CÂMARA DE AMERICANA VOTARÁ PROJETO QUE PROÍBE PULVERIZAÇÃO AÉREA

//CÂMARA DE AMERICANA VOTARÁ PROJETO QUE PROÍBE PULVERIZAÇÃO AÉREA
A Câmara de Vereadores de Americana de São Paulo planeja votar em segunda discussão, no dia 14 de setembro, o projeto de lei que proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos em plantações do município. É o que informa o site do G1. A proposta, já aprovada em primeira votação, gerou polêmicas e conflitos durante as discussões no legislativo. Os parlamentares favoráveis à proibição, além do Ministério Público, defendem que a ação leva riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Já o setor agrícola tenta barrar a aprovação. Na próxima quinta-feira, quando está prevista a segunda votação, os parlamentares, sindicato, empresas agrícolas e o Ministério Público terão novamente a oportunidade de se manifestar. “O PL 53/2017de autoria do vereador Sergio Fioravante Alvarez, o Professor Padre Sérgio (PT), defende que este tipo de procedimento leva riscos à saúde humana e ao meio ambiente. De acordo com a assessoria do parlamentar, caso aprovado e colocado em prática, seria o primeiro município paulista a aprovar este tipo de legislação”, ressalta o G1.

Uso de drones dispara com maior demanda de usinas

O uso de drones na atividade agropecuária vem ganhando cada vez mais espaço. A Xmobots, um dos principais fabricantes desses equipamentos no Brasil, espera fechar 2017 com um aumento de 100% da receita. A diretora comercial da empresa, Thatiana Miloso, diz à coluna Broadcast do Estadão que as usinas de cana-de-açúcar são as que mais têm demandado a tecnologia para fazer levantamentos topográficos precisos e obter os resultados rapidamente. Os dados são essenciais para a colheita mecanizada. “Um cliente que em 2016 tinha 5 drones, neste ano, comprou mais 9”, conta Thatiana. Grandes agricultores também têm buscado o produto para identificar focos de doença, surgimento de pragas nas lavouras e para medir a extensão dos danos. “A regulamentação do uso comercial de drones pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em maio, foi fundamental para o aumento do uso da tecnologia. Desde então mais de 16 mil drones para todos os usos foram registrados pelo órgão. O setor agrícola lidera a demanda no Brasil, afirma Emerson Zanon, organizador da principal feira de drones do País, a Drone Show. O Sindicato Nacional da Indústria de Matérias-Primas para Fertilizantes (Sinprifert) propôs ao Cotepe, grupo do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), uma alíquota única de 4%. O assunto deve ser discutido em outubro”, destaca o Estadão.

Indústria de etanol dos EUA pede resposta contra cota do Brasil

A indústria americana de etanol elevou o tom diante da nova cota de importação brasileira isenta de tarifa e pediu que o governo de Donald Trump responda de forma “imediata” à decisão do Brasil e considere “todas as vias” para que o país mude sua decisão. O Valor Econômico enfatiza que em comunicado conjunto, a Associação de Combustíveis Renováveis, a Growth Energy e o Conselho de Grãos dos EUA “imploraram” ao governo americano um contato com as autoridades brasileiras. “É vital que o governo tome uma ação imediata e considere todas as vias para estimular o Brasil ou a revogar a cota isenta de tarifa ou a aumentar substancialmente a cota para refletir melhor o atual mercado de etanol e as realidades comerciais”, pediram as três entidades. O volume estabelecido para a cota está bem abaixo do atual patamar de comércio entre os dois países. A indústria americana avalia que a tática do Brasil foi “o último passo de uma problemática tendência global rumo a tarifas protecionistas e outras ações contra a indústria de biocombustíveis americana”. O Valor destaca também que com o aumento de importância do mercado brasileiro para o etanol americano, as indústrias dos EUA afirmaram que a medida do Brasil vai colocar em risco empregos, produtores e negócios. “Isso não pode ficar sem resposta”, atestaram as entidades que representam o setor, no documento.

Comissão de Agricultura discute normas para transporte de animais

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural discutirá na terça-feira (12) o Projeto de Lei 6392/16, que trata do transporte de semoventes – animais que são propriedade, como cavalos e bois. O portal da Câmara dos Deputados afirma que a proposta aumenta a altura máxima dos veículos usados para transportar esses animais dos atuais 4,40m para 4,70m. A intenção, segundo o autor do texto, deputado Zé Silva (SD-MG), é evitar lesões nos bichos. Além de regulamentar a altura, o projeto exige treinamento especializado para realizar esse transporte. Foram convidados para participar da audiência pública, que foi proposta por Silva: – o diretor da Vilaços Empreendimentos Rodoviários, Wilson Catiste; – um representante do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit); – um representante do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran); – um representante do Conselho Nacional de Trânsito (Contran); e – o prefeito de Iturama (MG), Anderson Golfão. Iturama é a sede do sindicato que apresentou a questão ao parlamentar. “O debate será realizado a partir das 10 horas, no plenário 6”, diz parte do texto.


NA IMPRENSA
Câmara dos Deputados – Comissão mista debaterá MP que renegocia débitos de produtores com o Funrural

Senado Federal – MP do Funrural é tema de audiências públicas

Senado Federal – Comissão deve votar MP que flexibiliza pagamento da outorga de aeroportos

Câmara dos Deputados – Comissão de Agricultura discute normas para transporte de animais

Câmara dos Deputados – Viação reduz pela metade tempo de curso para condutor de moto de 50 cilindrada

Câmara dos Deputados – Comissão aprova suspensão de decreto que desapropriou terreno em Goiás para reforma agrária

Câmara dos Deputados – Proposta altera limite de leite vendido por agricultor familiar ao governo

G1 – Silos-bolsa armazenam safra imensa de milho no Mato Grosso

G1 – Em meio às discussões e polêmicas, Câmara de Americana votará projeto que proíbe pulverização aérea

O Estado de S.Paulo – Sertão baiano vê energia solar virar realidade

O Estado de S.Paulo – Broadcoast Agro – Uso de drones dispara com maior demanda de usinas

Valor Econômico – Furacão Irma fez suco de laranja disparar em NY; algodão também subiu

Valor Econômico – Mercado volta as atenções para a próxima florada do café

Valor Econômico – País deve atender 80% de demanda adicional dos chineses por soja

Valor Econômico – Commodities Agrícolas

Valor Econômico – Pilgrim’s, da JBS, compra Moy Park, também da JBS, por US$ 1,3 bilhão

Valor Econômico – Exportação de grãos por Paranaguá bate recorde em agosto

Valor Econômico – Indústria de etanol dos EUA pede resposta contra cota do Brasil

Zero Hora – Gestão na propriedade prepara para épocas de vacas magras na pecuária

Zero Hora – André Salles, CEO da Lactalis: a saída é elevar a produtividade

Zero Hora – Preço baixo do leite gera crise na pecuária

Zero Hora – Édson Bolfe e Elisio Contini: tecnologia revitaliza a produção agropecuária  

Zero Hora – Bruno Andrade: a cadeia produtiva e a carne de qualidade

Joeense News – Embraer integra o Índice Dow Jones de Sustentabilidade pelo oitavo ano consecutivo

Desacato Web – Mata Atlântica deixará de existir se modelo econômico não mudar, alertam romeiros

Rede Brasil Atual – Sistemas agroecológicos produzem mais até durante a seca

Sul 21 – Francisco Milanez: ‘Estamos sofrendo e morrendo por causa da alimentação. É um modelo perverso’

Itatiaia – Série especial sobre agrotóxicos mostra que MP do governo pode aumentar uso de ‘veneno’ no país

Agrolink – Contrato de Ater Agroecologia impulsiona a certificação participativa no Sul do país

Agrolink – Dupont tem aval do Cade para comprar ativos de Saúde e Nutrição da FMC

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.