JUROS DO PRÓXIMO PLANO SAFRA AINDA ESTÃO EM NEGOCIAÇÃO

//JUROS DO PRÓXIMO PLANO SAFRA AINDA ESTÃO EM NEGOCIAÇÃO
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sinalizou na terça-feira (25), em reunião com seu colega da Agricultura, Blairo Maggi, que de fato há espaço para alguma redução nas taxas de juros das linhas de crédito rural no próximo Plano Safra (2017/18), como defende o setor de agronegócios. O novo plano deverá ser lançado entre maio e junho e vai estabelecer o montante de recursos e as taxas de juros das linhas de financiamento a taxas controladas que estarão à disposição dos produtores a partir de 1º de julho. Conforme apurou o Valor Econômico, Meirelles alertou Maggi sobre as restrições fiscais que continuam preocupando a equipe econômica e pediu para os técnicos do Ministério da Fazenda levantarem os impactos da redução dos juros do Plano Safra 2017/18 nos gastos do Tesouro Nacional com a equalização dessas taxas. “Em contrapartida, Meirelles destacou as trajetórias de queda da inflação e da taxa básica de juros (Selic) e reconheceu que a retomada da economia brasileira passa pela agricultura. São fatores que, em tese, contribuem para que haja uma redução de juros nas linhas voltadas aos produtores”, ressalta a publicação.

Agricultura quer redução de 2 pontos percentuais

A reportagem do Valor Econômico destaca que o Ministério da Agricultura insiste em uma redução de 2 pontos percentuais nas taxas de juros do próximo plano. “Se essa proposta prevalecer, os juros das operações de custeio agropecuário, por exemplo, cairiam de 9,5% para 7,5% ao ano, enquanto para as operações de investimento as taxas recuariam de entre 8,5% e 12% para entre 6,5% e 10% ao ano. Mas técnicos da Fazenda e do Banco Central, que ainda consideram a possibilidade de que as taxas do Plano Safra sejam atreladas à Selic, passaram a defender com mais vigor a manutenção do patamar de juros para a agricultura”, diz o texto. Em outro trecho, o Valor Econômico ressalta que o Ministério da Agricultura também defende que o próximo plano tenha mais recursos para linhas de financiamento destinadas a fomentar investimentos no campo, Inovagro (inovação) e PCA (armazenagem). “As negociações em torno do Plano Safra 2017/18 no âmbito do governo, entretanto, voltaram a avançar apenas agora e ainda dependem de diversas reuniões que vão se estender por todo o mês de maio”, conclui a reportagem.

Cargill considera voltar às compras no Brasil

Em meio à safra recorde de grãos prevista para este ano, a multinacional americana Cargill deverá manter investimentos no Brasil para 2017 e não descarta fazer aquisições para expandir sua atuação no País, segundo principal mercado da maior companhia agrícola do mundo, atrás dos Estados Unidos. O Estado de S.Paulo destaca que depois de investir R$ 3,8 bilhões nos últimos seis anos, sobretudo em infraestrutura, a trading deve aportar este ano entre R$ 300 milhões a R$ 400 milhões no País, conforme Luiz Pretti, presidente do grupo no Brasil. “Uma das maiores exportadoras do País, a Cargill faz parte do grupo Pirarara, consórcio que reúne as tradings ADM, Bunge, Louis Dreyfus e AMaggi, e a empresa de estruturação EDLP, para erguer o “Ferrogrão”, a tão esperada ferrovia que fará o escoamento da safra agrícola pela região Norte do País. Este é um empreendimento que aguarda o aval do governo para os próximos meses, e deverá receber investimentos estimados entre R$ 14 bilhões e R$ 15 bilhões”, ressalta trecho da reportagem.

NA IMPRENSA
Embrapa – Embrapa e parceiros apresentam tecnologias para sistemas integrados em Mato Grosso

Embrapa – Preservação de abelhas alia biodiversidade e produtividade

Folha de S.Paulo – Justiça aceita denúncia, e 59 viram réus na Carne Fraca

Folha de S.Paulo – Auditoria do TCU pede tomada de contas sobre negócios do BNDES com JBS, relator deve acatar

Valor Econômico – Petrobras diz que RenovaBio pode ser aprimorado 

Valor Econômico – Cooxupé prevê ampliar comercialização de café  

Valor Econômico – EUA ameaçam retaliar caso o Brasil volte a taxar importações de etanol

Valor Econômico – Juros do próximo Plano Safra ainda em negociação

Valor Econômico – Apta tenta atrair mais recursos privados para pesquisas em SP 

O Estado de S.Paulo – Em meio a safra recorde, Cargill considera voltar às compras no Brasil

Secretaria de Saúde do Paraná – Vigilância Sanitária inicia capacitações da agroindústria familiar

Fiesp – Secretário da Agricultura fala na Fiesp sobre simplificação do licenciamento ambiental

Ariquemes Online – Lazinho propõe alimentação orgânica nas escolas públicas do Estado

Farming Uol – Agronegócio registrou queda de 7% das exportações no primeiro trimestre

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.