FORÇA AÉREA BRASILEIRA OFERECE CURSO PARA PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA AVIAÇÃO AGRÍCOLA

//FORÇA AÉREA BRASILEIRA OFERECE CURSO PARA PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA AVIAÇÃO AGRÍCOLA

A Força Aérea Brasileira (FAB) divulgou em seu portal, nesta segunda-feira (05), a abertura das inscrições para o curso de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos para a Aviação Agrícola, que acontecerá em Canoas (RS), no período de 3 a 14 de julho. O Curso faz parte do calendário de capacitação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) e será realizado pelo Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA V). O curso é gratuito e as vagas são limitadas. O curso é destinado a capacitar profissionais que atuam na aviação agrícola por meio de conhecimentos relacionados às atividades de prevenção de acidentes aeronáuticos. “Podem participar pilotos, gestores, técnicos e colaboradores de empresas, que estejam ligados ao segmento aeroagrícola. O cronograma de atividades a ser desenvolvido contemplará diversos assuntos, tais como o gerenciamento do risco na atividade aérea, aspectos jurídicos no acidente aeronáutico, combustíveis e lubrificantes, utilização de agrotóxicos, manutenção de aeronaves e outros”, completa a publicação.

Volume das exportações de soja caminha para recorde, mas preço ‘segura’ a receita 

Segundo levantamento da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) com base nos volumes de soja que efetivamente partiram dos portos do país rumo aos clientes no exterior – sobretudo na China -, embarques do grão somaram 9,4 milhões de toneladas em maio, 8,6% menos que em abril mas total ainda vultoso. No primeiros cinco meses do ano, foram 37,1 milhões de toneladas, 15% mais que em igual período de 2016 e volume 46% superior ao registrado de janeiro a maio de 2015 (ano em que as exportações atingiram seu maior volume até agora), a alta chega a 46%, de acordo com a entidade. Reportagem do jornal Valor Econômico desta segunda-feira (05), destaca que dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic) na última quinta-feira (01), baseados em cargas enviadas já com documentação completa e revisada e aptas a entrar nas estatísticas oficiais, confirmam que o ritmo das vendas é forte. Ocorre que, segundo a Secex, essa média foi de US$ 348,7. Para o óleo de soja, a Abiove prevê embarques de 1,3 milhão de tonelada, 3,7% mais que no ano passado, com uma receita equivalente de US$ 975 milhões, 8,6% maior, por conta de um preço médio 4,7% mais elevado (US$ 750 a tonelada). Em maio, de acordo com a Secex, a média foi de US$ 730,6.

Grupo JBS enfrenta 34 mil processos na Justiça do Trabalho

O grupo JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, responde a 34 mil ações trabalhistas. O dado está nas demonstrações financeiras de 2016 da empresa e pode representar perda de R$ 2,6 bilhões. Em 2015, havia 31,1 mil processos em andamento. De acordo com informações do site Agência Nossa, que noticiou o caso, os números acompanham o aumento de 11% nos acidentes com funcionários, embora a ocorrência de lesões mais graves tenha diminuído no Brasil. A empresa atribui a alta ao maior número de funcionários, embora o total de colaboradores tenha crescido menos de 1% no último ano. A JBS afirma que conta com um programa de segurança e saúde de autogestão a fim de padronizar os processos internos, programas e legislações em relação à segurança e saúde ocupacional. “Tais procedimentos estão alinhados às normas regulamentares com o objetivo de reduzir os acidentes”, afirma a empresa ao site. O jornal Folha de S.Paulo destaca em publicação que a JBS não informou os motivos da elevação nas taxas de acidentes de trabalho no exterior. Segundo um analista, o aumento nas atividades do grupo pode ter contribuído para um maior número de ocorrências registradas.

Mapa assina acordos com universidades na área de gestão de riscos agropecuários 

A Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) assinou acordos de cooperação técnica com centros de pesquisas vinculados a duas das mais renomadas universidades do país: a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), e a Universidade Federal de Viçosa (UFV), é o que informou o Mapa em seu portal. As parcerias têm o objetivo de incentivar o desenvolvimento de estudos e pesquisas que proporcionem o aprimoramento dos instrumentos e programas do governo federal destinados à gestão de riscos agropecuários. “A ESALQ e a UFV são referência em pesquisas em ciências agrárias. Com o termo de cooperação, técnicos da Secretaria de Política Agrícola do Mapa poderão interagir com pesquisadores dessas instituições”, destacou o diretor do Departamento de Gestão de Riscos da SPA, Vitor Ozaki. “Certamente, o acordo auxiliará o governo na tomada de decisões relativas aos programas destinados à gestão de riscos agropecuários, permitindo o aprimoramento dessas políticas públicas”, acrescentou Ozaki.

NA IMPRENSA
 

Ministério da Saúde – Brasil inicia parceria estratégica na agricultura com novo governo da França

Ministério da Saúde – Mapa assina acordos com universidades na área de gestão de riscos agropecuários

FAB – Seripa V, em Canoas (RS), oferece curso de prevenção de acidentes na Aviação Agrícola

Folha de S.Paulo – Estudo traça impacto e estima prejuízo com a mudança climática no Brasil

Folha de S.Paulo – Após um ano, plano climático do Brasil não saiu do papel, afirma especialista

Folha de S.Paulo – Indústria repete PIB e registra crescimento graças à exportação

Folha de S.Paulo – Banco Mundial reduz para 0,3% previsão de alta do PIB brasileiro

Folha de S.Paulo – Grupo JBS enfrenta 34 mil processos na Justiça do Trabalho

Zero Hora – Após safra recorde, crise política e escândalo JBS abalam agronegócio

Zero Hora – Qual a importância do planejamento da horta?

Zero Hora – Sergio De Zen e Mariane Crespolini: Diferentes tendências no consumo de carne

Valor Econômico – Congresso não tem nome favorito em eleição indireta, mostra Datafolha 

Valor Econômico – Presidente da Eldorado Brasil, da J&F, diz que não avalia delação

Valor Econômico – Banco Mundial reduz para 0,3% projeção de crescimento do Brasil no ano 

Valor Econômico – Ministério do Meio Ambiente busca conter o desmatamento do Cerrado 

Valor Econômico – Volume das exportações de soja caminha para recorde, mas preço ‘segura’ a receita 

Valor Econômico – Bancos rejeitam plano da São Fernando

Valor Econômico – Bunge, Yara e outras empresas são condenadas por vazamento de ácido 

O Estado de S.Paulo – Cida Damasco – Incertezas fiscais

O Estado de S.Paulo – Coluna do Broad – IFC estuda investimento em certificado de recebíveis do agronegócio

Correio Braziliense – Consumo de orgânicos cresce 34% no DF e movimenta R$ 35 milhões

O Estado de S.Paulo – Quem preserva o meio ambiente

A voz da Serra – Friburgo adere à pouco conhecida agricultura sintrópica

Rádio Agência – Campanha do Ministério Público Federal critica mudanças na legislação ambiental

Blog Leal Junior – Ajuste do arranjo espacial de plantas pode interferir no manejo de pragas da soja, revela resultado de pesquisa da Embrapa

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.