Consultor de Relações Governamentais Napoleão Puente de Salles integra grupo de colunistas do Sindag

//Consultor de Relações Governamentais Napoleão Puente de Salles integra grupo de colunistas do Sindag

A partir deste mês de março, o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) integrou ao grupo de colunistas de sua página oficial o consultor de Relações Governamentais da entidade, Napoleão Puente de Salles, sócio-diretor da NK Consultores. A primeira coluna de Napoleão Puente de Salles destaca a importância da participação nas decisões políticas do país. O texto, transcrito abaixo, também pode ser conferido no site do Sindag.

A importância de participar das decisões políticas do paísSindag - Artigo

Em diversas partes do mundo, o Congresso só funciona quando há pressão da sociedade. É o que ocorre também no Brasil. Desta forma, se faz necessária a atuação organizada e ativa da sociedade em defesa de suas causas legítimas. No caso da aviação agrícola, o trabalho estruturado junto à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal é fundamental para garantir segurança à atividade em todo o país.

A aviação agrícola realiza um trabalho de grande relevância, contribuindo para o desenvolvimento da agricultura, um dos motores da economia brasileira. A atividade inclui a aplicação de fertilizantes, defensivos e sementes, além do combate a pragas, do povoamento de águas e de combate a incêndios em campos e florestas. Por isso, a categoria não pode ficar de fora dos debates relativos ao setor em andamento no Congresso Nacional.

São mais de 25 anos de experiência em consultoria parlamentar, o que agora está à disposição do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag). A atividade de relações governamentais é uma ferramenta para aprimorar a interação com o Congresso Nacional, aproximando a categoria dos influenciadores e viabilizando a defesa legítima das causas da aviação agrícola. Não vendemos facilidades ou adivinhações sobre o futuro. O que fazemos é o levantamento e o acompanhamento de todos os projetos que podem influenciar positivamente ou negativamente o setor da aviação agrícola. E, então, definimos estratégias para que o Sindag possa defender seus argumentos.

A Câmara dos Deputados tem 513 deputados e o Senado, 81 senadores. É inviável, portanto, ter contato direto com todos esses 594 parlamentares. Por outro lado, é perfeitamente possível ter acesso aos líderes. Para isso, temos como um dos focos da atuação o trabalho nas comissões. Elas são a alma do parlamento, onde os projetos são debatidos, avaliados e alterados, se necessário. É na comissão que podemos dialogar com os parlamentares a tempo de convencê-los a rejeitar, aprovar ou substituir um projeto.

Na Câmara dos Deputados, as Comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Capadr), de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS) e a de Defesa do Consumidor (CDC) são as prioritárias para a aviação agrícola, pois apreciam os projetos que influenciam a atividade de aviação agrícola. No Senado, as Comissões de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) estão entre as principais para o setor.

Desta forma, é necessário conhecer quem são os parlamentares influenciadores dentro de cada uma das comissões. Por exemplo, quando um projeto que trata sobre a aplicação aérea de agroquímicos chega a determinada comissão, é prerrogativa do presidente dessa comissão indicar o deputado que será o responsável pela relatoria do projeto. Indicado o relator, temos que procurá-lo para apresentar as preocupações do Sindag, se são positivas ou negativas em relação àquela proposição, e tentar encaminhá-las de acordo com o que é melhor para a aviação agrícola e para a sociedade. Em determinados momentos, presidente, diretores e membros precisam estar no Congresso Nacional para fortalecer suas demandas e convencer os parlamentares.

A atividade de relações governamentais, de forma séria e responsável, traz resultados positivos a toda sociedade. É imprescindível, portanto, que o Sindag seja atuante nas decisões políticas do país, garantindo o desenvolvimento da aviação agrícola e, consequentemente, da agricultura brasileira.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.