MINISTÉRIO PAGARÁ HOSPITAIS POR FASES DA QUIMIOTERAPIA DE LEUCEMIA

//MINISTÉRIO PAGARÁ HOSPITAIS POR FASES DA QUIMIOTERAPIA DE LEUCEMIA
O Ministério da Saúde adequará o valor da tabela de procedimentos de quimioterapia para Leucemia Linfóide/Lifoblástica Aguda (LLA). O anúncio foi realizado, na segunda-feira (8), durante reunião entre técnicos da pasta e entidades de referência em oncologia e de controle para validar o pregão de registro de preço de compra do medicamento L-asparaginase nativa. Conforme o portal da Saúde informou, o novo modelo será dividido por fases (indução, consolidação, intensificação e manutenção. Durante a reunião, o Ministério da Saúde e as entidades especializadas acertaram que serão solicitados maiores esclarecimentos para a vencedora do pregão. Serão exigidos documentos adicionais sobre estudos clínicos e de farmacovigilância.

CCJ examina isenção de impostos sobre remédios para pessoas de baixa renda

Poderá ser votada este ano, pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, proposta que reduz o preço dos remédios usados por pessoas de baixa renda. De acordo com o Senado Notícias, o texto estabelece a isenção de impostos incidentes sobre medicamentos quando forem vendidos a pessoas com renda de até três salários mínimos mensais e a aposentados, pensionistas ou idosos que tenham renda de até dez salários mínimos mensais. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 65/2016, do senador Telmário Mota (PTB-RR), proíbe a cobrança de impostos sobre medicamentos de uso humano quando adquiridos por população de baixa renda. “Para ele, a alta carga tributária sobre os remédios dificulta o acesso da população a tratamentos adequados, o que pode comprometer a saúde das pessoas, assim como aumenta os gastos do próprio Estado com políticas públicas de saúde”, destaca parte do relatório.

Médicos são flagrados em fraude de ‘farra do ponto’ em hospital público

O Ministério Público de São Paulo apurará denúncia de que médicos e outros profissionais recebem salário sem cumprir a jornada de trabalho no Conjunto Hospitalar de Sorocaba, maior hospital da rede estadual de saúde na região. A fraude foi mostrada no domingo (7), no programa Fantástico, da Rede Globo, que flagrou dois médicos e um dentista fora do ambiente de trabalho depois de bater o ponto de entrada no hospital. O Estadão destaca que o MP-SP informou que será definido o promotor de Sorocaba que atuará no caso. Os servidores foram flagrados em dias diferentes, entre os meses de novembro e janeiro, abandonando o hospital logo após terem assinalado o ponto eletrônico, mesmo havendo pacientes à espera de atendimento. “O Conselho Regional de Medicina abrirá sindicância para apurar a denúncia. O processo tem duração prevista de seis meses e pode resultar em punições que vão de advertência, até a suspensão do registro”, frisa parte da reportagem.

Norma simplifica processo de importação

Os procedimentos para importação de produtos sujeitos à vigilância sanitária foram simplificados. A Anvisa em seu portal publicou a resolução RDC 208/2018 que eliminou algumas exigências da norma anterior. A medida simplifica alguns procedimentos e deve ter um impacto positivo no custo de armazenagem das empresas que trazer produtos relacionado à saúde para o Brasil. A Agência também está abrindo uma consulta pública sobre o gerenciamento de risco sanitário aplicado às atividades de controle e fiscalização na importação de bens e produtos sob vigilância sanitária. “Confira as principais mudanças da RDC 208/2018: Alterado o prazo de cumprimento de exigência para 30 dias; Alterado capítulo de rotulagem que agora diferencia as informações segundo a classe de produtos”, enfatiza a publicação.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministro da Saúde anuncia recursos para municípios do Paraná

Anvisa – Esclarecimentos sobre o medicamento Palbociclibe

Fiocruz – Estudo inédito isola genes associados a dengue

Correio Braziliense – Série de exercícios faciais fortalece músculos e rejuvenesce o rosto

Folha de S.Paulo – Há cem anos, gripe espanhola matou mais de 50 milhões e deixou enigmas

Folha de S.Paulo – Julio Abramczyk – A fragilidade em idosos e a saúde bucal

Folha de S.Paulo – Drogas e vacinas não irão derrotar a dengue, afirma médico

Folha de S.Paulo – Algum interesse ela tem, diz ministro sobre médica que critica droga vetada

Folha de S.Paulo – Pela primeira vez, vício em games é considerado distúrbio mental pela OMS

G1 – Resposta imunológica ao zika também pode ser causa da microcefalia, sugere pesquisa

G1 – Secretaria da Saúde liberará vacinação contra a febre amarela em todo o Estado de SP

G1 – A participação decisiva da América Latina na história da pílula anticoncepcional – e por que ela não é comemorada

G1 – A mulher que se passou por cientista para entender a doença fatal e sem cura dos filhos

G1 – O que é a Síndrome de Lynch, a rara condição genética que pode ser a causa de câncer hereditário

O Globo – Tratamento para branquear pênis causa polêmica na Tailândia

O Globo – Proteína antiviral explica abortos e complicações em casos de zika

O Globo – Justiça proíbe dentistas de fazer procedimentos estéticos no rosto

O Estado de S.Paulo – Rio intensifica vacinação contra febre amarela em três cidades

O Estado de S.Paulo – Estado confirma 3 casos de febre amarela na Grande SP, com 2 mortes

Valor Econômico – Roche e GE firmam parceria para desenvolver plataforma de diagnósticos 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.