NOVAS REGRAS PARA EXPORTAÇÃO DE ANIMAIS VIVOS SÃO PUBLICADAS NO DIÁRIO OFICIAL

//NOVAS REGRAS PARA EXPORTAÇÃO DE ANIMAIS VIVOS SÃO PUBLICADAS NO DIÁRIO OFICIAL

A Instrução Normativa 46 publicada no Diário Oficial nesta segunda-feira (3) atualiza procedimentos técnicos, sanitários e operacionais da exportação de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos vivos para abate ou para reprodução. De acordo com o portal do Mapa, o novo regulamento define parâmetros objetivos de densidade de animais no transporte e no Estabelecimento de Pré-Embarque (EPE) e a criação de um Registro Nacional de EPE. A partir de agora, todo EPE terá acompanhamento de veterinário habilitado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com treinamento específico em problemas sanitários, legislação e bem-estar animal. Uma inovação importante foi incluir a exportação de animais para reprodução e o transporte aéreo com especificações sobre as áreas e a densidade das cargas. “Outra novidade é a obrigatoriedade de registrar em relatório todas as ocorrências durante o transporte marítimo dos animais, a ser apresentado ao Mapa em 10 dias úteis após a chegada ao destino”, informa o portal.

 

Demanda chinesa continuará a beneficiar exportadores de carne bovina



A demanda por carne bovina na China é forte e deverá continuar assim em 2019, o que tende a beneficiar o Brasil e outros parceiros comerciais em meio ao confronto comercial entre o país asiático e os Estados Unidos, de acordo com o banco holandês Rabobank. É o que informa o Valor Econômico. Diversos surtos de febre suína africana foram registrados nos últimos meses na China, maior consumidor mundial de carne de porco. Se a propagação da doença persistir, Pequim deverá aumentar as importações de carne suína e de outras carnes, como a bovina, no ano que vem. A China continua a se abrir a novos exportadores de carne. Nos últimos meses, vários países europeus, como Irlanda, Holanda, Dinamarca, França e Reino Unido, obtiveram aprovação para exportar carne congelada para o mercado chinês. Isso porque, apesar do aumento das importações, há forte demanda doméstica também atendida pela produção local. Segundo o Rabobank, a produção chinesa aumentou 1,1% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2017, alcançando 2,81 milhões de toneladas. “As importações chinesas da carne brasileira aumentaram 44% entre janeiro e agosto”, afirma o Valor.

 

China substituirá soja dos EUA por grãos do Brasil e outros países



A China substituirá quase inteiramente suas importações de soja dos Estados Unidos por grãos brasileiros e de outras origens na próxima temporada, mas poderá ficar sem a oleaginosa no início de 2019, disse Guo Yanchao, vice-presidente do Jiusan Group, nesta terça-feira (4). Conforme O Estado de S. Paulo, as importações do Brasil saltarão para 71,06 milhões de toneladas, com o restante vindo da Argentina, Canadá, Rússia e outros países, disse Guo. Mas os estoques podem acabar até fevereiro ou março do ano que vem, quando a oferta de soja do Brasil é limitada. “As importações dos Estados Unidos, que normalmente ocupam o segundo lugar entre os maiores fornecedores da China, vão cair para apenas 700 mil toneladas na temporada 2018/19 a partir deste mês, disse Guo. Isso se compara a 27,85 milhões de toneladas de soja em grão importada nos EUA no ano anterior”, destaca a matéria.

 

Estudo mapeia as dez empresas que dominam o mercado de defensivos agrícolas do mundo



O jornal O Globo destacou que foi lançado, nesta terça-feira (4), o Atlas do Agronegócio, uma iniciativa das fundações alemãs Heinrich Boll e Rosa Luxemburgo, que aponta as dez maiores empresas produtoras de defensivos agrícolas do mundo. Segundo o estudo, um quarto do mercado atual está nas mãos da alemã Bayer, que no ano passado comprou a americana Monsanto por US$ 63 bilhões. A reportagem destaca ainda que no Brasil, dos 1.945 agrotóxicos aprovados, 545 pertencem a cinco empresas: BASF, Bayer, Dow AgroSciences, Du Pont e Syngenta. “Em 2002, a comercialização desses produtos era de 2,7 quilos por hectare. Segundo dados da Anvisa, a estimativa atual é de 4,5 a 6,9 quilos por hectare de plantação. E os herbicidas à base de glifosato, usados nas lavouras transgênicas, respondem por mais da metade desse consumo”, afirma o jornal O Globo.

 

NA IMPRENSA
Mapa – Ministro visita floresta plantada e encontra produtores de mel no Paraná 

 

Mapa – Novas regras para exportação de animais vivos são publicadas no Diário Oficial

 

MMA – Bacia do São Francisco tem estudo detalhado

 

Embrapa – Embrapa apresenta novidades nas pesquisas com feijão e pulses

 

Embrapa – Governo institui Rede Nacional de Pesquisa e Monitoramento Ambiental da Aquicultura em Águas da União

 

Embrapa – Técnicas simples são destaque em curso de leite orgânico

 

Embrapa – Professora dedicada ao incentivo da iniciação científica de crianças e jovens faz palestra em Macapá

 

Embrapa – Pesquisador apresenta como os fungos filamentosos podem contribuir nas biorrefinarias

 

Ibama – Ibama devolve à natureza 223 jabutis-piranga em SE

 

Câmara dos Deputados – Plenário pode votar projeto que permite controle de empresas aéreas nacionais por capital estrangeiro

 

O Estado de S. Paulo – China substituirá soja dos EUA por grãos do Brasil e outros países

 

Folha de S. Paulo – Soja libera espaço para algodão e milho nas exportações de agosto

 

G1 – China substituirá soja dos EUA por produto do Brasil e outros países, diz Jiusan

 

O Globo – Estudo mapeia as dez empresas que dominam o mercado de agrotóxicos do mundo

 

Valor Econômico – Derrubada a liminar que suspendia o registro de glifosato no país

 

Valor Econômico – Preço do leite ao produtor teve sétima alta consecutiva em agosto

 

Valor Econômico – Demanda chinesa continuará a beneficiar exportadores de carne bovina

 

Valor Econômico – RenovaBio ainda depende de decisão sobre desmate legal

 

Valor Econômico – Etanol recua na maior parte do país e fica mais vantajoso no DF

 

Valor Econômico – Produção de café na Colômbia recuou 3,1% em 12 meses

 

Valor Econômico – Marfrig reorganiza operação, muda CEO e busca ‘excelência’

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Garantia de uso de glifosato é salvo-conduto para a safra brasileira

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Banco testa tecnologia que simula empréstimo ao produtor rural

 

Mais Soja – Balança comercial tem superávit mais baixo para agosto em três anos

 

Mais Soja – Na reta final, colheita de algodão avança e chega a 90,49% da área estimada no MT

 

Mais Soja – Colheita de milho em Mato Grosso exibiu avanço

 

Mais Soja – O Solo como elemento fundamental para as novas tecnologias do Agronegócio

 

Mais Soja – Erosão causa prejuízos econômicos e ambientais no Paraná

 

Mais Soja – INTL FCStone: plantio de soja e milho deve crescer no Brasil no ciclo 2018/19

 

Mais Soja – Avaliação da eficiência do inseticida Flupyradifurone 120 g i.a./kg + Spiromesifen 120 g i.a./kg no controle de Mosca branca (Bemisia tabaci), ocorrente na cultura da soja (Glycine max L. Merril)

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.