AMIL APOSTA EM MÉDICO DE FAMÍLIA PARA BAIXAR CUSTO

//AMIL APOSTA EM MÉDICO DE FAMÍLIA PARA BAIXAR CUSTO
Desde que foi comprada pela americana UnitedHealth Group, em 2012, a Amil fechou cerca de 20 aquisições, criou novas áreas de negócios e produtos e promoveu uma profunda reestruturação interna. Reportagem do Valor Econômico afirma que, agora, as prioridades da operadora de planos de saúde são a expansão no Rio de Janeiro, interior e litoral de São Paulo; mudança no modelo de remuneração para os hospitais; e atendimento médico focado em atenção básica nos moldes do Sistema Único de Saúde (SUS). No Rio de Janeiro, uma das prioridades é ampliar o plano de saúde empresarial para o público de baixa renda. A Amil também tem projetos de expansão orgânica e via aquisições em cidades do interior e litoral de São Paulo. Nesta semana, a operadora lançou um convênio médico individual para a classe popular com atendimento exclusivo na capital paulista e Guarulhos, em São Paulo. Neste ano, a inflação médica está na casa dos 19% contra um IPCA projetado de 3,5%. “Um dos projetos da Amil para reduzir esse custo é o atendimento centralizado num médico de família, como já faz o SUS. As clínicas próprias da operadora estão ganhando equipes formadas por médico de família, enfermeira e agente de saúde. Outra frente à qual a operadora vem se dedicando é à mudança do modelo de remuneração para os hospitais. Para atingir essas metas, a Amil vem oferecendo algumas benesses para os hospitais como glosa zero; liberação de pré-autorização para procedimentos médicos; além da possibilidade de voltar ao modelo anterior sem multas ou prazos carências”, enfatiza a reportagem.

Disputa judicial entre enfermeiros e médicos muda rotina de atendimentos no SUS

A rede pública de saúde tem registrado atrasos em atendimentos. Pacientes vão aos postos de saúde sem saber se serão atendidos. O site do G1 destaca que, há duas semanas, uma liminar da Justiça Federal impediu que enfermeiros realizem exames, consultas e prescrevam medicamentos. A prática é permitida por uma portaria do Ministério da Saúde. A decisão foi proferida pelo juiz federal Renato Borelli, substituto da 20ª Vara do Distrito Federal. O juiz entendeu ser ilegal que o enfermeiro exerça tais funções porque, segundo ele, elas vão além do que permite a lei da profissão do enfermeiro. A decisão foi proferida em resposta a um pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM). O Conselho Federal de Enfermagem está seguindo a liminar, mas diz que vai recorrer da decisão. Segundo o conselho, a prescrição de alguns medicamentos tem respaldo legal pela lei que rege a profissão. Ainda, dizem, a função é de fundamental importância para o funcionamento do Sistema Único de Saúde. “Em Brasília, representante do CFM disse que concorda que enfermeiros continuem solicitando exames e prescrevendo medicamentos em alguns programas específicos do Ministério da Saúde. No entanto, o conselho defende que enfermeiros não mediquem pacientes sem a presença do médico e tampouco solicitem exames fora do protocolo do Ministério da Saúde”, diz o texto.

Frente parlamentar defenderá propostas que beneficiem portadores de psoríase

Será instalada na Câmara na quinta-feira (19) a Frente Parlamentar Mista pela Causa da Psoríase e Artrite Psoriásica. É o que informa o portal da Câmara dos Deputados. A artrite psoriásica é uma doença inflamatória que afeta ligamentos, tendões e articulações. Além da dor, pode causar destruição progressiva das articulações. A doença está diretamente ligada à psoríase onde o sistema imunológico provoca uma inflamação na pele deixando-a avermelhada e com placas branco-escamosas. A frente será presidida pelo deputado Sinval Malheiros (Pode-SP) e a vice-presidência ficará com a deputada, Carmen Zanotto (PPS-SC). O lançamento do colegiado será realizado no restaurante do anexo 4, da Câmara, a partir das 8 horas.

Laboratório vai vender vacina hexavalente, em falta na rede privada no país

Desde o final de 2015, as vacinas hexavalente e pentavalente acelulares — que não fazem parte do Programa Nacional de Imunizações do Sistema Único de Saúde (SUS) — estão escassas na rede privada. De acordo com o site do G1, o laboratório francês Sanofi Pasteur anunciou nesta quarta-feira (18) que passará a vender até o final deste mês a hexa, também chamada de sêxtupla acelular. A hexacelular protege contra difteria, tétano, coqueluche, meningite provocada pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b, hepatite B e poliomielite. A pentavalente protege contra as mesmas doenças, exceto poliomielite. De acordo com a Sanofi, a vacina já está disponível em outros 86 países e será fabricada na França para ser importada ao Brasil. A empresa já vende a pentavalente acelular no mercado brasileiro. Nos postos e hospitais públicos, é encontrada apenas a vacina pentavalente, dada em associação com a vacina contra poliomielite. “A diferença entre a vacina da clínica particular e a vacina dos postos de vacinação públicos é que a da clínica privada é acelular e a do posto é de células inteiras. Na prática, as duas são muito eficazes, mas a acelular tem a vantagem de provocar menos reações adversas”, ressalta o G1.

SAÚDE NA IMPRENSA
ANS – Portabilidade de carências

ANS – Agência finaliza implantação de Coleta Seletiva Solidária

ANS – ANS realiza audiência pública sobre compartilhamento de riscos na saúde suplementar

Anvisa – Publicado regulamento sobre água adicionada de sais

Anvisa – Jarbas participa de nova reunião do IACG em Paris

Anvisa – Aprovado medicamento para reprodução assistida

Anvisa – Anvisa sedia Diálogos Regulatórios Internacionais

Fiocruz – Proqualis lança aplicativo para prevenção da trombose

Fiocruz – Bactéria causadora da meningite e pneumonia terá o genoma sequenciado

Inca – OIT é pressionada a cortar laços com fabricantes de tabaco

ALESP – Isenção de IPVA para pessoas com deficiência

ALESP – Projeto de combate ao Aedes aegypti aguarda votação na Alesp

Câmara dos Deputados – Combate ao câncer de mama é tema de audiência

Câmara dos Deputados – Audiência debaterá pesquisas sobre medicamentos para doenças graves ou raras

Câmara dos Deputados – Frente parlamentar defenderá propostas que beneficiem portadores de psoríase

Câmara dos Deputados – Obrigatoriedade de planos de saúde reembolsarem SUS por atendimentos é tema de debate

Câmara dos Deputados – Comissão geral discute proteção à primeira infância

Senado Federal – Especialistas defendem uso de ozonioterapia para tratamento terapêutico

Senado Federal – Senado promove 10ª Semana de Valorização da Primeira Infância

Senado Federal – SUS pode bancar viagens para tratamento

Senado Federal – Vai à Câmara projeto que amplia recursos do petróleo para educação e saúde

Senado Federal – Divergência marca debate sobre regulamentação da profissão de técnico em radiologia

Correio Braziliense – Bactérias podem amenizar efeitos do tratamento em pacientes com câncer

G1 – Laboratório vai vender vacina hexavalente, em falta na rede privada no país

G1 – Disputa judicial entre enfermeiros e médicos muda rotina de atendimentos no SUS

G1 – Mamadeiras de refrigerante: ‘vício’ em bebida agrava desnutrição de índios venezuelanos em Belém

O Globo – Infecção pelo HIV afeta desenvolvimento cerebral de crianças

O Globo – Causa da dislexia está nos olhos e pode ser tratada

Valor Econômico – Amil aposta em médico de família para baixar custo

Diagnóstico Web – Operadoras de saúde rejeitam até 30% das indicações de cirurgia após reavaliação

O Tempo – Novos medicamentos ajudam tratamento da diabetes

Blog de Jamildo – Líder da oposição defende pedido de afastamento de Ricardo Barros

O Correio – Deputado consegue agenda para definição sobre Oncologia

Diário da Saúde – Oleuropeína: Substância no azeite e azeitonas previne diabetes

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.