FILAS PARA CERTIFICAR MEDICAMENTOS FORAM REDUZIDAS, AFIRMA PRESIDENTE DA ANVISA

//FILAS PARA CERTIFICAR MEDICAMENTOS FORAM REDUZIDAS, AFIRMA PRESIDENTE DA ANVISA

Redução das filas para certificação de medicamentos e do tempo de análise para tratamentos de doenças raras, e aumento da importação de produtos destinados à pesquisa estão entre os principais avanços da Anvisa em 2017, apontados pelo presidente do órgão, Jarbas Barbosa da Silva Júnior. É o que informa a Agência Senado. Ele compareceu à Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal nesta quarta-feira (4), para apresentar um balanço anual das atividades. Ao destacar o planejamento estratégico da Anvisa, Jarbas lembrou que as metas são monitoradas trimestralmente. Segundo ele, foram concedidos 784 registros de medicamentos e produtos biológicos, 1.063 produtos para a saúde, 403 registros de alimentos sendo 258 novos, 78 com propriedades funcionais e 30 infantis, além de 1.064 saneantes e 699 cosméticos. “Jarbas ressaltou que a Atrofia Muscular Espinhal passou a ter opção terapêutica no Brasil por meio da nusinersena, e que três produtos biossimilares para tratamento de doenças como câncer de mama, artrite reumatoide e diabetes foram registrados pela primeira vez, aumentando a oferta e diminuindo os preços”, destaca a nota.

 

Vai a Plenário criação da Política Nacional para Doenças Raras no SUS



Agência Senado destacou que pessoas com doenças raras podem receber maior atenção do governo. A Comissão Assuntos Sociais aprovou nesta quarta-feira (4) o Projeto de Lei 56/2016, que institui a Política Nacional para Doenças Raras no SUS. “Para a maioria das doenças raras, que são cerca de 8 mil, não há medicamentos específicos ou tratamento curativo, apenas tratamentos de apoio, tais como fisioterapia e fonoaudiologia. Quando existe medicação, geralmente é importada e obtida com dificuldade, notadamente por meio de decisões judiciais. Com efeito, isso determina a necessidade da existência de políticas governamentais especiais para esse grupo de doenças, medicamentos e pacientes”, apontou o relator, Ronaldo Caiado (DEM-GO). Segundo o texto, a incorporação do medicamento órfão pelo SUS deverá ser considerada sob o aspecto da relevância clínica, e não sob o aspecto da relação custo-efetividade. A proposta diz ainda que os medicamentos órfãos destinados ao tratamento de doenças raras terão preferência na análise para concessão de registro sanitário junto à Anvisa e estabelece algumas regras para facilitar o registro. “A política será implementada tanto na chamada atenção básica à saúde, quanto na atenção especializada”, afirma a notícia.

 

Comissão aprova reforço à prevenção do diabetes



A Comissão de Assuntos Sociais aprovou nesta quarta-feira (4) o Projeto de Lei 133/2017, que institui a Política Nacional de Prevenção do Diabetes e de Assistência Integral à Saúde da Pessoa Diabética, com foco em campanhas de conscientização sobre a importância do controle do diabetes mellitus. Segundo a Agência Senado, o diabetes mellitus é uma doença crônica, caracterizada pelo excesso de açúcar no sangue, devido à atuação ineficaz da insulina, que é o hormônio responsável por baixar a glicemia no organismo. De acordo com o autor do projeto, deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), além de contribuir para a prevenção da doença, o projeto ajudará a conscientizar a população sobre a sua gravidade e sobre os benefícios do seu controle clínico. “Apesar de sua potencial gravidade, sabe-se que o efetivo controle glicêmico é capaz de evitar que surjam as principais complicações agudas e crônicas da doença”, apontou o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), relator do Projeto.

 

1 em cada 4 cidades tem cobertura abaixo da meta em todas vacinas infantis



Um em cada quatro municípios do país tem cobertura abaixo do ideal em todas as vacinas obrigatórias para bebês e crianças, situação que eleva a ameaça de retorno de velhas doenças e de surtos daquelas nunca eliminadas. De acordo com a Folha de S.Paulo, o levantamento foi feito a partir de dados fornecidos pelo Programa Nacional de Imunizações, uma das principais estratégias de prevenção adotadas pelo SUS. Em 2017, 1.453 das 5.570 cidades brasileiras não atingiram as metas de cobertura para nenhuma das dez vacinas indicadas para esse grupo. Atualmente, essas metas são de 90% para vacinas que protegem contra tuberculose e gastroenterite e 95% para as demais. “O Ministério da Saúde considera que, abaixo desse patamar, há risco de retorno de doenças devido ao acúmulo de pessoas suscetíveis por não terem sido imunizadas”, informa a matéria.

 

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Acre terá R$ 280 mil para Ouvidoria do SUS 

 

Ministério da Saúde – Amapá terá R$ 280 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Distrito Federal terá R$ 280 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Roraima terá R$ 280 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Amazonas terá R$ 480 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Espírito Santo terá R$ 480 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Mato Grosso do Sul terá R$ 480 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Rio de Janeiro terá R$ 480 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Rondônia terá R$ 480 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Sergipe terá destina R$ 480 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Alagoas terá R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Ceará terá R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Mato Grosso R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Pará terá R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Pernambuco terá R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Rio Grande do Norte terá R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Tocantins terá R$ 600 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Goiás terá R$ 800 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Maranhão terá R$ 800 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Paraíba terá R$ 800 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Piauí terá R$ 800 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Santa Catarina terá R$ 800 mil para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Bahia terá R$ 1 milhão para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Minas Gerais terá R$ 1 milhão para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Paraná terá R$ 1 milhão para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Rio Grande do Sul terá R$ 1 milhão para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – São Paulo terá R$ 1 milhão para Ouvidoria do SUS

 

Ministério da Saúde – Ministro da Saúde habilita novos serviços de saúde em municípios de São Paulo

 

Ministério da Saúde – Brasil e Canadá realizam missão para ampliar a cooperação entre os países

 

Ministério da Saúde – Encontro debate vigilância do óbito e sistemas de informação, em Manaus

 

ANS – Inscrições abertas para 2ª fase do Parto Adequado

 

ANS – ANS repassa R$ 358 milhões ao SUS no 1º primeiro semestre de 2018

 

ANS – ANS adota #PraCegoVer

 

ANS – Consulta Pública sobre Atenção à Saúde: prorrogado prazo para contribuições

 

INCA – Cadernos de Saúde Pública discute Diretrizes para Detecção Precoce do Câncer de Mama no Brasil

 

Anvisa – Rotulagem nutricional: avaliação vai até dia 9/7

 

Anvisa – Registro de medicamentos genéricos faz 18 anos

 

Anvisa – Jarbas apresenta Relatório de Atividades 2017 a senadores

 

Anvisa – Aviso de Pauta: Anvisa anuncia fim das filas no processo de registro de genéricos

 

ALESP – Presidente Prudente inaugura mais uma Unidade de Pronto Atendimento

 

ALESP – Criação do Centro de Hemodiálise em Cotia poderá ser votada neste semestre

 

Câmara dos Deputados – Comissão debate, em Santa Catarina, implementação de lei que dá 60 dias para início de tratamento contra câncer

 

Câmara dos Deputados – Projeto que estabelece direitos a portadores do transtorno autista é defendido em audiência pública

 

Câmara dos Deputados – Políticas públicas para idosos devem refletir pluralidade desse público, dizem debatedores

 

Câmara dos Deputados – Termina hoje seminário internacional sobre educação e saúde na terceira idade

 

Senado Federal – Filas para certificar medicamentos foram reduzidas, afirma presidente da Anvisa

 

Senado Federal – Vai a Plenário criação da Política Nacional para Doenças Raras no SUS

 

Senado Federal – Comissão aprova reforço à prevenção do diabetes

 

Senado Federal – Regulamentação de apoio a alunos com deficiência precisa de ajustes, aponta debate

 

Senado Federal – Distribuição de medicamento para atrofia muscular espinhal será debatida

 

Senado Federal – Marta Suplicy anuncia audiência para discutir aumentos nos planos de saúde

 

Senado Federal – Lídice da Mata pede a rápida criação de CPI para investigar os reajustes dos planos de saúde

 

Estado de S.Paulo – Exames de Evo detectam ‘pequeno tumor’ que é retirado em cirurgia

 

Estado de S.Paulo – Delator revela incineração de contêineres de próteses; 15 mil sofrem na fila

 

Estado de S.Paulo – Ed Sheeran homenageia fã com doença rara que morreu aos 11 anos

 

Estado de S.Paulo – Rio tem 17 casos suspeitos de sarampo sendo investigados

 

Estado de S.Paulo – Veja perguntas e respostas sobre o sarampo

 

Estado de S.Paulo – Só 1 Estado atinge meta de vacinação do sarampo

 

Estado de S.Paulo – Hábitos da mãe evitam filhos obesos

 

Folha de S.Paulo – 1 em cada 4 cidades tem cobertura abaixo da meta em todas vacinas infantis

 

Folha de S.Paulo – Novas estratégias contra hemofilia incluem terapia gênica e prevenção mensal

 

Folha de S.Paulo – Falta de droga contra lesão vascular suspende terapia de crianças

 

G1 – Mineira que lutava para receber remédio de alto custo do Estado morre após seis anos esperando decisão que ainda tramita no STF

 

G1 – Pacientes que lutam por medicamentos de alto custo enfrentam barreiras para recebê-los mesmo após decisões judiciais

 

G1 – País gastou R$ 5 bilhões com remédios de alto custo em 8 anos; autora de ação no STF morreu sem receber

 

G1 – Estudante do RJ com sarampo diz que teve diagnóstico errado em hospital

 

G1 – Educação, mobilidade e atenção à saúde fazem da Holanda o país com as crianças mais felizes do mundo

 

G1 – Vacina contra sarampo pode ser aplicada em adultos e crianças; entenda

 

G1 – HIV e Aids: qual a diferença?

 

G1 – Combinar antibióticos pode alterar sua eficácia, diz estudo

 

G1 – Menina com paralisia cerebral comemora primeiros passos após cirurgia; vídeo

 

G1 – Brasil teve 26 mil casos de pólio de 68 a 89, e não registra casos há 30 anos; entenda

 

G1 – Médicos se unem para combater o câncer de pulmão

 

O Globo – O essencial da manhã: Surto e suspeita de sarampo ocorrem após freio em vacinação no país

 

O Globo – De dez vacinas para crianças de até um ano, nove estão com baixa cobertura no Brasil

 

O Globo – Segunda dose da vacina contra o sarampo só atinge meta em um estado

 

O Globo – Filhos de mães com estilo de vida saudável têm menor risco de serem obesos

 

Valor Econômico – ANS corrige dados sobre despesas de planos de saúde

 

Zero Hora – Pelo menos 327 crianças morreram por zika desde outubro de 2015

 

Zero Hora – Sobe para sete o número de casos de sarampo no Rio Grande do Sul

 

Zero Hora – Negociações para compra de hospital de Gramado estão na reta final

 

Zero Hora – Santa Casa inaugura Multicentros para atendimentos via convênios e particulares

 

Zero Hora – Como avaliar se os planos de saúde com coparticipação e franquia servem para você

 

Zero Hora – Disputa pela gestão do Hospital da Restinga está na Justiça

 

Correio Braziliense – Pesquisadores descobrem mecanismo que leva à demência vascular

 

Correio Braziliense – Apenas um Estado brasileiro atinge a meta de vacinação do sarampo

 

Correio Braziliense – Em clima de campanha, Rollemberg inaugura bloco do Hospital da Criança

 

Correio Braziliense – Surtos de sarampo no Brasil: saiba mais sobre a doença

 

MS Notícias – Avança no Senado criação de Política Nacional para Doenças Raras na rede pública

 

PB News – Cássio faz apelo pela liberação do remédio para portadores de doenças raras

 

Nova Bahia Online – Percentual de homens e mulheres com diabetes cresce no Rio de Janeiro

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.