EMPRÉSTIMO PARA SANTAS CASAS COM RECURSO DO FGTS É ALVO DE CRÍTICAS

//EMPRÉSTIMO PARA SANTAS CASAS COM RECURSO DO FGTS É ALVO DE CRÍTICAS

A decisão do governo de criar um programa de crédito estimado em R$ 4 bilhões para entidades filantrópicas de saúde, como as Santas Casas de Misericórdia, com recursos do FGTS abriu uma crise no Conselho Curador do fundo, formado com o dinheiro dos trabalhadores. Conforme O Estado de S. Paulo, foi publicada nesta quarta-feira (19), no Diário Oficial da União, a resolução do ministro do Trabalho, Caio Vieira, reduzindo de 6,5% para 5% a remuneração que será recebida pelo FGTS nesses empréstimos. Também ampliou de 2,16% para 3,66% o ganho que os bancos terão com essas operações. O montante a ser emprestado até o final do ano subiu de R$ 600 milhões para R$ 956 milhões. A resolução de Vieira pegou de surpresa integrantes do conselho, que já tinham definido as taxas para o programa. “Para a conselheira Maria Henriqueta Arantes, o uso do FGTS para bancar capital de giro das filantrópicas vai na contramão da finalidade do fundo, que administra R$ 550 bilhões em ativos”, informa a notícia.

 

Com 3 ações de erro médico por hora, Brasil vê crescer polêmico mercado de seguros



Casos tão complexos como a acusação contra um médico que realizou vasectomia no paciente em vez de uma cirurgia de fimose ou a imputação de erro no diagnóstico e tratamento de um tumor benigno que acabou se tornando maligno e levou uma mulher à morte têm cada vez mais chegado à Justiça no Brasil. De acordo com o portal do G1, acusações referentes a erro médico somaram 70 novas ações por dia no país ou três por hora, em 2017. Segundo o Conselho Nacional de Justiça, foram pelo menos 26 mil processos sobre o assunto no ano passado. Por inconsistências metodológicas entre as bases, contudo, o número pode ser maior. Para entrevistados, o volume de ações na Justiça se relaciona com um quadro mais geral de judicialização da saúde. E o fenômeno tem ligação também com a busca pelos chamados seguros de responsabilidade civil profissional. “Mas a adesão a este tipo de serviço tem uma barreira peculiar: o Conselho Federal de Medicina (CFM) e representações regionais da categoria recomendam explicitamente a não contratação do seguro”, enfatiza o portal.


Governo vai lançar campanha combatendo fake news sobre vacinação



O jornal O Globo destacou que diante da queda na imunização e da baixa cobertura de algumas vacinas registrada recentemente, o governo federal decidiu lançar uma campanha nas redes sociais para combater fake news relacionadas à vacinação. A campanha será composta por peças gráficas e por quatro vídeos que irão falar à população sobre a importância de checar as informações e não acreditar em boatos. O material vai trazer exemplos de notícias falsas compartilhadas nas redes sociais relacionadas à vacinação, tentando desmenti-las e ao mesmo tempo sensibilizar da importância da imunização. O primeiro dos quatro vídeos será compartilhado nesta quinta-feira (20), nas redes sociais do governo. Nele, um ator que se passa por funcionário de um parque de diversões tenta convencer pais a deixar os filhos irem em uma montanha russa sem cinto de segurança. O ator diz aos pais que viu uma notícia na internet de que é seguro. Os pais se negam e questionam a notícia. “A situação real é comparada com o fato de pais estarem deixando de vacinar os filhos por conta dessas notícias falsas”, afirma o jornal.

 

MPF quer impedir sobretaxa de remédios por hospitais



O Ministério Público Federal (MPF) deu o primeiro passo para exigir que hospitais, clínicas e laboratórios cumpram uma regra que impede a obtenção de lucro no fornecimento de remédios e outros produtos de saúde para seus pacientes. Pela norma existente, os estabelecimentos têm de incluir na conta enviada ao paciente ou às operadoras de saúde valores equivalentes aos que foram adquiridos. É o que informa O Estado de S. Paulo. Em recomendações enviadas para a ANS e para a Câmara de Regulação de Mercado de Medicamentos (Cmed), o MPF solicita que a regra em vigor seja colocada em prática e estabelecimentos, fiscalizados e punidos em caso de abusos. Até algum tempo atrás havia apenas a determinação da proibição de cobrança de preços mais altos. A norma é de 2009. Somente este ano, a Cmed publicou uma resolução prevendo as punições possíveis para hospitais, clínicas e laboratórios que cobrassem preços a mais de seus clientes por remédios ou materiais usados nos procedimentos. “O procurador da República, Hilton Araújo de Melo, atribui as diferenças a uma estratégia dos estabelecimentos para driblar a concorrência. Em vez de cobrar honorários para procedimentos mais altos, a saída foi empurrar os valores para medicamentos e outros produtos de saúde”, destaca a matéria.

 

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Atendimentos de hemodiálise e diálise serão reforçados no Rio de Janeiro 

 

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde atualiza casos de sarampo

 

Ministério da Saúde – Especialistas debatem uso de dados para prever surtos de febre amarela

 

Ministério da Saúde – Municípios do RJ contemplados com recursos de hemodiálise

 

Hemobrás – Brasil bate meta de vacinar 95% das crianças contra poliomielite e sarampo

 

Fiocruz – Suicídio: Fiocruz Bahia promove roda de conversa sobre valorização da vida

 

Fiocruz – Fiocruz participa de reunião da ONU sobre tuberculose

 

Anvisa – Firmado termo de cooperação entre Anvisa e Abrava

 

Câmara dos Deputados – Projeto exige advertência em bula de remédio sobre substâncias consideradas doping

 

O Estado de S. Paulo – Ministério da Saúde identifica 185 focos de fake news e reforça campanhas

 

O Estado de S. Paulo – MPF quer impedir sobretaxa de remédios por hospitais

 

O Estado de S. Paulo – Envelhecer com saúde é uma possibilidade

 

O Estado de S. Paulo – Empréstimo para Santas Casas com recurso do FGTS é alvo de críticas

 

O Estado de S. Paulo – Burnout em Médicos

 

Folha de S. Paulo – Julio Abramczyk – Os necessários cuidados com o excesso de vitaminas

 

Folha de S. Paulo – Estados criam leis para exigir comprovante de vacinação na escola

 

G1 – Brasil tem 1,7 mil casos confirmados e 9 mortes devido ao sarampo, diz ministério

 

G1 – Argentina tem surto de infecções por bactéria e registra 9 mortes

 

G1 – Marina diz que vetaria legalização do aborto caso o tema fosse aprovado pelo Congresso

 

G1 – Brasileiros criam neurônios humanos capazes de reagir à dor

 

G1 – Com 3 ações de erro médico por hora, Brasil vê crescer polêmico mercado de seguros

 

O Globo – Governo vai lançar campanha combatendo fake news sobre vacinação

 

O Globo – Falta de estrutura e desabastecimento de municípios atrapalham metas de vacinação

 

O Globo – Plano de saúde não pode ser cancelado no caso de aposentadoria por invalidez

 

O Globo – Pacientes sofrem com falta de repasse de verba da prefeitura para clínicas vinculadas ao SUS

 

O Globo – Prefeitura não repassa verba para clínicas vinculadas ao SUS e pacientes sofrem

 

Valor Econômico – Ação do governo é criticada em disputa por patente

 

Zero Hora – Prefeitura estuda estratégias para aumentar imunização contra sarampo e pólio em Porto Alegre

 

Zero Hora – Número de mortes por gripe já é 83% maior do que em 2017

 

Zero Hora – HPS de Canoas volta a receber pacientes de outras cidades

 

Zero Hora – Sem atingir a meta, Porto Alegre prorroga campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite

 

Correio Braziliense – O que um representante da indústria tabagista fazia em um congresso médico?

 

Correio Braziliense – Praticar atividades físicas leves já protege de AVC, diz estudo

 

Correio Braziliense – Venezuelano paraplégico viaja de cadeira de rodas em busca de médico

 

R7 – Câncer de intestino acomete homens e mulheres no Brasil

 

Gazeta Norte Mineira – Aplicativo do SUS aproxima brasileiros dos serviços públicos de saúde

 

Panorama Farmacêutico – Indústria une forças para evitar novas pílulas de farinha

 

Panorama Farmacêutico – Tempo de espera por uma patente não deve barrar o desenvolvimento do país

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em
meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.