PACIENTES RECLAMAM DE ATRASO DE REMÉDIO POR MINISTÉRIO

//PACIENTES RECLAMAM DE ATRASO DE REMÉDIO POR MINISTÉRIO
 Pacientes que entraram na Justiça para receber o medicamento de alto custo Eculizumabe, conhecido pelo nome comercial Soliris, afirmam que a distribuição do remédio, feita pelo Ministério da Saúde, está atrasada há um mês, afetando a saúde deles e causando até internações. Reportagem do Estadão destaca que a medicação, que recebeu registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é importada e o valor anual para o tratamento supera R$ 1 milhão. O ministério informou que enviou edital com proposta de fornecimento do medicamento para os fornecedores e que a previsão é que a distribuição seja feita no final deste mês. A cientista social Margareth Maria Araújo Mendes é representante nacional dos pacientes com HPN e Síndrome Hemolítico-Urêmica Atípica (SHUa) – grupos que necessitam da medicação – da Associação dos Familiares, Amigos e Portadores de Doenças Graves (Afag) e afirma que as mais de 400 pessoas que necessitam da medicação estão sem as doses. Margareth também é uma das pacientes. “Já tem um mês de atraso e ninguém está passando bem. Recebemos um lote para três meses em junho.” Membro do Comitê de Falências Medulares da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH), Phillip Scheinberg explica que os pacientes com HPN podem ter fadiga intensa, dores abdominais e anemia, mas que a maior preocupação é em relação à trombose. Scheinberg diz que o Soliris atua inibindo o complemento, de modo que ele para de destruir as células. “É a única forma de tratamento. O medicamento não cura, mas controla. Se deixar de tomar, o problema volta.”

Auditoria sobre os 414 pacientes

Estadão ressalta ainda que, em nota, o Ministério da Saúde informou que realizou uma auditoria sobre os 414 pacientes que têm decisões judiciais para receber o medicamento e que, no início de setembro, iniciou um novo processo de compra do medicamento para as demandas judiciais. Na última compra, realizada em junho, foi feita a aquisição de nove mil frascos, que seriam destinados a essas demandas “por, pelo menos, três meses”, segundo o ministério. A pasta informou que enviou o edital para proposta de fornecimento aos fornecedores e que “a previsão de distribuição, após cumprir todos os trâmites legais, é para final de outubro”. Segundo o ministério, a aquisição será para um período de cinco meses. O tratamento anual custa R$ 1,3 milhão por paciente. Ainda de acordo com o ministério, a auditoria apontou que, entre as pessoas que entraram na Justiça para receber o Eculizumabe, “28 não foram localizadas, cinco não residem no endereço informado, seis se recusaram a prestar informações e 13 já faleceram”. A pasta afirmou que “cerca da metade não apresentou diagnóstico da doença para a obtenção do medicamento”. Indagado se haveria distribuição emergencial para os pacientes internados, o ministério informou que “a área técnica segue os trâmites legais de compras de medicamentos”, frisa a reportagem.

Comissão fixa prazo de 30 dias para exames e início de tratamento de câncer pelo SUS

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou projeto que estabelece prazo máximo de 30 dias para a realização de exames diagnósticos e procedimentos para recuperação de neoplasia maligna por meio do Sistema Único de Saúde (SUS – PL 3752/12). O relator, deputado Sergio Vidigal (PDT-ES), apresentou substitutivo que estabelece que o início do cumprimento do prazo é contado a partir da data de solicitação do exame pelo médico. De acordo com o portal da Câmara, a proposta também altera a lei dos planos de saúde (9.656/98) para prever que as cirurgias eletivas sensíveis ao tempo deverão se realizar dentro do prazo máximo de 21 úteis contados da data de sua indicação médica. A versão apresentada por Vidigal estabelece ainda que, em casos em que a situação concreta recomendar, a cirurgia deverá se realizar em prazo menor, fixado pelo médico responsável pelo paciente. “O texto define cirurgias eletivas sensíveis ao tempo como os procedimentos relacionados a casos em que seu adiamento puder provocar danos à saúde do paciente. O projeto original do deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF) define o prazo máximo de 30 dias para que as unidades do SUS realizem quaisquer exames diagnósticos e executem quaisquer procedimentos necessários à saúde dos pacientes. De acordo com o projeto, o prazo de 30 dias não vale para os casos de emergência, em que o atendimento deva ser imediato”, afirma o texto.

Aprovado novo tratamento de câncer de bexiga e pulmão

Conforme o portal da Anvisa, foi publicado no Diário Oficial da União da segunda-feira (9), o registro do Tecentriq (atezolizumabe). O produto biológico novo foi registrado de acordo com o estabelecido na RDC 55/2010. A substância ativa do Tecentriq, o atezolizumabe, é um anticorpo monoclonal. Ou seja, é um tipo de proteína projetada para reconhecer e se conectar à proteína PD-L1, que está presente na superfície de muitas células cancerosas. O PD-L1 atua para “desligar” células imunes que, de outra forma, atacariam as células cancerígenas. Ao se conectar ao PD-L1 e reduzir seus efeitos, o atezolizumabe aumenta a capacidade do sistema imunológico para atacar as células cancerosas e, assim, diminuir a progressão da doença. “O produto Tecentriq (atezolizumabe) foi aprovado para as seguintes indicações terapêuticas: – Como monoterapia, é indicado para o tratamento de pacientes adultos com carcinoma urotelial (UC) localmente avançado ou metastático após quimioterapia prévia à base de platina ou que sejam considerados inelegíveis à cisplatina. – Como monoterapia, é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer de pulmão de não-pequenas células (CPNPC) localmente avançado ou metastático após quimioterapia prévia. Pacientes com mutações ativadoras EGFR ou mutações tumorais ALK positivo devem ter recebido terapia alvo para essas alterações antes de serem tratados com Tecentriq”, diz o portal.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministério da Saúde anuncia mais recursos para o SAMU 192

Anvisa – Assista à reunião da Diretoria Colegiada da Anvisa

Anvisa – Definida composição das vacinas influenza para 2018

Anvisa – Aprovado novo tratamento de câncer de bexiga e pulmão

ANS – ANS busca promover debate público sobre financiamento da assistência à saúde

ANS – Diretores da ANS participam do 3º Fórum da Saúde Suplementar

Hemobrás – Concorrência Pública 01/2017: Hemobrás informa contatos para agendamento de vistoria técnica

Tecpar – TECPAR FORMALIZA COMODATO DE LABORATÓRIO DE PRODUÇÃO DE MEDICAMENTOS EM PONTA GROSSA

Câmara dos Deputados – Comissão altera regras de revista de quem usa marca-passo ou próteses metálicas

Câmara dos Deputados – Comissão aprova inclusão como dependente no IR de pessoa com deficiência que exerce atividade remunerada

Câmara dos Deputados – Comissão aprova criação de Estatuto dos Direitos do Paciente

Câmara dos Deputados – Comissão fixa prazo de 30 dias para exames e início de tratamento de câncer pelo SUS

Senado Federal – Armando Monteiro critica tentativa de esvaziar projeto da Hemobrás em PE

Senado Federal – Todo câncer de mama é hereditário?

Senado Federal – Pacientes de quimioterapia poderão ter preferência de atendimento

Senado Federal – Projeto que regulamenta a profissão de gerontólogo volta à pauta da CAS

CBN – Pesquisadores e pacientes sofrem com entraves às pesquisas relacionadas à maconha

Correio Braziliense – Envelhecimento da população gera alta no custo de planos de saúde, diz ANS

Correio Braziliense – Cientistas descobrem forma de fazer células cancerígenas se autodestruírem

Folha de S.Paulo – Suzana Herculano-Houzel – Drenagem linfática no cérebro? Órgão ainda surpreende cientistas

Folha de S.Paulo – Cláudia Collucci – SP corre o risco de perder um dos centro de saúde mais antigos do país

Folha de S.Paulo – Mulheres encaram laser e cirurgia por ‘vulva ideal’

G1 – Por que é mais difícil para as mulheres lutar contra alcoolismo e dependência às drogas

O Estado de S.Paulo – Pacientes reclamam de atraso de remédio por ministério

O Globo – Nova terapia provoca ‘suicídio’ das células do câncer

O Globo – Substâncias psicodélicas melhoram atividade cerebral, revela estudo

O Globo – Custo de doenças relacionadas à obesidade será de US$ 1,2 trilhão em 2025

Valor Econômico – Negociações de venda da Ímpar avançam

Valor Econômico – Feriado esvazia pauta, mas MP sobre leniência tem alta chance de aprovação

MT Mídia – Mais de 5 mil liminares exigem do Estado atendimento na área da saúde

Notícias do Dia – Hemobrás não pode ocupar vagas de concursados com comissionados

O Secretário do Povo – Armando acusa ministro da Saúde de sabotar o próprio governo

Portal Noar – HUOL seleciona voluntários para pesquisa sobre tratamento em fibromialgia

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.