RASTREIO DE MEDICAMENTOS TERÁ TESTES EM AGOSTO

//RASTREIO DE MEDICAMENTOS TERÁ TESTES EM AGOSTO

O sistema de rastreamento de remédios, que permite traçar a trajetória do produto desde a fábrica até os postos de venda, começa a ser testado em agosto deste ano no Brasil com no máximo cinco classes de medicamentos. É o que informa o jornal O Estado de S.Paulo em reportagem publicada nesta segunda-feira (29). Entre os candidatos para o teste estão um antibiótico, uma droga para controlar a hipertensão e outra para diabete. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já publicou as regras para nortear o sistema na fase de experimentação, que começa em agosto e tem duração de um ano. A ideia é que o produto possa ser rastreado durante todo o percurso e seja possível fazer o acompanhamento mesmo em locais onde o acesso à internet não é constante. Uma das intenções é que farmácias pequenas façam a transmissão de informações via celular. Nos próximos dois meses, é aguardada a edição de normas que vão acertar os detalhes de quais empresas e quais produtos serão envolvidos no trabalho. O presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, afirma que devem participar dessa fase um laboratório internacional, um laboratório brasileiro de grande porte, outro de pequeno porte e um laboratório público. “Preparativos para por em prática o sistema não vêm de hoje. Pela ideia inicial, a rastreabilidade deveria estar totalmente implementada no País há pelo menos cinco anos. Foram sucessivos adiamentos e alterações no projeto, considerado essencial para tentar prevenir contrabando, roubo e falsificação de medicamentos”, diz parte da matéria.

Estudo revela que indústria farmacêutica caminha para a disrupção

O setor de saúde tem se movimentado rapidamente rumo à adoção das chamadas tecnologias digitais. Em caderno especial sobre inovação em saúde, publicado pelo jornal Valor Econômico, reportagem destaca que, em dois anos, 93% dos médicos dos EUA usarão registros médicos eletrônicos — 30% a mais do que há dois anos. E isso não é tudo. Cerca de 97% deles terão acesso eletrônico aos protocolos de tratamento, mais que o dobro da taxa de 2011, de acordo com pesquisa conduzida pela Bain & Company. Não são só os clientes das farmacêuticas que estão mudando. “As ferramentas e os dados digitais também estão transformando a indústria farmacêutica, permitindo com que ela atue de forma mais rápida, barata e eficiente no desenvolvimento e na pesquisa de drogas ao mesmo tempo em que traz benefícios às áreas de produção e comercialização. Dados do mundo real já deram início a uma disrupção, por exemplo, na abordagem como o reembolso médico é conduzido, exigindo novas evidências além dos exames de laboratório”, afirma trecho da publicação.

Volume de dados desafia pesquisa

Os dados de saúde vão crescer mais de 50 vezes nos próximos cinco anos e nenhuma empresa será capaz de dar conta de tamanha montanha de informações. Estratégias de interconexão entre as diversas instituições para avançar nas pesquisas médicas, levando em conta a segurança do paciente, ainda estão longe de acontecer. Sistemas clínicos de gestão, prontuários de pacientes e imagens de exames formam diversos repositórios que pouco se integram entre si. O caderno especial do Valor Econômico destaca que hoje 20% das informações são estruturadas em bancos de dados e 80% não são estruturadas, como e-mails, papel, arquivos eletrônicos e imagens, que crescem 36% ao ano. “O primeiro passo é criar um repositório de dados que centralize as informações e permitam sua interoperabilidade”, enfatiza a publicação.

Inflação médica chega a recorde

A inflação médico-hospitalar, que em 2016 atingiu seu maior patamar da série histórica, deverá se manter entre 18% e 20% neste ano, segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). De acordo com informações da coluna Mercado Aberto, da Folha de S.Paulo, o aumento de custos — que inclui internações, exames, consultas, terapias etc – foi de 19,4% no acumulado de 12 meses até setembro, dado mais recente da instituição. Os gastos das operadoras com desperdícios e fraudes respondem por 20% das despesas totais do setor. Em 2015, isso representou R$ 22,5 milhões, segundo o instituto. A taxa estimada pela Abramge (associação de planos de saúde) é de 30%, afirma o diretor Pedro Ramos. A Abramge quer incluir em projeto de lei, em tramitação no Senado, punições para propinas a médicos. As operadoras também têm ampliado investimentos em sistemas para identificar profissionais com indícios de superfaturamento, diz à coluna Mercado Aberto, Solange Mendes, presidente da FenaSaúde.

 

SAÚDE NA IMPRENSA
Anvisa – Anvisa alerta para problema na emissão de GRUFolha de S.Paulo – Mercado Aberto – Inflação médica chega a recorde, e operadoras pedem ‘Lava Jato’ na saúde

Folha de S.Paulo – Laboratório segue na liderança dos maiores anunciantes do país

Folha de S.Paulo – Saúde Responde: Tenho anemia e minha ferritina está alta. O que faço? 

Folha de S.Paulo – Marcelo Leite – Órgão da ONU estima que custo social da zika pode alcançar R$ 5,6 bilhões

O Estado de S.Paulo – ‘Corujão da Cirurgia’ terá bônus para médicos

O Estado de S.Paulo – Jairo Bouer – Mais um passo na prevenção ao HIV

O Estado de S.Paulo – Como diminuir o risco de desenvolver o câncer de mama

O Estado de S.Paulo – Rastreio de remédios terá testes em agosto

O Globo – Taxa de morte de pessoas com Alzheimer nos EUA aumenta 55% em 15 anos

O Globo – Morte de menino com otite tratado com homeopatia comove Itália

O Globo – Obesidade aumenta entre jovens em 20 anos, alertam especialistas

O Globo – Médicos acreditam que pais devem dar exemplo de comportamento alimentar

O Globo – Uso medicinal da maconha chega à gastronomia

Valor Econômico – Olhar para além da crise

Correio Braziliense – Aquecimento global tem aumentado a quantidade de noites mal dormidas

G1 – ‘Selfie acadêmica’: Os pesquisadores que usam a si mesmos como base de estudos

Conjur – Não cabe ao Poder Judiciário determinar preços de medicamentos

A Crítica – Doenças raras: o desafio do diagnóstico e tratamento da mucopolissacaridose

Jornal Dia Dia – Fibrose Pulmonar Idiopática pode ser tão fatal quanto o câncer

Em tempo – Calor exige prevenção contra doenças da pele, alertam especialistas

Info Saj – Defensoria propõe projeto de solução de demandas de saúde em Santo Antônio de Jesus

Jornal do Tocantins – Judicialização e transformação social encerram debate

Expresso MT – Comer chocolate todo dia previne arritmia no coração, diz estudo

Novo Momento – Combate a obesidade com multifuncional

Bom Jardim Notícia – ESTA ERVA DANINHA QUE CRESCE NAS RUAS E QUINTAIS AJUDA A CONTROLAR DIABETES E COMBATER ANEMIA! 

Repórter News – Estresse diário pode levar ao esgotamento emocional

Valor Econômico – Estudo revela que indústria farmacêutica caminha para a disrupção 

Valor Econômico – Tecnologia é arma para reduzir erro médico 

Valor Econômico – Investimentos em inovação são poupados 

Valor Econômico – Exportação de equipamentos para saúde cresce com exposição em feiras internacionais

Valor Econômico – Robô auxilia cuidadores na Holanda 

Valor Econômico – Setor de equipamentos quer as mesmas isenções dos importados 

Valor Econômico – Recursos para a inovação caem pela metade, mas setor da saúde ainda é preferido

Valor Econômico – Recife tem o primeiro hospital certificado 100% digital 

Valor Econômico – Biobanco pode prevenir doença crônica 

Valor Econômico – Venture capital impulsiona crescimento de startups 

Valor Econômico – Holanda é referência europeia 

Valor Econômico – Meta é chegar ao “paciente global” 

Valor Econômico – Venture capital olha para o setor com atenção especial 

Valor Econômico – Digitalização ajuda a desafogar sistema 

Valor Econômico – Segurança é estratégica na pauta de executivos

Valor Econômico – Setor apresenta alto risco cibernético

Valor Econômico – Volume de dados desafia pesquisa 

Valor Econômico – Robôs fazem atendimento no quarto e ajudam em cirurgias 

Valor Econômico – Marcas enxergam novos negócios

Valor Econômico – Para especialista, Brasil está 30 anos atrasado na área 

Valor Econômico – Autogestão ganha impulso com ferramentas digitais 

Valor Econômico – Tamanho do mercado desperta interesse do investidor 

Valor Econômico – Gestão 4.0

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.