ALIADOS DE BOLSONARO DISCUTEM NOMES PARA O MINISTÉRIO DA SAÚDE, CASO VITÓRIA SEJA CONFIRMADA

//ALIADOS DE BOLSONARO DISCUTEM NOMES PARA O MINISTÉRIO DA SAÚDE, CASO VITÓRIA SEJA CONFIRMADA

Reportagem da Folha de S.Paulo destaca que grupos aliados de Jair Bolsonaro (PSL) estão discutindo a indicação de nomes de seu ministério, caso a vitória contra Fernando Haddad (PT) se confirme no segundo turno. Pesquisa do Ibope divulgada na segunda-feira (15) mostra Bolsonaro com 59% dos votos válidos e Haddad com 41%. Um dos ministérios que vem sendo debatido é o da Saúde. Grupo liderado pelo comando do partido de Bolsonaro fez circular na semana passada o nome de Henrique Prata, diretor do Hospital de Amor (antigo Hospital do Câncer de Barretos). Bolsonaro gosta de Prata, mas divulgou um áudio no fim de semana a aliados negando o convite para o caso de vitória no segundo turno. Na quinta-feira (11), havia feito a mesma declaração à Rádio Jornal de Barretos. “Nunca conversamos sobre essa possibilidade. Não quero desmerecê-lo, quero restabelecer a verdade”, disse Bolsonaro à emissora, conforme destaca a Folha.

 

Henrique Prata e Nelson Teich são os mais cotados até o momento

 

Folha de S.Paulo destaca que Henrique Prata é defendido pela dupla do Rio, como são conhecidos Gustavo Bebianno e Paulo Marinho, respectivamente presidente interino do PSL e suplente de Flávio, o filho de Bolsonaro eleito senador pelo partido no estado. “Marinho, empresário, tem ligações com a comunidade médica paulista. É próximo do cardiologista Roberto Kalil, a quem pediu que enviasse uma equipe do Hospital Sírio-Libanês para atender Bolsonaro em Juiz de Fora logo após o atentado a faca que o candidato sofreu, em setembro”, diz a reportagem. Já o chamado grupo dos generais, formado por oficiais da reserva responsáveis pelo programa de governo do presidenciável, e o economista Paulo Guedes teriam outro nome em mente, segundo a Folha. “Querem que a Saúde seja ocupada por médico Nelson Teich, presidente do centro de oncologia COI, do Rio. Ele esteve na semana passada com Bolsonaro para deixar seus planos, que passam por um programa de racionalização de gestão —tema de seu mestrado na Universidade de York, no Reino Unido. O grupo, contudo, não quer forçar o nome de Teich para evitar sinalizar publicamente suas desavenças com a dupla do Rio na reta final da campanha. Além disso, Bolsonaro é quem sempre tem a palavra final, de todo modo”, enfatiza a publicação.

 

Só metade dos hospitais ‘tem gestão honesta’, diz Henrique Prata

 

Um dos cogitados para o Ministério da Saúde em um eventual governo de Bolsonaro, o pecuarista e presidente Henrique Prata, do Hospital de Amor, novo nome do Hospital de Câncer de Barretos, faz críticas ao que chama de “diretrizes politiqueiras” e “pouco assistencialistas” da pasta e diz que hoje só metade dos hospitais “têm gestão honesta”. É o que informa o jornal Folha de S. Paulo. “As diretrizes do ministério são muito politiqueiras. Cada partido inventa uma coisa, uma bandeira. E aí preferência uma assistência à saúde básica. Saúde básica custa um cacho de banana, é barato demais. Saúde sou eu que tenho alta complexidade, que tenho hospital de câncer, que é altíssimo custo. A diferença é muito grande. A diretriz do ministério sempre foi política, não é assistencialista”, afirmou à Folha. Na entrevista, ele hesitou entrar em detalhes, mas disse ter “vontade de ajudar”. “O que vale é a vontade que tenho de ajudar na saúde. Eu me comprometi independente de qualquer coisa a ajudar ele a não errar na saúde. Não preciso ser ministro para ajudar”, disse. Filho de médicos, Prata se tornou pecuarista e fazendeiro por influência do avô. Em 1989, no entanto, acabou por assumir o hospital criado pelos pais, na época chamado de Hospital São Judas de Barretos. Hoje, o local é considerado referência no tratamento de câncer, com 6.000 pacientes atendidos por dia e unidades em ao menos outras oito cidades.

 

Pais do bebê Jonatas são denunciados por estelionato e apropriação

 

O casal Aline e Renato Openkoski, pais do bebê Jonatas, de Joinville (SC), acaba de ser formalmente denunciado à Justiça pelos crimes de estelionato e apropriação indébita, cujas penas variam de 1 a 5 anos de prisão e 1 a 4 anos de prisão, respectivamente. De acordo com o jornal Veja, Jonatas é portador da atrofia muscular espinhal tipo 1 (AME), uma doença genética rara, progressiva e extremamente incapacitante, que pode levar à morte em pouco tempo. Para custear o seu tratamento, o casal fez campanhas de arrecadação, que contaram até com a participação de celebridades. Na ação, a promotora Diana Spalding Lessa Garcia, da 5ª Promotoria de Justiça de Joinville (SC), ainda pede o ressarcimento de R$ 201.150,00, referentes a irregularidades cometidas pelo casal nessas ações de arrecadação. O carro adquirido pelo casal, o violão autografado pelo cantor Luan Santana e camisas de futebol autografadas foram remetidos à Vara da Infância e Juventude para que sejam leiloados e o dinheiro revertido para o menino. “Diana diz esperar que a denúncia desse caso ajude a moralizar outras campanhas de arrecadação de dinheiro para tratamentos de saúde”, informou a notícia.

 

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Polo Base Passo Fundo discute Incentivo de Atenção Especializada aos Povos Indígenas em hospitais da região

 

 

Ministério da Saúde – Saúde da mulher é destaque em congresso internacional

 

Ministério da Saúde – Casa da Saúde Indígena celebra o Dia das Crianças

 

ANS – ANS realiza cadastro de profissionais para atuar junto às operadoras

 

Conitec – Diretrizes para utilização de endoprotése: aberta consulta pública

 

Conitec – Outubro Rosa: conheça o tratamento disponível no SUS

 

INCA – Lei que proíbe a venda de cigarros para crianças e adolescentes não é cumprida

 

Anvisa – Autorizações de funcionamento têm novo padrão numérico

 

Anvisa – Acompanhe a 22ª reunião pública da Diretoria da Anvisa

 

Anvisa – Fila de petições de registro de alimentos está zerada

 

Câmara dos Deputados – Deputado espera derrubada do veto ao aumento do piso salarial de agentes comunitários de saúde

 

Câmara dos Deputados – Deputados podem votar hoje auxílio às santas casas

 

Senado Federal – CAS pode votar projeto que estabelece avaliação de UTIs de hospitais públicos e privados

 

O Estado de S. Paulo – Formação continua após o curso de Medicina

 

O Estado de S. Paulo – Medicina aliada a áreas da Saúde é o desafio

 

O Estado de S. Paulo – Faltam psiquiatras e médicos de família

 

O Estado de S. Paulo – ‘Metade do corpo é de fé e outra é de cansaço’, declara Beto Barbosa após quimioterapia

 

Folha de S. Paulo – Cláudia Collucci – Dor não tratada é tortura

 

Folha de S. Paulo – Américo Martins – Reino Unido cria primeiro cargo de ministra para o suicídio no mundo

 

Folha de S. Paulo – Só metade dos hospitais ‘tem gestão honesta’, diz cotado para ministério de Bolsonaro

 

Folha de S. Paulo – Aliados de Bolsonaro já fazem disputa por espaço e indicações de ministros

 

G1 – Retorno do LSD na medicina: cientista aposta em resultados no tratamento da ansiedade

 

G1 – Um roteiro sobre o movimento

 

G1 – Pesquisadoras brasileiras criam sorvete que alivia sintomas em pacientes sob quimioterapia

 

O Globo – Artigo: Aldo Cordovil e a autotransfusão

 

O Globo – Saiba como se prevenir de doenças crônicas comuns na terceira idade

 

Valor Econômico – Laboratórios redigem lista de propostas para a Saúde

 

Zero Hora – Para combater a sífilis, prefeitura oferece testes gratuitos nesta semana em Porto Alegre

 

Zero Hora – Mãe e filha que enfrentam câncer de mama participam de pesquisa com imunoterapia

 

Zero Hora – Justiça Federal dá prazo de 15 dias para que aparelho de ressonância magnética, comprado em 2011, comece a funcionar

 

Zero Hora – Hospitais da Serra têm interesse em serviços de alta complexidade em traumato-ortopedia

 

Zero Hora – Erros em hospitais causaram 55 mil mortes no Brasil em 2017

 

Correio Braziliense – Legalização da maconha representa desafios à saúde e à segurança no Canadá

 

Correio Braziliense – DF registra seis mortes por H1N1 entre janeiro e setembro de 2018

 

Correio Braziliense – Hospital de Base promete fazer 20 mamografias digitais por dia

 

Correio Braziliense – Menos de 40% das crianças no DF tomam a vacina BCG, contra tuberculose

 

Jornal Jogo Sério – Consulta sobre a inclusão do único tratamento para AME na rede pública bate recorde de contribuições

 

Terra – Gordura abdominal e diabetes gestacional

 

Veja – Pais do bebê Jonatas são denunciados por estelionato e apropriação

 

Panorama Farmacêutico – Exames moleculares predizem o risco do desenvolvimento do câncer de mama

 

Panorama Farmacêutico – Remédios para câncer de mama estão entre os mais dispensados pelas operadoras

 

Panorama Farmacêutico – Roche apresenta dados de eficácia de medicamento para esclerose múltipla

 

Panorama Farmacêutico – Vacinação em dia será obrigatória para fazer matrículas nas escolas

 

Panorama Farmacêutico – Liminar autoriza criança com autismo a receber tratamento pelo plano de saúde

 

Panorama Farmacêutico – Dois remédios para fibrose cística chegam ao Brasil

 

Panorama Farmacêutico – Saga da insulina de farmacêutica da Dinamarca chega ao fim no Brasil

 

Panorama Farmacêutico – Doença de Gaucher ganha novo tratamento no Brasil

 

__________________________________________________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.