AUMENTO DE BENEFÍCIOS A PRODUTOR RURAL PODE SER VETADO, DIZ SECRETÁRIO

//AUMENTO DE BENEFÍCIOS A PRODUTOR RURAL PODE SER VETADO, DIZ SECRETÁRIO

Correio Braziliense destacou que o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse na última sexta-feira (17) que o governo federal estuda vetar a ampliação de benefícios a produtores rurais incluídos na Medida Provisória 842, que trata do refinanciamento da dívida do setor. O texto, que foi aprovado nesta semana pela comissão especial que analisa a MP no Congresso Nacional, previa descontos entre 40% e 80% apenas para produtores das regiões Norte e Nordeste, mas os parlamentares estenderam os benefícios a produtores de outras regiões. “A gente deixou muito claro que o que tem disponível hoje é R$ 1,6 bilhão. Mesmo que haja aumento de arrecadação, estamos próximos do teto de gastos”, afirmou Mansueto, após participar, como palestrante, de um evento da Fundação Getulio Vargas, em Brasília. Segundo o Mansueto, se for mesmo aprovada pelo Congresso Nacional, a ampliação dos benefícios pode chegar a R$ 2,5 bilhões de impacto orçamentário. “Mansueto disse que, caso não haja disponibilidade orçamentária, os trechos que não tiverem sido acordados entre governo e Parlamento poderão ser vetados”, afirma a matéria.

 

Bancada ruralista quer revogar decreto sobre comunidades tradicionais

 

Os presidentes da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e da Frente Parlamentar de Agricultura (FPA) no Congresso Nacional dirigiram ofício ao presidente Michel Temer para pedir a revogação de um decreto de 2007 que instituiu a política nacional de desenvolvimento sustentável dos povos e comunidades tradicionais. Conforme o Valor Econômico, os ruralistas também pressionam pela suspensão dos processos demarcatórios embasados nesse normativo. O pano de fundo da ação dos ruralistas são demarcações de terras da União realizadas nos últimos anos pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU) ao longo do rio São Francisco, em Minas Gerais, uma região de conflito agrário no norte do Estado. Nos últimos meses, comunidades tradicionais de pescadores e trabalhadores rurais têm denunciado o aumento da violência naquela região, com 16 locais sob tensão, segundo a Comissão Pastoral da Terra. Fazendeiros da região reivindicam a posse sobre as terras, o que levou a uma reação do Ministério Público Federal a pedido das famílias. O caso é acompanhado pela 6ª Câmara de Coordenação e Revisão da Procuradoria Geral da República. No ofício a Temer na última terça-feira (14), os ruralistas afirmam que as demarcações em Minas Gerais “têm sido realizadas inadvertidamente, ao livre arbítrio dos servidores da SPU, que recorrem à amplitude contida no bojo do decreto”.

 

RenovaBio pode elevar capacidade de cogeração da cana em 70% até 2030

 

Desenhado para estimular o consumo e a produção de biocombustíveis através de metas de descarbonização para o setor de transportes, o programa RenovaBio poderá acabar também impulsionando a cogeração de energia elétrica a partir de biomassa. É o que informa o Valor Econômico. Na avaliação da Associação da Indústria da Cogeração de Energia (Cogen), apenas as usinas de cana-de-açúcar poderão agregar ao sistema elétrico nacional 8 gigawatt (GW) de capacidade instalada até 2030, ante uma capacidade atual de 11,3 GW, o que representaria um acréscimo de 70%. No último ano, do total de potência instalada em usinas térmicas a biomassa para cogeração, o que realmente foi cogerado e vendido ao mercado foi pouco mais de 7 GW, o que equivaleu a 6% da energia elétrica consumida no país. Dos 8GW de potência adicional projetados pela Cogen como reflexo do RenovaBio, metade deve derivar de investimentos para aumentar a capacidade de cogerar energia a partir do bagaço da cana em usinas que já atuam nesse mercado, diz Newton Duarte, presidente da associação. “Mas estes 4 GW de potência só devem ser adicionados caso o setor sucroalcooleiro responda da forma esperada pelo governo ao estímulo à produção de etanol até 2030”, informa a nota.

 

Aviação agrícola brasileira completa 71 anos

 

Neste domingo, 19 de agosto, foi comemorado o Dia Nacional da Aviação Agrícola, que marca também os 71 anos do setor no Brasil. Surgida em 1947, em Pelotas/RS, pela iniciativa do piloto Clóvis Candiota e do engenheiro agrônomo Leôncio Fontelles, como resposta a uma praga de gafanhotos que estava dizimando as lavouras do município e levando os agricultores ao desespero, a aviação agrícola brasileira é hoje a segunda maior e uma das melhores do mundo. Conforme o Jornal Joseense News, são cerca de 2,1 mil aeronaves, segundo levantamento junto ao Registro Aeronáutico Brasileiro da Anac e mais de 4 mil profissionais entre pilotos, técnicos agrícolas e engenheiros agrônomos trabalhando diretamente no setor. Fundamental para lavouras estratégicas, como soja, cana-de-açúcar, milho, arroz, cítricos e outras, a aviação é a única ferramenta para o trato de lavouras com regulamentação específica e, por isso mesmo, altamente fiscalizável. “Além dos trabalhos de pulverização de produtos químicos ou biológicos e da semeadura e aplicação de fertilizantes, a aviação atua forte no trato de florestas, combate a incêndios florestais, povoamento de rios e lagos e, em diversos outros países, também no combate a mosquitos”, destaca o jornal.

 

NA IMPRENSA
Mapa – Vendas de carne bovina crescem 11% e somam US$ 3,5 bilhões 

 

Mapa – Mapa e TCU discutem governança na administração pública

 

MMA – Estratégia fortalece conhecimento sobre os biomas

 

Embrapa – Processo que aumenta vida-de-prateleira de bioinseticida à base de fungo é a mais nova patente da Embrapa

 

Embrapa – Programa de levantamento e interpretação de solos brasileiros é apresentado a especialistas de vários países

 

Embrapa – Estação Experimental de Caçador recebe visita técnica durante XXX Encontro do Fórum Florestal PR e SC

 

Embrapa – Pesquisador discute agronegócio no NE em evento do Confea

 

Embrapa – Samuel Paiva é o novo Coordenador Nacional para Recursos Genéticos Animais junto à FAO

 

Embrapa – Oficina capacita empregados em uso de Bases de dados para projetos de P&D e estudos de prospecção

 

Embrapa – II Encontro Internacional da Rota dos Butiazais

 

Embrapa – Debates dão início ao Congresso Brasileiro de Agroecologia que acontece em SE, em 2019

 

Embrapa – Embrapa Caprinos e Ovinos apresenta dia de campo na Exponorte 2018

 

Embrapa – Prosa Rural: Uso eficiente de água na irrigação e fertirrigação da bananeira

 

Embrapa – Prosa Rural: Como plantar erva-mate com qualidade

 

Embrapa – Prosa Rural: Como aumentar a produção de mandioca

 

Embrapa – Equipe realiza diagnóstico para atuar com agroindústias do interior da Bahia

 

Ibama – Resultado provisório da escolha de entidades integrantes da Câmara Consultiva Nacional de Conversão de Multas

 

O Estado de S.Paulo – Leitora alega cobrança indevida de companhia aérea

 

O Estado de S.Paulo – O agronegócio na proposta de Alckmin

 

Folha de S.Paulo – Marfrig espera fechar 2018 com menor endividamento após venda de unidade de frango

 

G1 – Ameaça de retirada do glifosato do mercado preocupa os produtores de soja

 

G1 – Produtores de soja do MS lucram com o aumento do dólar

 

G1 – Escola no sertão do Ceará melhora a vida de crianças e adolescentes

 

G1 – Produtores de Rondônia investem na qualidade do leite

 

G1 – China tem terceiro surto de peste suína africana

 

G1 – Marfrig anuncia venda da Keystone para a Tyson Foods por US$ 2,4 bilhões

 

Valor Econômico – RenovaBio pode elevar capacidade de cogeração da cana em 70% até 2030

 

Valor Econômico – Futuro dos alimentos em debate na Europa

 

Valor Econômico – Bancada ruralista quer revogar decreto sobre comunidades tradicionais

 

Valor Econômico – Geraldo Alckmin (PSDB) amplia defesa de pleitos ruralistas

 

Valor Econômico – Veracel, de celulose, caminha para melhor ano de sua história

 

Valor Econômico – Novos usos para o feijão

 

Valor Econômico – Sem Keystone e com National Beef, Marfrig espera faturar R$ 40 bi

 

Valor Econômico – Brasil desperdiça chance de reduzir emissões na aviação, diz estudo

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Bayer e Monsanto já podem integrar operações

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Venda antecipada de trigo para exportação chega a 20% no RS

 

Zero Hora – Cavalo crioulo em busca de novos investidores

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Hambúrguer de grife será apresentado na Expointer 2018

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Plantio de milho avança no RS

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Chegada dos animais abre contagem regressiva para a 41ª Expointer

 

Correio Braziliense – Orçamento tem pleitos emergenciais de R$ 1,4 bilhões

 

Correio Braziliense – Aumento de benefícios a produtor rural pode ser vetado, diz secretário

 

Correio Braziliense – Produtores celebram safra de 2018 na festa do pimentão

 

Correio Braziliense – Concorrência acirrada aumenta preços no agronegócio

 

Correio Braziliense – Lei garante a deficientes direito de entrar com cão-guia em espaço públicos

 

Correio Braziliense – Bancadas do lobby tentam reeleição; pesquisadora pede regulamentação

 

Mais Soja – Estria bacteriana, ameaça ao milho

 

Mais Soja – Nova Tecnologia

 

Mais Soja – Vegetação nativa em Áreas Rurais

 

Mais Soja – Eficiência de inseticidas no controle do percevejo marrom Euschistus heros (Fabr., 1794) na cultura da soja

 

Mais Soja – Interceptação da radiação solar fotossinteticamente ativa e deposição de gotas de produtos fitossanitários em cultivares de soja submetidas à aplicação de lactofen

 

Mais Soja – Argentina: alerta vermelho para nabo resistente ao glifosato, inibidores de ALS e 2,4-D

 

Mais Soja – População rural envelhece com maior acesso a políticas públicas

 

Mais Soja – Sistema de classificação de grãos precisa evoluir, alerta Aprosoja Brasil

 

Eco Debate – Inseticidas neonicotinóides e organofosfatos prejudicam a capacidade migratória de aves

 

Portal do Agronegócio – ADAPAR: Agrotóxicos de uso agrícola estarão em debate dias 22 e 23 agosto, em Cascavel

 

AFCP – Concorrência acirrada aumenta preços no agronegócio

 

Brasil de Fato – Governo Temer e setor dos agrotóxicos tentam impor liberação do glifosato

 

Jornal Joseense News – Aviação agrícola brasileira completa 71 anos

 

_____________________________________________________

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.