chineses

 

Folha de S. Paulo – Fluxo de passageiros na aviação regional cresce 6% em São Paulo até agosto

 

Folha de S. Paulo – Pesquisa mostra rejeição a candidatos que apoiem indústria de armas e agrotóxicos

 

Folha de S. Paulo – Armazém rural

 

Folha de S. Paulo – Franceses colhem neste ano a melhor safra de uvas desde 1947

 

Folha de S. Paulo – Assustados, bois iniciam viagem sem volta rumo ao abate na Turquia

 

G1 – Biosev vende usina Estivas à Pipa Agroindustrial por R$ 203,6 mi

 

G1 – Soja barata dos EUA atrai compradores chineses apesar de guerra comercial

 

G1 – Arroz e feijão são 38% dos alimentos jogados fora no Brasil, diz pesquisa

 

G1 – Brasil vai à OMC contra tarifas chinesas à importação de açúcar

 

G1 – Produtores do cerrado trocam soja por frutas de clima frio em GO

 

G1 – Supersafra derruba preço da cebola e traz problemas para produtores

 

G1 – Manga do Vale do São Francisco ganha o mercado da África do Sul

 

G1 – Países produtores de café defendem adoção de preço mínimo para saca

 

G1 – Selo de qualidade muda a vida de agricultoras no litoral de SP

 

G1 – Primavera começa neste sábado com temperaturas altas e possibilidade de novo El Niño

 

G1 – Pesquisas sem uso de animais ganham força depois que ativistas invadiram instituto e levaram beagles

 

Valor Econômico – Aprobio prega alta da mistura de biodiesel no diesel para 15% até 2022

 

Valor Econômico – Maioria dos eleitores rejeita candidato que apoia setor de agrotóxicos

 

Valor Econômico – Suíça rejeita iniciativas que endureciam exigência para alimentos

 

Valor Econômico – Candidatos à Presidência dão pouca atenção ao tema dos agrotóxicos

 

Valor Econômico – Embargos a carnes afetam vendas de equipamentos para frigoríficos

 

Valor Econômico – Demanda europeia impulsiona exportações de manga do Brasil

 

Valor Econômico – Segmento de frutas busca mercados menos tradicionais

 

Valor Econômico – Embraer deve fazer anúncio de joint com a Boeing até 5 de dezembro

 

Valor Econômico – Embraer e Boeing tentam fechar negócio antes de 2019

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Brasil reforça vigilância para manter peste suína africana longe do país

 

Zero Hora – Exportação de espumantes cresce 61% em 2018, impulsionada por reconhecimento em concursos

 

Nordeste Rural – Controle da plantação de mandioca no semiárido usando o sistema de produção agroecológica

 

Mais Soja – Produção de soja em MS deve ultrapassar 10 milhões de toneladas na safra 2018/19

 

Mais Soja – Manejo de fungicidas na cultura da soja

 

Mais Soja – MAPA abre consulta pública sobre espécies animais introduzidas no país que são pragas de plantas

 

Mais Soja – Objetivo é preparação para o vazio sanitário no Mato Grosso

 

Mais Soja – Soja: com menor excedente interno, cotações seguem em altos patamares

 

Mais Soja – Milho: Preços caem na maior parte das regiões acompanhadas

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.