BANCADA AGROPECUÁRIA INDICA NOMES PARA AGRICULTURA EM EVENTUAL GOVERNO DE BOLSONARO

//BANCADA AGROPECUÁRIA INDICA NOMES PARA AGRICULTURA EM EVENTUAL GOVERNO DE BOLSONARO

O Ministério da Agricultura, que deverá ter seus poderes ampliados caso o candidato Jair Bolsonaro vença as eleições no próximo dia 28, já tem nomes cogitados para assumi-lo. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a deputada Tereza Cristina (DEM-MS), reeleita para mais um mandato na Câmara, está entre os nomes fortes que serão levados à mesa de Bolsonaro, se confirmada sua vitória. Tereza Cristina nega sua indicação ao posto, diz que se trata de especulação e não comenta o assunto. Entre representantes do setor, porém, seu nome é citado como um dos mais indicados na lista que será entregue a Bolsonaro. Outro potencial candidato ao posto é o líder ruralista Luiz Antonio Nabhan Garcia, apesar de seu nome ter encontrado resistências dentro do próprio PSL. Outro candidato ao posto é o deputado federal Luis Carlos Heinze (PP), que foi eleito senador pelo Rio Grande do Sul. “Até mesmo o nome do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, chegou a ser ventilado, apesar de a cúpula do agronegócio ver Blairo como uma possibilidade mais remota”, informa o jornal.

 

Fusão de ministérios pode prejudicar país, diz secretário da Agricultura



A proposta de Jair Bolsonaro (PSL) de fundir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente pode prejudicar a busca do Brasil pela fatia de 10% do comércio agrícola mundial, afirmou Eumar Novacki, secretário-executivo do Ministério da Agricultura nesta terça-feira (16). Conforme o jornal Folha de S. Paulo, Novacki disse não se opor à ideia da combinação das pastas, mas que a mudança provavelmente seria mal interpretada no exterior como um retrocesso na política de proteção ambiental do país e prejudicaria a visão global da indústria agrícola brasileira. Conselheiro do setor agrícola de Bolsonaro, Nabhan Garcia confirmou na semana passada planos do presidenciável de fundir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, para reduzir a burocracia enfrentada pelos agricultores e acabar com a “indústria de multas” do setor. “Novacki disse que o país está lutando para aumentar a sua participação no comércio agrícola mundial de todos os produtos para 10%, ante 7% no momento, e a junção das duas pastas pode abalar a mensagem do Brasil”, conforme ressalta a Folha.

 

Vai ao Plenário projeto que regulamenta controle de pragas urbanas

 

Agência Senado destaca que seguiu para o Plenário do Senado o Projeto de Lei da Câmara 65/2016, que regulamenta o controle e o combate a insetos e pequenos animais que se proliferam desordenadamente nas cidades e oferecem risco à saúde humana. O objetivo do projeto é estruturar o setor, já que as empresas controladoras desses insetos e animais atuam obedecendo a normas técnicas da Anvisa, mas sem legislação específica. De acordo com o Projeto, o controle dessas pragas deverá ser feito por empresas especializadas autorizadas pelo Ministério da Saúde e licenciadas pelas vigilâncias sanitária e ambiental do estado ou município. O projeto não considera empresas especializadas no controle de pragas as de limpeza, higienização, desentupimento e manutenção que não tiverem os licenciamentos exigidos. O texto determina que aplicadores, operadores e técnicos sejam submetidos a treinamento específico e periodicamente atualizado. “Também estabelece, entre outros pontos, que as empresas deverão implementar um manual de procedimentos operacionais padronizados no serviço de controle de vetores e pragas”, destaca a Agência.

 

Senado aprova medida que altera a renegociação de dívidas rurais



O Senado aprovou nesta terça-feira (16) o projeto de lei de conversão à medida provisória 842/2018, que trata da renegociação de dívidas rurais. Segundo o Poder Executivo, a proposta que segue para a sanção presidencial pode resultar em uma renúncia fiscal de R$ 17 bilhões. É o que informa a Agência Senado. O texto aprovado em setembro pelos deputados, e agora pelos senadores, diminui os percentuais de descontos. Em operações contratadas até 31 de dezembro de 2006, eles ficam em 60%. Para aquelas firmadas entre 1º de janeiro de 2007 e 31 de dezembro de 2011, o desconto fica em 30%. A data limite para a quitação das dívidas é 30 de dezembro de 2019. O relator da matéria é o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Ele ampliou o universo de produtores rurais inscritos na dívida ativa da União que podem ser beneficiados com descontos. O texto original contemplava apenas os débitos enviados para inscrição até 31 de julho de 2018. Bezerra incluiu na MP 842/2018 mutuários com dívidas encaminhadas até 31 de outubro. Neste caso, os descontos variam de 95% para valores até R$ 15 mil a 60% para valores acima de R$ 1 milhão”, enfatiza a notícia.

 

NA IMPRENSA
Mapa – Amazônia produz robustas finos e cafés especiais com aromas diferenciados 

 

Mapa – Ministro da Agricultura participa de reunião do Vigiagro em Curitiba

 

Mapa – Tailândia volta a comprar couro brasileiro

 

MMA – Ministro anuncia investimentos para Parque do Pau Brasil

 

MMA – Reunião do CNRH é realizada em Brasília

 

Embrapa – Workshop em Cristalina (GO) destaca feijoeiro e seus aspectos fitotécnicos

 

Embrapa – Primeira mulher condecorada como agrônoma do ano em Sergipe

 

Embrapa – Encontro Nacional de Feijão será realizado em novembro em Uberaba

 

Embrapa – Embrapa traz para Petrolina o debate da pesquisa para o desenvolvimento sustentável

 

Embrapa – Pesquisadores divulgam informações sobre a estria bacteriana do milho no Paraná

 

Embrapa – Seminário na Embrapa em Concórdia debate qualidade do piso em instalações de suínos

 

Embrapa – Nove municípios debatem Pecuária Familiar em Seminário nas Missões

 

Embrapa – Braquiária consorciada com grãos pode dobrar produtividade no SEALBA

 

Embrapa – Festas Municipais do Morango e Pêssego são lançadas

 

Embrapa – Embrapa realiza leilão de animais

 

Embrapa – Uso de bioestimulantes no milho é defendida em congresso

 

Embrapa – Dia de Campo na TV: Viticultura do Rio Grande do Sul amplia área plantada em 20 anos

 

Embrapa – Workshop aborda inovação tecnológica

 

Embrapa – Barraginhas e seus benefícios são tema de exposição no Shopping Sete Lagoas

 

Embrapa – Embrapa e parceiros reúnem esforços contra a mancha de ramulária

 

Embrapa – Rondônia reduz área plantada com café em 54% e produtividade cresce 154% na última década

 

Embrapa – Arena tecnológica reúne Embrapa, Exército e empreendedores no IME

 

Abrapa – Missão Vendedores 2018

 

Senado Federal – Senado aprova medida que altera a renegociação de dívidas rurais

 

Senado Federal – Senado aprova projeto que atualiza Lei de Vigilância Epidemiológica

 

Senado Federal – Vai ao Plenário projeto que regulamenta controle de pragas urbanas

 

O Estado de S. Paulo – Bolsonaro resiste a pressões da bancada rural

 

O Estado de S. Paulo – Coluna do Broadcast – Startup oferece florestas como opção de investimento sustentável

 

O Estado de S. Paulo – Ruralistas já indicam nomes para Agricultura

 

O Estado de S. Paulo – Produtores de soja reivindicam porte de arma

 

Folha de S. Paulo – Vaivém das Commodities – Setor de café discute sustentabilidade em evento em BH em novembro

 

Folha de S. Paulo – Mercado Aberto – SLC Agrícola prevê aporte de R$ 260 milhões na próxima safra

 

Folha de S. Paulo – Fusão de ministérios pode prejudicar país, diz secretário da Agricultura

 

G1 – Brasil exporta abacaxi para 17 países

 

G1 – Reincidente no contrabando, dupla é presa e confessa trazer cigarros e agrotóxico do Paraguai para SP

 

G1 – O frigorífico que produz carne de frango sem matar nenhuma ave

 

Valor Econômico – Discriminação persiste no mundo, apontam mulheres do agro

 

Valor Econômico – Agrônomos já podem elaborar receitas de aplicação de agrotóxicos

 

Valor Econômico – Relação com China é “ganha-ganha” e deve continuar, diz Cargill

 

Valor Econômico – Vendas de fertilizantes tiveram leve alta em setembro

 

Valor Econômico – Colheita de laranja se recupera na Flórida, mas crise do suco persiste

 

Valor Econômico – Adecoagro aposta em açúcar orgânico

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Pão francês pode ficar 10% mais caro no RS

 

Correio Braziliense – Estudo revela que egípcios já praticavam aquicultura há 3.500 anos

 

Agrolink – Monitoramento aéreo pode auxiliar na eliminação de pragas e redução de gastos

 

Grupo Cultivar – Plantações de algodão na Bahia apostam em tecnologia para aprimorar pulverizações

 

Portal do Agronegócio – Bayer alerta à importância de defensivos agrícolas verdadeiros

 

Mais Soja – Trigo: Produção aumenta no BR e AR, mas demanda mundial pode recuar

 

Mais Soja – MS inicia outubro com quase 90% da safra 2017/18 de soja comercializada

 

Mais Soja – Brasil é apontado como grande promessa na produção e abastecimento mundial de alimentos

 

Mais Soja – CNA avança nas discussões sobre renegociação de dívidas rurais com BNDES

 

Mais Soja – Entrega de adubos ao produtor cresce 4,3% no acumulado de 2018

 

Mais Soja – Portaria da Funai sobre demarcação de terras no Paraná é inconstitucional, afirmam deputados da FPA

 

Mais Soja – Arroz: Ritmo de negócios é lento e preços caem pela 3ª semana consecutiva

 

__________________________________________________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.