POLÍCIA FEDERAL OPERA CONTRA FRAUDES EM FINANCIAMENTOS AGRÍCOLAS PELO BANCO DO BRASIL

//POLÍCIA FEDERAL OPERA CONTRA FRAUDES EM FINANCIAMENTOS AGRÍCOLAS PELO BANCO DO BRASIL
A Polícia Federal (PF) deflagrou a segunda fase da Operação Turbocred, para combater desvios de verbas públicas por meio de fraudes em financiamentos agrícolas operados pelo Banco do Brasil entre os anos de 2012 e 2015. É o que informa o Valor Econômico. Há indícios de pagamento de propina a funcionários do banco para a obtenção de financiamentos por meio de contas correntes em nome de “laranjas”, afirma a PF. As diligências ocorrem em residências de tomadores de empréstimos fraudulentos, funcionários e ex-funcionários do Banco do Brasil, e de pessoas que atuaram como “laranjas” nas fraudes. A operação decorre da análise da documentação apreendida em agências do BB durante a primeira fase da ação, em maio de 2016. Foram analisadas 149 operações de financiamentos agrícolas e outras 13 de outras modalidades de financiamentos, tendo sido constatado que 90% dessas operações haviam sido fraudadas. “O inquérito policial identificou a obtenção de financiamentos para custear atividade agrícola em imóvel próprio, mas usado em imóvel arrendado a terceiros; falsificação de carta de arrendamento para a tomada de empréstimos para custear atividade agrícola fictícia e a tomada de sucessivos financiamentos para empreendimentos agrícolas, sem capacidade financeira. Os investigados responderão, na medida de suas participações, por crimes de gestão fraudulenta e gestão temerária de instituição financeira”, frisa a reportagem.

Embrapa e Agrosmart fazem parceria para automatizar o diagnóstico e monitoramento de doenças agrícolas

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e a Agrosmart, plataforma de agricultura digital líder na América Latina, acabam de firmar parceria para o desenvolvimento de um modelo automático de diagnóstico, previsão e monitoramento de propagação de doenças agrícolas. A Embrapa em seu portal informa que esta cooperação prevê ações de pesquisas para apoiar o planejamento fitossanitário em lavouras, coordenadas pela Embrapa Informática Agropecuária e pela Embrapa Meio Ambiente. A tecnologia envolve desde técnicas de manejo integrado de doenças, cálculos matemáticos avançados usando aprendizado de máquina e processamento de imagens, com informações obtidas a partir de sensores instalados em campo até o uso de imagens digitais, visando aperfeiçoar as técnicas para diagnóstico de doenças em plantas. No Brasil o valor das perdas anuais causadas por pragas e doenças na agricultura é de R$ 55 bilhões. “O objetivo é que a ferramenta ajude tanto pequenos quanto grandes agricultores. Além disso, pesquisadores também poderão usufruir da base de dados ambientais, proporcionando o desenvolvimento de métodos mais eficazes para o combate às doenças”, afirma o portal.

Fórum discute gargalos na infraestrutura do agronegócio

Um levantamento do Ministério da Agricultura mostra que a expansão das saídas pelo Norte vai ajudar a dobrar a produção de soja e milho até a safra 2024/2025. Porém, a falta de ferrovias e hidrovias para escoar a produção de grãos em longa distância e a péssima qualidade das rodovias brasileiras representam uma enorme perda de competitividade do produto brasileiro em relação ao mercado internacional. Uma alternativa que está no radar do governo é a chamada Ferrogrão, ferrovia desenhada por um grupo de produtores (Bunge, Cargill, Maggi e Dreyfus) do Centro-Oeste. De acordo com o Estadão, o projeto original prevê a construção de 1.140 quilômetros de trilhos num total de R$ 10 bilhões de investimentos. O governo federal quer licitar o projeto para elevar o volume de investimentos no País. Ainda assim, com todos esses gargalos, na última década, o Produto Interno Bruto (PIB) agropecuário brasileiro cresceu a uma taxa média anual de 3,3% ante 2,3% do resto da economia e a produção deu um salto de mais de 100 milhões de toneladas. Para estimular esse debate, no dia 7 de novembro, o Estadão, em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), reúne mais uma vez em seu auditório, em São Paulo, especialistas, empresários e representantes do governo que vão discutir sobre a logística e a infraestrutura no agronegócio e o que precisa ser feito para que o País avance nesse segmento. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site http://www.estadaoeventos.com.br/agronegocio.

Fortes oscilações no mercado

Após atingirem máximas históricas em 2016 na bolsa de Nova York, por causa da forte redução da produção de laranja no cinturão formado por São Paulo e Minas Gerais na safra 2016/17, as cotações do suco de laranja começaram a recuar em linha com a tendência de recuperação da oferta brasileira. O Valor Econômico destaca que de acordo com projeções do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), mantido com contribuições de produtores de laranja e indústrias de suco, a colheita paulista e mineira em 2017/18 – a safra começou “oficialmente” em julho de 2016 – deverá aumentar cerca de 50% ante o ciclo anterior, prejudicado por intempéries provocadas pelo El Niño. Contudo, a curva descendente das cotações foi interrompida depois do início da temporada americana de furacões, em julho, que gerou perdas aos pomares da Flórida, Estado que abriga o segundo maior parque citrícola do mundo, menor apenas que o brasileiro. Neste mês de outubro, a variação dos contratos futuros de segunda posição de entrega acumulam valorização de 4,21% em Nova York, segundo cálculos do Valor Data.

NA IMPRENSA

Mapa – Brasil e Europa debatem estratégias de combate ao desperdício de alimentos

Mapa – Nova etapa de vacinação contra aftosa começa na quarta-feira

Mapa – Ministro Blairo Maggi vai a audiência na Câmara

MMA – Sarney Filho agradece trabalho em Veadeiros

MMA – Ministério aprova Código de Ética

MMA – Economia e conservação na Amazônia

Embrapa – Leite A2 e prova de leite a pasto são temas de palestras na PecBrasília 2017

Embrapa – Embrapa e Agrosmart fazem parceria para automatizar o diagnóstico e monitoramento de doenças agrícolas

Embrapa – Novas publicações mostram avanços de pesquisas em pecuária, ovinos e iscas vivas

Embrapa – Embrapa lança sistema de produção de cana-de-açúcar para o RS

Ibama – Nota sobre ataque criminoso às estruturas do Ibama e do ICMBio em Humaitá (AM)

Câmara dos Deputados – Comissão de Fiscalização Financeira debate desdobramentos da Operação Carne Fraca

Senado Federal – CCJ analisa projeto que beneficia aviação com programa de bioquerosene

Folha de S.Paulo – Nabil Bonduki – Emissões de carbono explodem no Brasil e anunciam desastre ambiental

Folha de S.Paulo – Vaivém das Commodities – Plantio de soja mantém ritmo lento na safra 2017/18 na América do Sul

Folha de S.Paulo – É possível expandir o agronegócio sem desmatar?

Folha de S.Paulo – Eliminar desmatamento retiraria 0,6% do PIB até o ano 2030

Folha de S.Paulo – Meirelles confirma prorrogação do prazo do Refis

O Estado de S.Paulo – Fórum discute gargalos na infraestrutura do agronegócio

Valor Econômico – Hendrix Genetics firma joint venture com a Mercoaves

Valor Econômico – Citrosuco vende menos, mas volta ao azul

Valor Econômico – Fortes oscilações no mercado

Valor Econômico – Etanol ganha competitividade

Valor Econômico – STF julga a disputa de usinas por cotas

Valor Econômico – Orçamento do seguro rural para 2018 sofre corte de 52%

Valor Econômico – ONU pede mais investimentos em tecnologia para controle do aquecimento

Valor Econômico – Lucro líquido da ADM recua 17% no terceiro trimestre

Valor Econômico – Lucro líquido da Mosaic sobe mais de 400% no 3º trimestre

Valor Econômico – AGCO reporta alta de 51,75% em lucro líquido no 3º trimestre

Valor Econômico – PF faz operação contra fraudes em financiamentos agrícolas pelo BB

Valor Econômico – Lucro líquido da CNH Industrial cresceu para US$ 53 milhões no 3º tri

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.