FARMACÊUTICAS QUEREM NOVA REGRA PARA PREÇO DE REMÉDIOS INOVADORES

//FARMACÊUTICAS QUEREM NOVA REGRA PARA PREÇO DE REMÉDIOS INOVADORES

Valor Econômico destacou que a indústria farmacêutica brasileira iniciou discussões com o governo para mudar as regras de preço de medicamentos que carregam inovação incremental. São remédios que estão sujeitos aos índices máximos de reajuste anual autorizados pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), mas hoje comercializados a valores que não remuneram o investimento em inovação. Uma das possibilidades, segundo a indústria, seria a criação de uma quarta faixa de preços, que reuniria os produtos resultantes de inovação incremental, que é aquela que traz alguma melhoria a um produto ou molécula já desenvolvidos. A iniciativa é liderada pelo Grupo FarmaBrasil (GFB), que reúne grandes laboratórios de capital nacional com investimentos em inovação incremental e radical. O Ministério da Saúde responde pela pauta de regulação de preços, confirmando que um novo modelo para precificação de medicamentos resultantes de inovação incremental está sendo estudado. “Contudo, ainda não existe uma nova resolução”, diz a publicação.

 

“Manifestação infeliz”, diz secretário da Saúde do RS sobre declaração de Gilberto Occhi sobre toxoplasmose



O secretário da Saúde do Estado, Francisco Paz, classificou como “infeliz” a declaração do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, sobre a origem do surto de toxoplasmose em Santa Maria. Em entrevista nesta quinta-feira (28), Occhi disse que o problema teria origem na água. Segundo Paz, não existem elementos técnicos que evidenciem a causa do problema até o momento. Questionado, o Ministério da Saúde afirmou que a investigação sobre a fonte de contaminação segue em andamento, mas não esclareceu se as informações repassadas pelo ministro estão equivocadas. Conforme o secretário, é possível que a contaminação tenha ocorrido pelo consumo de água ou alimentos contaminados, principal alvo de investigação das autoridades desde o começo do surto, em abril. Além das análises de água e alimentos, segundo Paz, uma equipe do Ministério da Saúde está fazendo uma análise epidemiológica através de questionários com as pessoas contaminadas, para realizar um cruzamento de dados que pode auxiliar na investigação. “O estudo ainda não foi concluído”, frisa o jornal Zero Hora.

 

Mesmo após decisão do STF, 90% das marcas de cigarros com sabor estão à venda



Quatro meses após o Supremo Tribunal Federal (STF) manter a regra da Anvisa que proíbe a produção e a venda de cigarro com sabor, cerca de 90% das marcas desses produtos estão à venda por determinação judicial, informa a Anvisa. Isso porque a decisão não tem caráter vinculante. De acordo com a Folha de S.Paulo, segundo a procuradoria da Anvisa, ao menos cinco novas ações já foram ajuizadas. O órgão diz que ainda não foi intimado de decisões. Para Felipe Mendes, técnico da comissão nacional para implementação da Convenção-Quadro do Controle do Tabaco, acordo da Organização Mundial de Saúde (OMS), a decisão no STF foi fundamental para a saúde brasileira pois, um dos principais riscos dos aditivos é o potencial de atrair jovens para o cigarro. Outro problema, segundo Adriana Carvalho, diretora jurídica da antiga Aliança de Controle do Tabagismo Promoção da Saúde (ACT), está no risco de transmitir informações equivocadas de que, por terem menta e outros sabores, esse tipo de cigarro é mais saudável. Representantes da indústria e do setor de tabaco alegam que dados de outros países não mostram diferença no número de fumantes jovens com o veto aos aditivos. “Para Iro Schünke, presidente do Sinditabaco, a retirada desses produtos pode elevar o mercado ilegal”, afirma a matéria.

 

Debatedores pedem regulamentação de cultivo da maconha para fins medicinais



Famílias que lutam pela regulamentação da Cannabis sativa/maconha para fins medicinais, pesquisadores e psiquiatras defenderam nesta quarta-feira (20), em audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), a aprovação do Projeto de Lei do Senado 514/2017, projeto que altera a Lei de Tóxicos (Lei 11.343, de 2006) para descriminalizar o cultivo da planta. Segundo a Agência Senado, além de autorizar o cultivo caseiro, os debatedores pediram que a proposta também permita que associações e grupos mantenham plantações para extrair substâncias que tenham fins terapêuticos. O neurocientista Renato Filev, do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas, observou que a maconha já é utilizada para fins medicinais há mais de cinco mil anos. Segundo ele, apesar da limitação de pesquisa, são muitos os relatos que comprovam os benefícios de substâncias da planta. O psiquiatra e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Luís Fernando Tófoli observou que o uso da maconha pode trazer riscos como qualquer substância, mas é impossível negligenciar os benefícios no tratamento de diversas doenças. “Para os pesquisadores, o projeto não pode deixar nas mãos da Anvisa a regulamentação da maconha com fins medicinais”, destaca a matéria.

 

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde publica portaria para realização da 6ª CNSI

 

Ministério da Saúde – Deges participa de oficina de Capacitação no RN

 

Tecpar – Veja como participar de seminário no Tecpar sobre novas construções farmacêuticas

 

INCA – Cigarros com sabor continuam disponíveis no mercado mesmo após decisão do STF

 

Fiocruz – Suspeita de poliomielite na Venezuela alerta para vacinação

 

Fiocruz – Campanha de vacinação contra a gripe termina nesta sexta (22/6)

 

Fiocruz – Fiocruz e Pasteur renovam parceria de cooperação científica

 

Anvisa – Intercâmbio permite discussão de nomes comerciais e rotulagem

 

Anvisa – Novos modelos de DDR já estão disponíveis

 

ALESP – Entidades e hospitais de Marília recebem benefícios do governo estadual

 

ALESP – Equipamentos de cirurgia do Conjunto Hospitalar de Sorocaba

 

ALESP – CPI das OSS recebe promotor de Justiça e ex-secretário de Saúde

 

ALESP – Bauru pede recursos para saúde, infraestrutura e mobilidade

 

Câmara dos Deputados – Especialistas defendem humanização do parto para reduzir cesáreas desnecessárias

 

Senado Federal – CCJ aprova tomada de decisão apoiada para pessoa com deficiência grave ou mental

 

Senado Federal – Debatedores pedem regulamentação de cultivo da maconha para fins medicinais

 

Senado Federal – Ana Amélia defende projeto que simplifica doação de órgãos

 

Senado Federal – Violência obstétrica é uma realidade cruel dos serviços de saúde, apontam debatedores

 

Senado Federal – Especialistas discutem prevenção do uso da maconha entre jovens

 

Estado de S.Paulo – Doenças erradicadas podem voltar por falta de vacinação

 

Estado de S.Paulo – Ministro autoriza peritos médicos a trabalharem em dia de jogo do Brasil

 

Folha de S.Paulo – 73% dos laboratórios erram diagnóstico do vírus da zika

 

Folha de S.Paulo – Mesmo após decisão do STF, 90% das marcas de cigarros com sabor estão à venda

 

G1 – Infecções por vírus estão associadas à doença de Alzheimer, diz estudo

 

G1 – Estudantes criam impressora 3D para imprimir próteses para as mãos, e projeto é citado em relatório da ONU

 

O Globo – Pacientes sofrem em farmácia do estado

 

Valor Econômico – Farmacêuticas querem nova regra para preço de remédios inovadores

 

Valor Econômico – Preço de remédios pode ter nova faixa

 

Zero Hora – Rio Grande do Sul registra mais uma morte por gripe A

 

Zero Hora – Nova abordagem para tratar hipocondria

 

Zero Hora – Taxa de disponibilidade: planos de saúde têm de oferecer outro obstetra em caso de cobrança

 

Zero Hora – Ministro da Saúde diz que origem do surto de toxoplasmose em Santa Maria foi descoberta: “Veio da água”

 

Zero Hora – “Manifestação infeliz”, diz secretário da Saúde do RS sobre declaração de ministro sobre toxoplasmose

 

Correio Braziliense – Medicamentos para Parkinson podem causar problemas de controle de impulsos

 

Correio Braziliense – Médico deve pagar R$ 100 mil por não fazer exame de toxoplasmose em grávida

 

Portal Tudo – Desenvolver diabetes tipo 2 pode ser indicador de câncer de pâncreas

 

Panorama Farmacêutico – Indústria farmacêutica enfrenta desafio: encontrar pacientes

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.