OMS ANUNCIA AVANÇOS NO COMBATE À TUBERCULOSE, MAS COBRA MAIS ESFORÇO

//OMS ANUNCIA AVANÇOS NO COMBATE À TUBERCULOSE, MAS COBRA MAIS ESFORÇO

Esforços mundiais para combater a tuberculose pouparam cerca de 53 milhões de vidas desde o ano 2000. O balanço positivo foi divulgado no relatório Global TB Report 2017, publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Reportagem do Correio Braziliense enfatiza que apesar das conquistas, o documento mostra que a enfermidade foi a principal causa de morte infecciosa de 2016, na frente do HIV, o que reforça a necessidade de mais medidas para conter a doença. O relatório também revelou uma alta incidência da doença no Brasil. De acordo com o documento, em 2016 foram notificados 10,4 milhões de novos casos da doença em todo o mundo, dos quais 10% afetavam pessoas infectadas pelo vírus HIV. Estima-se que 1,7 milhão de pessoas morreram de tuberculose, incluindo cerca de 400 mil pessoas que foram coinfectadas com o vírus da Aids. “Apesar da diminuição na taxa de mortalidade global, a OMS destaca que o progresso no combate à tuberculose está paralisado em vários países, o que mostra a necessidade de intensificar os esforços. No Brasil, o relatório mostra que ocorrem 42 casos da doença a cada 100 mil habitantes. O documento também destaca como positiva a medida brasileira utilizada para garantir as notificações da doença, necessárias para que o medicamento possa ser retirado no serviço público”, destaca a reportagem.

Pesquisa identifica 27 genes que podem prevenir alguns tumores

Um estudo publicado nesta terça-feira (31) na “Nature Communications”, destaca que após análise de mais de 2000 tumores em 12 tipos de cânceres, pesquisadores identificaram 27 novos genes que poderiam prevenir o surgimento de alguns desses tumores. De acordo com o site do G1, a descoberta pode fazer com que os genes se tornem “alvos” para novos tratamentos de combate à doença. Entre os cânceres mapeados, estão o câncer de mama, de pulmão, de intestino, de rim e de cérebro. Pesquisadores também identificaram 96 regiões do genoma que se perdem quando um tumor surge. Nesses locais, pesquisadores também identificaram 16 genes supressores já conhecidos. A pesquisa foi liderada por cientistas do Instituto Francis Crick (Reino Unido) e da Universidade de Leuven (Bélgica), em colaboração com a Universidade de Chicago (EUA) e a Universidade de Oslo (Noruega). No caso específico da pesquisa publicada na “Nature”, pesquisadores foram além. Estavam interessados especificamente no mapeamento de genes supressores. Segundo os pesquisadores, cada célula humana expressa dois pares de genes que funcionam como “freios” e tentam impedir que as células se tornem cancerosas. “A ideia é que novos medicamentos atuem sobre esses pares de genes, que muitas vezes são bloqueados quando os tumores se desenvolvem. A análise foi possível por técnicas modernas de modelos computacionais”, diz a publicação.

Hypermarcas avalia expandir capacidade

A farmacêutica Hypermarcas está avaliando um novo ciclo de investimentos em expansão de capacidade. É o que informa o Valor Econômico. A perspectiva de crescimento da demanda de medicamentos e o fato de algumas linhas produtivas estarem perto do limite justificam esse estudo, segundo o presidente Claudio Bergamo. Ainda não há definição sobre o tamanho do investimento, mas o aumento “significativo” dos volumes vendidos no terceiro trimestre e fatores macroeconômicos, como queda da inflação e dos juros e perspectiva de melhora nos índices de emprego, indicam que a trajetória do mercado farmacêutico tende a permanecer positiva. Os planos de expansão da capacidade operacional vêm na esteira da transformação da Hypermarcas em uma farmacêutica “pura”. Para 2017, a expectativa na indústria é de alta de 8% a 10% nas vendas de medicamentos no país e a meta da empresa é manter o ritmo superior ao do mercado. A farmacêutica está acelerando os investimentos em marketing e mídia, força de vendas e visitação médica e inovação. No campo da inovação, a Hypermarcas recém inaugurou um novo centro e tem “vários lançamentos previstos para 2018, em todas as unidades de negócio”. Segundo Bergamo, em relação ao desenvolvimento de novos negócios, a Hypermarcas está “mais ativa”, e há oportunidades surgindo, como a compra de moléculas ou de registros.

Esclarecimento sobre a atualização do Rol de Procedimentos

Em reunião extraordinária realizada na segunda-feira (30), a diretoria colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu sobrestar a publicação da resolução normativa que atualiza a lista de procedimentos e eventos em saúde obrigatórios para beneficiários de planos de saúde. Conforme o portal da ANS, tal medida foi tomada em razão de comunicação da empresa Roche Produtos Químicos e Farmacêuticos de que no processo decisório da Diretoria Colegiada da ANS relativo à revisão do rol de procedimentos para 2018, ocorrido em sua 475ª reunião ordinária, as afirmações apresentadas pela área técnica responsável não seriam verdadeiras, levando a ANS a decidir pela não incorporação de medicamento utilizado para tratamento de melanoma metastático. A fim de que não restem dúvidas a respeito da condução desta revisão do rol pela área técnica responsável, bem como desta reguladora na definição dos procedimentos e eventos a serem incorporados, a Diretoria Colegiada deliberou pela criação de uma comissão com servidores de todas as áreas da Agência, que se reunirá para analisar o caso e esclarecer o ocorrido.

SAÚDE NA IMPRENSA

 

Ministério da Saúde – Ministro da Saúde participa do VIII Fórum Nacional sobre Assistência Farmacêutica no SUS

Ministério da Saúde – OMS e revista Interface abrem prazo para artigos sobre formação no Mais Médicos

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde anuncia ações para conter avanço da sífilis no país

ANS – Reunião extraordinária da Diretoria Colegiada

ANS – Esclarecimento sobre a atualização do Rol de Procedimentos

Anvisa – Reunião pública discute advertência em cigarro e soros hiperimunes

Fiocruz – Cooperação em saúde entre países de língua portuguesa é tema de simpósio

Fiocruz – Seminário sobre integridade de dados acontece nesta quarta (1/11)

Inca – Conar vai investigar suposta campanha de cigarros em rede social

ALESP – Saúde da população negra é tema de discussão

ALESP – Recursos para a saúde de sete municípios

Câmara dos Deputados – Em solenidade pelo Dia do Dentista, deputados cobram acesso da população ao tratamento odontológico

Senado Federal – José Medeiros defende cuidados na primeira infância e investimento em educação

Correio Braziliense – OMS anuncia avanços no combate à tuberculose, mas cobra mais esforço

Folha de S.Paulo – Transtorno alimentar faz pessoas tentarem perder peso que não têm

Folha de S.Paulo – As vantagens e desvantagens do cada vez mais popular coletor menstrual

G1 – Mortes por tuberculose caíram 37% desde o ano 2000, diz OMS

G1 – É matematicamente impossível vencer o envelhecimento, diz estudo

G1 – Pesquisa identifica 27 genes que podem prevenir alguns tumores

G1 – ‘Temos que escolher quem vai se tratar’: famílias atingidas pela lama de Mariana sofrem com problemas de saúde

O Estado de S.Paulo – Tatuí faz mutirão pela vida de Julia, diagnosticada com leucemia

O Globo – Consumo de soja reduz o risco de doenças cardíacas? A FDA acredita que não

O Globo – Beber de barriga vazia para não engordar é novo tipo de transtorno alimentar

Valor Econômico – Hypermarcas avalia expandir capacidade

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.