GOVERNO ANUNCIA R$ 190,25 BILHÕES PARA O PLANO SAFRA DE 2017/2018

//GOVERNO ANUNCIA R$ 190,25 BILHÕES PARA O PLANO SAFRA DE 2017/2018
O governo anunciou, nesta quarta-feira (7), a liberação de R$ 190,25 bilhões para o Plano Safra 2017/18. O plano é uma linha de crédito destinada ao médio e grande produtor. O valor estará disponível a partir de julho. Conforme lembra reportagem do G1, no último Plano Agrícola e Pecuário, o governo havia anunciado a liberação de R$ 202,88 bilhões, mas após contingenciamento, o valor caiu para R$ 185 bilhões. “Segundo o Ministério da Agricultura, além de elevar o valor disponível para o financiamento, o Plano Safra 2017/18 também terá juros menores, variando de 6,5% ao ano a 8,5% ao ano. Em seu discurso, o presidente Michel Temer disse que o anúncio traz otimismo em relação ao futuro da agricultura brasileira e mostra o “compromisso inequívoco” do governo com o setor.” De acordo com o ministério, R$ 150,25 bilhões serão destinados ao custeio e comercialização da produção, sendo que R$ 116,25 bilhões terão juros controlados e R$ 34 bilhões terão juros livres, que dependerão de negociação entre o produtor e a instituição financeira. Já o valor destinado a investimentos é de R$ 38,15 bilhões. Desse valor, R$ 1,4 bilhão será para apoio à comercialização. Também serão disponibilizados R$ 550 milhões para Seguro Rural”, diz trecho da reportagem.

Vendas de máquinas agrícolas voltaram a aumentar em maio

As vendas de máquinas agrícolas voltaram a aumentar em maio no país, confirmando a tendência de recuperação observada desde o segundo semestre de 2016. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram comercializadas 4.054 unidades em maio, 17,6% mais que em abril e resultado 16,4% superior ao de maio de 2016. Com o novo incremento, as vendas somaram 17.262 unidades nos primeiros cinco meses de 2017, um expressivo avanço de 28,7% em relação a igual intervalo de 2016, que foi particularmente fraco para as montadoras que atuam no segmento no mercado brasileiro. De acordo com os dados da entidade, as exportações brasileiras de máquinas agrícolas também continuam em expansão. Assim, a produção nacional também vem apresentando avanços superlativos. Chegou a 5.858 unidades em maio, 39,5% acima do resultado do mesmo mês de 2016, e atingiram 24.072 unidades nos primeiros cinco meses, alta de 52,2% em relação a igual intervalo do ano passado. Nesse contexto, o número de empregos no segmento voltou a subir.

Pesquisa inédita identifica os ‘gargalos’ dos orgânicos 

De acordo com o jornal Valor Econômico, houve uma constatação referente a uma pesquisa inédita realizada a pedido do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), na qual 905 pessoas foram ouvidas em nove capitais de quatro regiões do país, entre março e abril. Segundo o levantamento, o primeiro dedicado ao tema, apenas 15% da população urbana entrevistada disse ter consumido algum alimento ou bebida orgânica no último mês. Desses, 11% afirmaram consumir orgânicos mais de uma vez por semana e 37% disseram consumir apenas uma vez por mês. “Quando indagados sobre as marcas que vêm à cabeça, quando se fala em alimento orgânico, 84% dos entrevistados não souberam citar uma marca orgânica. Dentre o grupo restrito que arriscou, a Korin foi a mais lembrada (por 3% dos respondentes). Curiosamente, a empresa atua principalmente no mercado de frango sem antibióticos, sendo a produção de orgânicos uma parte menor da sua produção avícola”, diz a reportagem.

Estudo detalha a mudança no uso da terra de 1990 a 2014

A área colhida com cana-de-açúcar, milho e soja aumentou em 106,8% em 25 anos no Brasil. No mesmo período, a quantidade produzida cresceu 197,4%. Apesar de apresentar crescimento total de área e produção em todas as regiões do país, os aumentos não foram uniformes no espaço para as três lavouras, mostra estudo realizado por pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), apresentado no XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR). Dados sobre área colhida e quantidade produzida das três maiores culturas em área: soja, cana-de-açúcar e milho, fornecidos pela Produção Agrícola Municipal (PAM) do IBGE, referentes ao período entre 1990 e 2014, foram utilizados para avaliar a dinâmica da agricultura brasileira. A análise focou o aumento no tempo e a mudança no espaço ocupado pela produção. O portal da Embrapa destaca que até imagens do satélite Landsat-8 foram utilizadas para exemplificar as mudanças de uso e cobertura do solo em algumas áreas escolhidas. Conforme os pesquisadores, “os avanços técnicos são responsáveis por grande parte dessas mudanças”. Os autores do estudo são Alfredo Luiz e Marcos Neves, pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente e Ieda Sanches, pesquisadora do Inpe.

NA IMPRENSA 
Mapa – Presidente Temer e ministro Blairo Maggi anunciam Plano Agrícola e Pecuário

Mapa – Pesquisas sobre consumo de uva e derivados revelam benefícios para a saúde

Mapa – Mapa apresenta a parlamentares o Plano Estratégico de Febre Aftosa

Fiocruz – Oficinas, exposições e debates marcam a Semana do Meio Ambiente

Inca – Alternativas de produção agrícola e exposição fotográfica de iniciativas agroecológicas marcam o Dia Mundial do Meio Ambiente no INCA

Embrapa – Estudo detalha a mudança no uso da terra pela agricultura brasileira de 1990 a 2014

Senado Federal – Multa maior para fraudes em produtos de origem animal é defendida em audiência

Senado Federal – Promulgada Emenda Constitucional que libera prática da vaquejada

Senado Federal – Relatório do novo Código Brasileiro de Aeronáutica será apresentado na quinta-feira

Câmara dos Deputados – Debatedores sugerem punições mais rigorosas em casos de fraudes de inspeção sanitária

Câmara dos Deputados – Produtores nordestinos defendem renegociação de dívidas rurais

Câmara dos Deputados – Deputados apontam retrocessos na defesa do meio ambiente no atual governo

Folha de S.Paulo – Analistas questionam se JBS não fez mau negócio com Minerva

Folha de S.Paulo – Evento na Folha discute causas do desmatamento na mata atlântica

Valor Econômico – Vendas de máquinas agrícolas voltaram a aumentar em maio 

Valor Econômico – EUA e México encerram contenda sobre açúcar 

Valor Econômico – Melhoram as margens dos frigoríficos no mercado interno 

Valor Econômico – Pesquisa inédita identifica os ‘gargalos’ dos orgânicos 

Valor Econômico – JBS vende frigoríficos para Minerva e agrada mercado

G1 – Indústria agrícola depende de malha de transportes para seu sucesso

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.