EXPORTAÇÕES DO CAMPO BATERAM RECORDE EM MARÇO

//EXPORTAÇÕES DO CAMPO BATERAM RECORDE EM MARÇO
A receita das exportações do agronegócio brasileiro cresceu 4,6% em março em relação ao mesmo mês de 2016 e alcançou US$ 8,7 bilhões, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura. O Valor Econômico destaca que, segundo informações da Pasta, trata-se de um novo recorde para o mês. “As importações também cresceram – 19,1%, para US$ 1,4 bilhão – e, assim, o superávit setorial aumentou 2,2%, para US$ 7,3 bilhões. Como de costume, a receita foi puxada pelo “complexo soja” (inclui grão, farelo e óleo), cujas vendas totalizaram US$ 4,1 bilhões, aumento de 16,8%”. “A maior parcela desse valor foi gerada pelas exportações de soja em grãos, que atingiram valor e quantidade recordes para o mês de março, com US$ 3,53 bilhões e 8,98 milhões de toneladas. Além disso, o preço médio do produto subiu 12,7%, de US$ 349 para US$ 394 por tonelada”, informou o ministério. Apesar dos reflexos da Operação Carne Fraca, as exportações de carnes em geral cresceram 9,2%, para US$ 1,3 bilhão. A receita externa da carne bovina recuou 3,3% para US$ 486,5 milhões, mas a de carne de frango subiu 11,7%, para US$ 644,1 milhões, e a de carne suína cresceu 37,9%, para US$ 149,3 milhões.
Especialistas defendem revisão da legislação para aumentar vigilância sanitária

Representantes do setor produtivo da carne defenderam nesta quarta-feira (12), em audiência pública interativa da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), a recomposição funcional do serviço de inspeção federal e a revisão da legislação e de protocolos do setor como forma de evitar abusos e dar maior segurança à produção de origem animal. De acordo com o senador Wellington Fagundes (PR-MT), que presidiu parte da audiência, a inspeção federal tem hoje uma equipe considerada “minúscula”, de apenas 400 inspetores ou auditores para fiscalização em mais de 4.900 estabelecimentos industriais. Nos anos 80, o contingente era de quase cinco mil médicos veterinários, sendo 2.500 na inspeção federal. “O Brasil dispõe de um padrão sanitário dos mais modernos e avançados do mundo, nossos produtos de origem animal são de primeira linha, muitos mercados não explorados se devem a temáticas protecionistas, mas precisamos avançar na estruturação da atividade para o Brasil se proteger melhor”, declarou o senador. Participaram do debate o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária, Benedito Arruda; o Representante da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), Ari Crispim; o representante da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ariel Mendes; o representante da Federação Nacional dos Médicos Veterinários, Cezar Amin Pasqualin; o Vice-presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), Emílio Salani; e o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária (SBMV), Josélio Andrade Moura.

Missão da União Europeia virá ao Brasil

Uma missão de auditores da União Europeia chegará ao Brasil na primeira quinzena de maio para apurar as condições sanitárias de unidades produtoras de carnes, ainda no rastro das irregularidades apontadas pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal. O Valor Econômico apurou que a UE já informou o Ministério da Agricultura sobre a data da missão, mas ainda vai detalhar o que realmente quer ver. “Há 256 estabelecimentos autorizados a exportar carnes ao mercado comum europeu. Serão auditadas, principalmente, plantas de carnes bovina e de frango. Recentemente, deputados de diferentes partidos de países como França, Áustria, Reino Unido, Alemanha e Holanda acusaram a Comissão Europeia de falhar no controle das importações nas fronteiras da UE. Em plenário, indagaram se era necessária uma maior harmonização para tornar a vigilância sanitária mais eficiente no bloco. E vários deles insistiram que a UE deveria estar preparada para interditar toda a importação de carnes procedente do Brasil, se necessário”, diz a publicação.

NA IMPRENSA
Mapa – Valor da produção agropecuária de 2017 é de R$ 550,4 bilhões

Mapa – Missão da Arábia Saudita encerra inspeção em estabelecimento de aves e bovinos

Mapa – Exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 8,73 bilhões em março

Embrapa – Agricultores do Piauí terão um Fertmóvel

Embrapa – Chefe-geral empossada na Embrapa Cocais destaca desafios e oportunidades da pesquisa agropecuária no Maranhão

Agência Senado – Especialistas defendem revisão da legislação para aumentar vigilância sanitária

Agência Senado – Representantes do governo afirmam que MP agiliza regularização fundiária

Defesanet – Utilitário multitarefas é aposta de Pacific Aerospace para o mercado latino-americano

CIO – Blockchain vai revolucionar a agricultura

Notícia Hoje – IBGE anuncia o Censo Agropeucário 2017

Zedudu – Jovem paraense cria sistema de produção que integra três cadeias produtivas

Mato Grosso Notícias – Ibama e PF apreendem 3,8 mil litros de agrotóxicos vencidos no Rio Grande do Sul

Folhamax – Senador de MT defende combate aos mercados protecionistas

Valor Econômico – Dólar perde força após declarações de Trump

Valor Econômico – Mudança em MP pode liberar a venda de 1,1 milhão de hectares de florestas no Pará

Valor Econômico – Itambé prevê elevar receita em até 15%

Valor Econômico – Captação das grandes cai; Lactalis mais perto da Nestlé

Valor Econômico – Valor da produção agropecuária deve alcançar R$ 550 bi

Valor Econômico – Exportações do campo bateram recorde em março

Valor Econômico – Missão da UE virá ao Brasil

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.