BANCOS OBTÊM AVAL PARA OFERTAR CRÉDITO RURAL COM JUROS MAIS BAIXO

//BANCOS OBTÊM AVAL PARA OFERTAR CRÉDITO RURAL COM JUROS MAIS BAIXO
O Conselho Monetário Nacional (CMN) voltou a permitir que linhas de crédito rural tenham taxas abaixo das definidas pelo Plano Safra 2017/18. Depois das linhas de custeio e comercialização, agora foi a vez de Pronamp (linha voltada a médios produtores) e Funcafé (cafeicultura) serem contemplados pela benesse. Conforme o Valor Econômico, pela nova regra aprovada na quinta-feira (19), a partir de 1° de novembro as linhas de financiamento do Pronamp poderão ser contratadas a taxas inferiores aos 7,5% estipulados pelo CMN em junho deste ano, quando o governo lançou o Plano Safra 2017/18. Dessa data em diante, linhas do Funcafé também poderão ser contratadas com juros abaixo de 8,5% ao ano (caso das operações voltadas a capital de giro para indústrias de café solúvel e torrefação e para cooperativas de cafeicultores) e abaixo de 11,25% ao ano (aquisição de café). “A partir de setembro, após regulamentação pelo CMN, as instituições financeiras também passaram a reduzir juros de linhas do Plano Safra, que contam com recursos controlados pelo governo. O CMN também definiu hoje que produtores e cooperativas poderão financiar, com recursos do Plano safra, máquinas, tratores, veículos, embarcações, aeronaves, equipamentos e implementos, desde que todos esses itens sejam novos. Equipamentos dessa lista que sejam usados não poderão ser financiados”, diz a reportagem.

CNA contesta embaixador francês em declaração sobre a carne brasileira

Uma dura resposta de produtores agrícolas do Brasil à França, sobre suspeitas de problemas sanitários na carne bovina brasileira para não se fechar a negociação União Europeia-Mercosul, já circula pela Europa e procura reequilibrar o debate. O novo embaixador da França em Brasília, Michel Miraillet, antecipou que a França tentará incluir, no mandato negociador da Comissão Europeia, a questão da sanidade animal. Em carta ao embaixador, o presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) João Martins da Silva Junior, contesta os argumentos franceses e reitera que a conclusão do acordo UE-Mercosul será benéfico para os dois lados. Segundo o Valor Econômico, a CNA destaca dados que “ficaram ausentes” das declarações do embaixador francês em Brasília. Que o comércio direto entre o Brasil e a França, de US$ 6 bilhões em 2016, resultou em superavit de US$ 1,4 bilhão para os franceses. Cerca de 25% desse comércio envolve produtos do agronegócio, gerando receita para produtores brasileiros de oleaginosos, celulose e café, e para produtores franceses de vinhos, malte e cevada, entre outros. A CNA diz que em poucos meses agentes brasileiros investigaram e prenderam uma pequena quadrilha que operava em 21 frigoríficos. E compara com o que aconteceu na Europa: o uso ilegal de carne de cavalo para alimentação humana na UE. As declarações do diplomata estão alinhadas com o presidente francês, Emmanuel Macron, que pretende propor hoje a revisão do mandato de negociação da União Europeia com o Mercosul.

Missão do Mapa ao Uruguai terá início no dia 30

Uma missão técnica da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vai à Montevidéu, no Uruguai, na próxima segunda-feira (30), para dialogar com autoridades sanitárias locais sobre a suspensão temporária das importações de leite daquele país pelo Brasil. O portal do Mapa anunciou que as reuniões se estenderão até 3 de novembro. A paralisação das importações foi determinada pelo ministro Blairo Maggi, pois os produtores e representantes do setor na Frente Parlamentar da Agropecuária alegam que o produto uruguaio afeta negativamente a formação de preços no mercado doméstico, inviabilizando a produção local. O ministro defende a fixação de cotas de importação do leite uruguaio. O Mapa estuda medidas para atender aos produtores nacionais.

Aeronáutica pede à CMO que garanta recursos para cargueiro da Embraer

Em audiência pública na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), na quinta-feira (19), o brigadeiro-do-ar Marcio Bruno Bonotto fez um apelo para que o Congresso Nacional garanta no Orçamento de 2018 (PLN 20/2017) os recursos para a compra e o desenvolvimento do cargueiro KC 390, produzido pela Embraer. O portal do Senado Federal destaca que o maior e mais moderno avião brasileiro deve estrear na FAB em 2018 em substituição aos Hércules, modelo criado em 1954. Bonotto é presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate da Aeronáutica (Copac). “Segundo Bonotto, a expectativa é exportar até 700 unidades e arrecadar cerca de US$ 20 bilhões nos próximos 20 anos. Ele listou as vantagens do cargueiro brasileiro em relação aos concorrentes, como a possibilidade de reabastecer os caças em pleno voo, tecnologia avançada, capacidade de alcançar maior altitude e velocidade e maior capacidade de carga. Bonotto lembrou que a Aeronáutica já encomendou 28 cargueiros da Embraer, mas lamentou os cortes no orçamento do programa. Bonotto lembrou que em 2017 o programa tinha R$ 1,1 bilhão, mas foram disponibilizados R$ 700 milhões. Para 2018, serão necessários R$ 1,4 bilhão, mas, até o momento, tudo indica que o programa só irá receber R$ 750 milhões, ou 50% do necessário. A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou uma emenda de R$ 650 milhões na proposta de Orçamento de 2018 para garantir a compra dos cargueiros Embraer”, destaca o Senado.

NA IMPRENSA

Mapa – Valor da Produção Agropecuária é de R$ 535,42 bilhões

Mapa – Missão do Mapa ao Uruguai terá início no dia 30

Mapa – Novacki comemora investimento espanhol no Rio Grande do Sul

MMA – Ibama forma peritos em incêndios florestais

MMA – Programa Água Doce é premiado

Embrapa – Livro sobre os impactos do aquecimento global nos problemas fitossanitários é lançado na Embrapa Meio Ambiente

ALESP – Eleição do vice-presidente da CPI dos Maus-Tratos contra Animais

ALESP – Eleição do presidente da CPI dos Maus-Tratos contra Animais

ALESP – Lei “Dia da Memória Pet” é sancionada

Câmara dos Deputados – Deputado quer relatório consensual para acelerar atualização do Sistema Viário Nacional

Câmara dos Deputados – Aeronáutica pede mais recursos no orçamento de 2018 para certificar cargueiro KC-390

Câmara dos Deputados – Finanças rejeita criação de serviço social e de aprendizagem de aquicultura e pesca

Senado Federal – Aeronáutica pede à CMO que garanta recursos para cargueiro da Embraer

Valor Econômico – Marfrig retoma abates de bovinos no frigorífico de Ji-Paraná

Valor Econômico – CNA contesta embaixador francês em declaração sobre a carne brasileira

Valor Econômico – Paranaense C.Vale vai inaugurar amanhã abatedouro de tilápias

Valor Econômico – Bancos obtêm aval para ofertar crédito rural com juro mais baixo

Valor Econômico – Commodities Agrícolas

Zero Hora – Lavouras de trigo no RS estão com cor indesejada

Zero Hora – Uso de vídeo ajuda a impulsionar leilão de animais

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.