40% DOS PLANOS ‘FALSOS COLETIVOS’ TÊM REAJUSTE ACIMA DO TETO FIXADO PELA ANS

//40% DOS PLANOS ‘FALSOS COLETIVOS’ TÊM REAJUSTE ACIMA DO TETO FIXADO PELA ANS
Levantamento com base em dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostra que planos de saúde empresariais com menos de 30 pessoas – os chamados “falsos coletivos” – já são quase 10% do mercado. Em 2016, essa modalidade atraiu 4,54 milhões de clientes no País. Reportagem do Estado de S.Paulo enfatiza que o fenômeno vem acompanhado do aumento do valor pago pelos usuários. De 520 empresas que oferecem a modalidade, 206 (40%) tiveram em 2016 reajuste acima do teto fixado pela ANS para planos individuais, o que atingiu mais de 3,5 milhões de clientes. A análise foi conduzida pelo professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Mário Scheffer. No levantamento, duas empresas apresentaram média de reajuste da mensalidade de 50,7%. Vistos inicialmente como alternativa para a drástica redução da oferta de planos individuais, os “falsos coletivos” oferecem frágil proteção a consumidores, na avaliação de especialistas. “A ANS, por nota, afirmou que a resolução em consulta pública para regulamentar o plano coletivo empresarial por empresário individual tem por objetivo dar mais segurança jurídica à relação e impedir a contratação de planos por pessoas que constituem empresas só para esse fim. Segundo a agência, a ideia é alinhar a regulação com a realidade econômico-social do País”, destaca o Estadão.
Subcomissão sobre Doenças Raras discutirá plano de trabalho
A Subcomissão Especial Sobre Doenças Raras discutirá o seu plano de trabalho na terça-feira (12). De acordo com o portal do Senado Federal, o colegiado, criado no âmbito da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), foi instalado em agosto com o objetivo de propor iniciativas para promoção e defesa dos direitos das pessoas com doenças raras e aprimorar a legislação especifica. O presidente da subcomissão é o senador Waldemir Moka (PMDB-MS), e o vice, Dalirio Beber (PSDB-SC). No Brasil, há cerca de 13 milhões de pessoas com doenças raras, que são caracterizadas como graves, crônicas e degenerativas. “Segundo Moka, existem de 6 a 8 mil tipos de doenças classificadas nessa categoria, entre as quais a distrofia muscular progressiva, a doença de Gaucher (distúrbio do metabolismo) e a doença de Huntington (causa movimentos involuntários). Até 75% dessas doenças afetam crianças e o diagnóstico costuma ser demorado e difícil, pela condição de raridade da moléstia. Em geral, os pacientes morrem antes de completar cinco anos. Há dificuldades de acesso a diagnóstico e tratamento, sobretudo pela indisponibilidade de remédios, normalmente importados e muito caros”, ressalta o texto.

Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência debaterá Distrofia Muscular de Duchenne

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, da Câmara dos Deputados, promoverá na quarta-feira (13) audiência pública para discutir a distrofia muscular de Duchenne (DMD). O debate foi proposto pelos deputados Mara Gabrilli (PSDB-SP) e Otávio Leite (PSDB-RJ). O portal da Câmara dos Deputados destaca que Gabrilli explicou que a DMD é uma doença genética de herança recessiva. “A doença acomete principalmente homens. São afetados um em cada três a quatro mil nascimentos. As mulheres com alterações do gene DMD normalmente são assintomáticas, mas pode haver manifestações clínicas de maior ou menor intensidade”, ressaltou Gabrilli. Foram convidados para discutir o assunto: a presidente da Associação Brasileira de Distrofia Muscular, Ana Lúcia Langer; o Presidente da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), Marco Fireman; o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa da Silva Júnior; e um representante do Ministério da Saúde. “A audiência pública será realizada no plenário 13, a partir das 15 horas”, diz a Câmara.

Seguridade Social discute projeto que regulamenta o exercício das profissões ligadas à radiologia

Conforme o portal da Câmara dos Deputados, a Comissão de Seguridade Social e Família, da Câmara dos Deputados, promoverá na terça-feira (12) audiência pública para discutir o projeto (PL 3661/12) que regulamenta o exercício das profissões de Técnico e Tecnólogo em Radiologia e de Bacharel em Ciências Radiológicas. Segundo a deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), que solicitou o debate, os profissionais dessa área “possuem atuação relevante nos serviços de saúde, principalmente na produção de exames radiológicos e são indispensáveis ao diagnóstico de patologias”. Foram os convidados para discutir o assunto: o presidente do Conselho Federal de Odontologia, Juliano Duvale; o presidente do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Manoel de Souza Rocha; um representante Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia; e um representante Ministério do Trabalho. “A audiência pública será realizada no plenário 7, a partir das 9h30”, afirma a publicação.

SAÚDE NA IMPRENSA
Câmara dos Deputados – Seguridade Social discute projeto que regulamenta o exercício das profissões ligadas à radiologia 

Senado Federal – CAE analisa projeto que destina recursos do pré-sal à saúde e à educação básica 

Câmara dos Deputados – Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência debaterá distrofia muscular de Duchenne 

Senado Federal – Subcomissão sobre Doenças Raras discutirá plano de trabalho 

Câmara dos Deputados – Comissão aprova isenção automática de PIS e Cofins para remédios novos 

Correio Braziliense – Cientistas dos EUA criam material elástico que pode ser usado em próteses 

Correio Braziliense – Novas pesquisas apontam declínio cognitivo em idosos 

Folha de S.Paulo – Julio Abramczyk – Os brasileiros e a longa proteção da vacina BCG contra a tuberculose 

Folha de S.Paulo – Brasileiro tomaria menos ‘refri’ se preço fosse salgado, aponta pesquisa 

Folha de S.Paulo – Marcelo Leite – Inteligência artificial tropeça no câncer ao estrear na medicina 

Folha de S.Paulo – Depoimento – ‘Não é possível saber quantos foram afetados pelo césio-137’ 

G1 – Fisioterapeuta fala sobre reabilitação perineal e orgasmo feminino 

G1 – Campanha nacional de estimulo à vacinação começa nesta segunda-feira 

O Globo – ‘Suicídio: precisamos falar sobre’ mapeia como tema é tratado nas redes 

O Globo – Cigarros eletrônicos que contêm nicotina podem aumentar risco de enfarte e AVC 

O Estado de S.Paulo – 40% dos planos ‘falsos coletivos’ têm reajuste acima do teto fixado pela ANS 

Valor Econômico – Cimed prevê superar R$ 1 bi em receita líquida neste ano 

Diário do Grande ABC – Pacientes com câncer temem perda de direitos 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.