ALTERNATIVAS PARA MELHORAR O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

//ALTERNATIVAS PARA MELHORAR O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

A colunista Cláudia Collucci do jornal Folha de S.Paulo destacou que o sistema de saúde brasileiro está subfinanciado, mal avaliado, os indicadores epidemiológicos só pioram, mas existem saídas. Sobretudo se o país fizer reformas urgentes e necessárias. Segundo ela, essa foi a principal mensagem do caderno E agora, Brasil? – Saúde, publicado pela Folha. Em ano de eleições, o objetivo é apresentar diagnósticos e discutir propostas. A revisão das renúncias fiscais é uma das possibilidades, segundo especialistas. Hoje essas isenções somam cerca de R$ 283 bilhões, de acordo com o Tribunal de Contas da União. Não são raras as vezes em que essas isenções acabam, inclusive, gerando ainda mais gastos ao sistema de saúde. “Outra coisa esdrúxula são as emendas parlamentares, que dão a deputados e senadores acesso a verbas públicas que são distribuídas em bases eleitorais. A intenção até pode ser boa, mas, no fim, elas desorganizam o sistema de saúde. Não raras as vezes, essas verbas vão para obras e compras não prioritárias”, destaca a colunista. Outros problemas que constam na publicação especial da Folha foram listados por Cláudia Collucci: falta de transparência no SUS e dificuldade de articulação entre as 438 regiões de saúde atualmente existentes no país.

 

Ministério da Saúde lança canal para esclarecer boatos relacionados a temas de saúde nas redes sociais



O Ministério da Saúde lançou nesta segunda-feira (27) um canal pelo Whatsapp para combater boatos na área da saúde. A pasta disponibilizou um número em que deverá responder se uma afirmação é verdadeira ou falsa. O número é (61) 99289-4640, informou o portal do G1. O G1 informa ainda que qualquer pessoa pode adicionar o telefone no celular e falar com o Ministério da Saúde; o número será usado exclusivamente para tirar dúvidas sobre boatos relacionados à saúde recebidos nas redes sociais; e as correntes de Whatsapp ou publicações na internet serão checadas por profissionais de saúde e áreas técnicas do ministério. O G1, ao lado de outros veículos do Grupo Globo, checa boatos sobre saúde e outros assuntos na seção Fato ou Fake. “O objetivo é alertar os brasileiros sobre conteúdos duvidosos disseminados na internet ou pelo celular, esclarecendo o que é notícia/fato e o que é falso/fake”, afirma o portal.

 

Ministro da Saúde contradiz secretário e nega quebra de patente de medicamento



O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, negou que o governo pedirá o licenciamento compulsório de medicamento de alto custo. De acordo com o Panorama Farmacêutico, o rumor havia ganhado força após o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Marco Fireman, afirmar que a pasta quebraria a patente de medicamento cuja ampola custaria R$ 300 mil. Para representantes do setor regulado e funcionários do ministério ouvidos pela reportagem, a fala de Fireman era blefe para pressionar a indústria a reduzir custos de medicamentos em discussão para incorporação do tratamento ao SUS. Segundo Occhi, pedir o licenciamento compulsório é algo que não está em discussão. O ministro afirmou ainda ao JOTA que a medida levaria a um cenário de insegurança jurídica. “Não queremos isso, mas também não podemos ficar admitindo o preço de um medicamento que se torna inviável até para aquisição”, disse. “Occhi defendeu negociação com a indústria por preços mais baixos para incorporação de tecnologias ao SUS”, informa a matéria.

 

Libbs e Einstein assinam parceria para desenvolvimento de pesquisa clínica no Brasil



Em um cenário em que 80% dos estudos para produzir medicamentos no Brasil são patrocinados por multinacionais, a Libbs, indústria farmacêutica nacional, amplia seus investimentos em inovação, pesquisa e desenvolvimento com a parceria com a Academic Research Organization (ARO) da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. Única no país, a ARO do Einstein é uma unidade que tem como objetivo fornecer serviços de pesquisa clínica, liderando academicamente projetos multicêntricos de impacto nacional e internacional. Conforme o Portal Hospitais Brasil, a assinatura do contrato, que aconteceu na segunda-feira passada (20), reforça o investimento acional em pesquisa clínica, desde seu desenvolvimento até sua aplicação. Um primeiro estudo a ser desenvolvido entre os parceiros tem duração de cinco anos e acompanhará os pacientes, que estão em tratamento com o medicamento Zedora, indicado para câncer de mama metastático. Além destes, também estão sendo planejados estudos randomizados multicêntricos nas áreas de cardiologia e oncologia. “Essa aliança garantirá celeridade nas etapas processuais da pesquisa clínica e complementará áreas que a Libbs já possui internamente, como a farmacovigilância e a própria área de pesquisa clínica”, destaca a notícia.

 

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministério da Saúde lança serviço de combate à Fake News 

 

Ministério da Saúde – Projeto Colaborativo “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil” já aponta resultados promissores

 

SUS Conecta – Curitiba receberá encontro sobre Ciência, Tecnologia e Assistência Farmacêutica

 

SUS Conecta – Manaus apresenta propostas ao SUS para assistência farmacêutica, ciência e tecnologia

 

Fiocruz – Pós-graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas está com inscrições abertas

 

Fiocruz – 5a oficina de trabalho da Plataforma Zika: avanços da Ciência Aberta

 

Anvisa – Agência revisa orientações sobre academias

 

Anvisa – Inscrições abertas para cursos à distancia

 

Anvisa – Diretoria realiza reunião pública nesta terça-feira

 

Câmara dos Deputados – Complicação decorrente de procedimento estético poderá ter de ser notificada

 

Senado Federal – Senado analisa propostas que beneficiam pessoas com alergias alimentares

 

Senado Federal – Agora é lei: morador de rua deve ser atendido pelo SUS

 

O Estado de S.Paulo – Febre amarela causou morte de pelo menos 3 macacos em Caraguatatuba

 

O Estado de S.Paulo – Campanha vacina mais de 70% das crianças contra pólio e sarampo em SP

 

O Estado de S.Paulo – Justiça anula leilão do prédio do Hospital Sorocabana, em SP

 

O Estado de S.Paulo – ‘Fórum Estadão’ debate melhorias para saúde e educação

 

O Estado de S.Paulo – Blau Farmacêutica quer quadruplicar capacidade

 

O Estado de S.Paulo – Leitor pede ressarcimento após ter plano de saúde cancelado pela empresa

 

O Estado de S.Paulo – Crescem as esperanças para a cura da hemofilia

 

O Estado de S.Paulo – Conheça a crioterapia: tratamento que evita queda de cabelos durante quimio

 

Folha de S.Paulo – Rever renúncias fiscais é alternativa para melhorar financiamento no SUS

 

Folha de S.Paulo – Antidepressivos para quem não precisa?

 

Folha de S.Paulo – Governo eleva pagamento por longa internação em hospital psiquiátrico

 

Folha de S.Paulo – Prometida por Haddad e Doria, obra em hospital na zona leste está parada

 

Folha de S.Paulo – Boa gestão é suficiente para aumentar atendimento nos hospitais, diz Skaf

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Renúncia fiscal e emenda parlamentar barram avanço do SUS

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Mudar modelo de pagamento é alternativa para planos

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – O que fazer para melhorar o sistema de saúde no país

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Casos crescem e índice de vacinação diminui

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Brasil tem aumento em taxa de mortes prematuras por doenças crônicas

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Setor discute como obter mais verbas em quadro de restrições

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Com consultas de enfermeiros, acesso à saúde cresce 30% em Florianópolis

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – Medidas podem gerar ganhos de quase R$ 22 bi por ano para o SUS

 

Folha de S.Paulo – E agora, Brasil? – País envelhece, sofre com gargalos e experimenta retrocesso na saúde

 

G1 – Cientistas encontram nova versão do vírus ebola em morcegos em Serra Leoa

 

G1 – 8 maneiras de melhorar a capacidade do seu cérebro

 

G1 – Ministério da Saúde lança canal para esclarecer boatos relacionados a temas de saúde nas redes sociais

 

G1 – Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e a pólio chega à última semana

 

G1 – Estudos de fragmento de DNA poderão substituir o mapeamento de marcadores tumorais

 

G1 – Voluntários chegam a Roraima para ajudar no atendimento aos imigrantes venezuelanos

 

G1 – Idoso de 84 anos passa dois dias sentado esperando por um leito no Hospital Evandro Freire

 

O Globo – Estudo descarta risco cardíaco relacionado a ‘pílula do emagrecimento’

 

O Globo – Programa de vacinação acumula êxitos

 

O Globo – Conselho de Saúde Suplementar é reativado e poderá rever atos da ANS

 

Valor Econômico – Vice de Marina propõe reformulação do SUS

 

Valor Econômico – Indústria tenta baratear convênios

 

Zero Hora – Após três meses em falta, postos de saúde do RS voltam a oferecer vacinas contra a meningite C

 

Zero Hora – Suplementos de óleo de peixe não evitam doenças cardíacas

 

Correio Braziliense – Cientistas descobrem remédio que ameniza déficit social em autistas

 

Correio Braziliense – Número de queixas sobre coparticipação em planos de saúde aumenta 73%

 

ACM – Campanha Setembro Verde traz informação de saúde pública para Santa Catarina

 

Bahia na Política – Igor Kannário quer instituir política de tratamento para doenças raras

 

Portal Hospitais Brasil – Libbs e Einstein assinam parceria para desenvolvimento de pesquisa clínica no Brasil

 

Panorama Farmacêutico – Ministro da Saúde contradiz secretário e nega quebra de patente de medicamento

 

Panorama Farmacêutico – Vigilância Estadual e CRF farão parcerias para fiscalizar farmácias

 

ASMETRO – Justiça revisa decisões de ações contra plano de saúde

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.