LABORATÓRIO NEGOCIA TETO DE GASTO PARA QUE SUS ADOTE REMÉDIO QUE TRATA DOENÇA RARA

//LABORATÓRIO NEGOCIA TETO DE GASTO PARA QUE SUS ADOTE REMÉDIO QUE TRATA DOENÇA RARA

A farmacêutica Biogen propôs ao Ministério da Saúde um teto de gastos na compra do medicamento Spinraza, usado no tratamento da atrofia muscular espinhal, caso o remédio seja incorporado ao SUS. É o que informa a Folha de S.Paulo. A doença é rara e degenerativa. A companhia estima na proposta a quantidade de pacientes que tomariam a substância e garante que o governo pagaria somente doses dentro da projeção. O custo de cada ampola é de R$ 250 mil. Se o total de pacientes for menor que a projeção, o valor cobrado será por unidade. O documento, enviado em março ao governo, aguarda a realização de uma consulta pública por 20 dias. A Biogen espera que essa etapa seja iniciada ainda em agosto. “O medicamento é fornecido pelo SUS hoje a cerca de 100 pacientes, que venceram ações na Justiça para obter as doses”, informa a nota.

 

TRF5 determina fornecimento imediato do medicamento Spinraza à criança paraibana portadora de AME Tipo 3



A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) acolheu, por unanimidade, na terça-feira (21), o pedido de reconsideração formulado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, na condição de Amicus Curiae, para determinar o fornecimento da medicação Spinraza a uma criança da Paraíba. Conforme o portal do TRF5, a União deverá, imediatamente, adotar as medidas necessárias à disponibilização do medicamento e ainda terá que pagar multa de 1% sobre o valor da causa, por litigância de má fé. Antes do início do julgamento, o advogado Felipe Sarmento, representante do Conselho, pediu a palavra para esclarecer que estava apresentando novos documentos comprobatórios de que a Turma fora induzida a erro pelo Ministério da Saúde. “O relator do agravo de instrumento, desembargador federal Rubens Canuto, destacou que a Nota Técnica elaborada e assinada por três médicos do Ministério da Saúde, foi omissa em relação a dados essenciais ao julgamento da causa, notadamente quanto ao reconhecimento pela Anvisa da eficácia do medicamento para tratamento de AME tipo 3, independentemente da idade do paciente”, destaca a notícia.

 

Redução no tempo de análise do registro de medicamentos



O portal da Anvisa destacou que dados da Anvisa revelam que houve redução significativa no tempo de espera para a finalização da análise de pedidos de registro de medicamentos no Brasil, em pouco mais de um ano. Até março de 2017, o pedido de registro de um novo produto farmacêutico levava, em média, 270 dias para ser avaliado. Agora, são aproximadamente 70 dias. Ainda na categoria dos medicamentos prioritários ou para doenças raras, o grupo de genéricos e similares teve redução na média de tempo de análise de 191 dias para 156. Para obter essa redução, a Anvisa investiu na melhoria de processos de trabalho, como a reorganização da fila de petições de medicamentos e publicação de orientações de serviço. Além disso, houve a adoção de estratégias como a do teletrabalho para as áreas de registo, o que contribui para o aumento da produção de avaliações, entre outros mecanismos de aprimoramento. “Esse avanço foi alavancado pela Lei 13.411, de 2016, que prevê o aprimoramento da avaliação das solicitações de empresas relativas a novos registros e pós-registros”, afirma o portal.

 

Saiba o que muda nas diretrizes para detecção de câncer de colo de útero



Um grupo de cientistas e pesquisadores influentes denominado U.S. Preventive Services Task Force publicou nesta semana suas novas recomendações para a detecção do câncer de colo de útero, dando agora três opções de teste às mulheres. De acordo com a Folha de S.Paulo, o painel americano, que tem grande influência sobre sociedades médicas de todo o mundo, revisa as melhores evidências científicas disponíveis para ajudar médicos e pacientes a tomarem decisões sobre como prevenir doenças, levando em conta riscos e benefícios e custo-efetividade. Em caso de resultados sem alterações no exame anterior, o grupo recomenda que mulheres de 21 a 29 anos façam o rastreamento de câncer de colo de útero a cada três anos por meio do teste citológico, conhecido como papanicolaou. Para mulheres de 30 a 65 anos, as opções da força-tarefa são estas: papanicolaou a cada três anos; teste que pesquisa o DNA dos tipos de HPV de maior risco a cada cinco anos; ou a combinação de papanicolaou e teste de DNA-HPV a cada cinco anos. “Cabe à paciente e ao médico decidirem qual estratégia seria a mais apropriada”, frisa a matéria.

 

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministério da Saúde atualiza casos de sarampo 

 

Ministério da Saúde – Reta final: 5 milhões de crianças precisam ser vacinadas contra a pólio e o sarampo

 

Ministério da Saúde – Nota à Imprensa: Reunião do Conselho de Saúde Suplementar

 

Ministério da Saúde – SESAI promove oficina com parteiras indígenas em MT

 

Ministério da Saúde – Agentes de saúde recebem capacitação em áreas indígenas

 

Ministério da Saúde – Carreta oferta assistência odontológica de média complexidade em aldeia do Maranhão

 

ANS – Inscrições encerradas para evento sobre contratação de planos coletivos

 

Conitec – Diabetes em pauta

 

Conitec – Conitec abre Consulta Pública para Fenilcetonúria

 

SUS Conecta – CNS realiza formações voltadas para controle social e saúde da população trabalhadora

 

SUS Conecta – Comissão do CNS participa de Fórum sobre os Biobancos no Brasil

 

Fiocruz – Fiocruz PE: inquérito identificará o número de casos de zika, chikungunya e dengue no Recife

 

Fiocruz – Edição de agosto da ‘História, Ciências, Saúde – Manguinhos’ está online

 

Fiocruz – CNS e Fiocruz realizam evento de C&T e assistência farmacêutica

 

Anvisa – Registrado novo medicamento para epilepsia

 

Anvisa – Redução no tempo de análise do registro de medicamentos

 

Alesp – Agosto Dourado conscientiza sobre aleitamento materno

 

Câmara dos Deputados – Congresso é iluminado de laranja para alertar sobre a esclerose múltipla

 

Câmara dos Deputados – Projeto permite que supermercados vendam medicamentos isentos de prescrição

 

Câmara dos Deputados – Profissionais de saúde listam projetos prioritários em discussão na Câmara

 

O Estado de S.Paulo – ‘Óleo de coco é veneno puro’, diz pesquisadora de Harvard

 

O Estado de S.Paulo – O que são e como funcionam as vacinas

 

Folha de S.Paulo – Laboratório negocia teto de gasto para que SUS adote remédio que trata doença rara

 

Folha de S.Paulo – Discussão sobre o aborto abre crise entre advogados de São Paulo

 

Folha de S.Paulo – Saiba o que muda nas diretrizes para detecção de câncer de colo de útero

 

Folha de S.Paulo – Matemáticas desvendam comportamento da gripe e do ebola

 

Folha de S.Paulo – Hospital de Barretos cria oficina para fabricar prótese para paciente de câncer

 

Folha de S.Paulo – Compartilhando os benefícios da coparticipação

 

G1 – A polêmica nos EUA pela aprovação de um app para celular como método anticoncepcional

 

G1 – Criados em laboratório por brasileiros, minicérebros ajudam a entender o cérebro humano

 

G1 – Brasil tem mais de 1,4 mil casos confirmados de sarampo, diz Ministério

 

G1 – Rede de saúde de Campinas completa cinco meses sem realizar exames de urina

 

G1 – Transtorno bipolar reduz a expectativa de vida em pelo menos 10 anos

 

G1 – Minas Gerais tem 20 casos confirmados de malária neste ano; outros cinco são suspeitos

 

O Globo – O médico ‘guru’ da vitamina D recebeu dinheiro de farmacêuticas, revela investigação

 

O Globo – Tratamento inadequado pode levar idosa a amputar o pé no Hospital Pedro II

 

Zero Hora – Prefeitura de Caxias prorroga prazo para nomear médicos aprovados em concurso de 2016

 

Zero Hora – Retirada de medicamentos na UPA de Caxias passará a funcionar 24 horas a partir de setembro

 

Zero Hora – Emergência do hospital Nossa Senhora das Graças, em Canoas, reabre após seis dias

 

Correio Braziliense – Orquestra Sinfônica se apresenta no Hospital de Base do DF

 

Radio Mundial – Pesquisa indica o porquê das verduras prevenirem o câncer

 

O Sollo – Chegou nova remessa de medicamentos da rede pública de saúde de Caravelas

 

Resende News – Família de Volta Redonda enfrenta dificuldades para receber medicamento de alto custo

 

Panorama Farmacêutico – MIPs geram economia de R$ 364 milhões para o SUS

 

Panorama Farmacêutico – Farmácia Prever oferece vários benefícios aos associados

 

Panorama Farmacêutico – Projeto obriga vacinação em dia para matrícula em escolas

 

TRF5 – TRF5 determina fornecimento imediato do medicamento Spinraza à criança paraibana portadora de AME Tipo 3

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em
meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.