RENOVABIO DEVE BAIXAR COMBUSTÍVEIS, DIZ MME

//RENOVABIO DEVE BAIXAR COMBUSTÍVEIS, DIZ MME
O Ministério de Minas e Energia (MME) avalia que o programa RenovaBio tem, se aprovado, 79% de chances de baixar os preços dos combustíveis em geral. O programa, propõe a criação de um mercado de certificados de descarbonização (os CBIOs) entre produtores de biocombustíveis e distribuidoras apesar das expectativas do setor privado e de segmentos dentro do próprio governo. O Valor Econômico destaca que um dos argumentos levantados por técnicos é um eventual impacto inflacionário sobre o preço final dos combustíveis na bomba. O estudo do MME leva em consideração quatro cenários de preços do petróleo no mercado internacional (de US$ 20 a US$ 80 o barril), diferentes níveis de eficiência econômica e diferentes metas de descarbonização. Em 79% dos cenários, os preços médios do etanol hidratado (que abastece diretamente os veículos) e os da gasolina, projetados para 2030, ficariam abaixo dos observados em 2016 e neste ano. O motivo para isso é o cenário de previsibilidade que o RenovaBio pode gerar para os investimentos dos produtores, afirmou Miguel Ivan Lacerda, diretor de biocombustíveis do MME, durante intervalo do Novacana Ethanol Conference, em São Paulo. “O impacto do RenovaBio sobre o mercado consumidor é tema de debate, até porque ainda está em discussão como precificar os certificados e como construir o índice de descarbonização”, diz Lacerda ao Valor.

Ruralistas pedem MP para prorrogar prazo de adesão ao “novo Funrural”

A bancada ruralista do Congresso intensificou a cobrança para que o governo publique, uma nova Medida Provisória prorrogando para 30 de dezembro o prazo final para adesão de produtores rurais e empresas ao “Refis” do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), que expira na próxima sexta-feira. De acordo com o Valor Econômico, a expectativa dos parlamentares é que o governo dê mais prazo para os produtores, que ainda nutrem incertezas em relação ao pagamento do Funrural. Essas incertezas cresceram principalmente depois de promulgada a Resolução do Senado 15/2017, fruto de um projeto da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), que suspendeu as cobranças retroativas da contribuição previdenciária. “Advogados já aconselham sindicatos rurais e entidades de classe do setor agropecuário a não recolher para o Fundo enquanto o imbróglio não for solucionado. Por enquanto, porém, o Palácio do Planalto não deu certeza de que irá assinar mais uma MP relacionada ao Funrural. E a Receita Federal alertou recentemente os produtores de que o prazo máximo para adesão no próximo dia 29, como parcelamento de dívidas que somam R$ 17 bilhões com o Funrural e ainda propondo uma alíquota menor para os pagamentos futuros dessa contribuição”, ressalta o texto.

Fundo investe até R$ 5 milhões em empresas que adotam tecnologia da Embrapa

Empresa privada e startup que adota tecnologia da Embrapa ou têm planos de expansão por meio de tecnologia gerada por ela, pode receber até R$ 5 milhões para expandir sua atividade. A chamada Pontes para Inovação, lançada pela Embrapa e pela empresa Cedro Capital, visa ampliar o uso de tecnologia no mercado. Conforme o portal do Mapa, o objetivo é aproximar investidores e empresas nascentes ou consolidadas que usem tecnologias inovadoras e com alto potencial de impacto e viabilizar oportunidades no setor, especialmente das chamadas agritechs, com foco em tecnologia digitai para aplicação na agropecuária. A Cedro Capital atua como gestora de recursos independente. Alessandro Machado, um dos sócios da empresa, explica que a empresa administra um fundo de investimento com objetivo de alocar capital em empreendimento alinhado com a vocação da Embrapa. “É uma iniciativa pioneira, que traz nova fonte de recursos para pesquisa e transferência de tecnologia, principalmente em um cenário de restrições orçamentárias. É a primeira experiência com fundo de investimento para apoiar parceiros da Embrapa, sobretudo aqueles que se encontram na fase mais difícil de adoção da tecnologia” explica Daniel Trento, coordenador da iniciativa pela Embrapa.

Cooperativas devem levar novas tecnologias para o campo

A tecnologia está cada vez mais presente no campo. Um dos problemas do agricultor é saber como tirar proveito das diversas ferramentas disponíveis. Softwares, drones, tablets e celulares, por exemplo, são usados na avaliação de solo e de planta. O colunista Mauro Zafalon da Folha de S.Paulo ressalta que para familiarizar o agricultor com essas novas tecnologias, a Frísia Cooperativa Agroindustrial, de Carambeí (PR), promoveu na cidade a primeira feira agrícola digital na última semana. “O produtor nem sempre tem conhecimento da tecnologia que vem sendo gerada. Daí o papel da cooperativa ser essencial nessa área”, diz Renato Greidanus, presidente da Frísia. Ele explica que a cooperativa visa principalmente ao pequeno e ao médio produtor, que têm dificuldades para adquirir novas tecnologias e assimilar a sua aplicação. Por isso, a cooperativa deve criar um sistema de integração capaz de selecionar o que é prático e o que é viável para cada um. “A Frísia quer levar a agricultura digital para toda a região onde atua. Já a Ocepar – sistema que coordena as cooperativas do Paraná – tem ambição ainda maior: levá-la para todo o Estado. Um censo feito pela Ocepar com 24 cooperativas agrícolas – 85% do total das associadas – revelou que, juntas, elas têm um orçamento anual de R$ 63 milhões destinados a investimento na área de tecnologia agrícola. O ganho poderá ser ainda maior com a chegada dos drones pulverizadores, uma tecnologia que a empresa já detém e que será utilizada em grande escala num prazo de até cinco anos”, destaca a coluna.

NA IMPRENSA

Mapa – Fundo investe até R$ 5 milhões em empresas que adotam tecnologia da Embrapa

Mapa – Maggi abre Semana Nacional da Carne Suína nesta terça em SP

Mapa – Brasil volta a vender carne bovina para a Argentina

MMA – Ministro visita sobrevivente de queda de avião

MMA – Ibama promove curso sobre crime ambiental

MMA – Começa conferência mundial sobre mercúrio

Embrapa – Equipe do Ministério da Agricultura visita laboratórios de proteção de plantas da Embrapa Amapá

Embrapa – Cadeia do pêssego articula novos mercados

Câmara dos Deputados – Audiência conjunta discute combate a doença contagiosa que atinge animais domésticos

Câmara dos Deputados – Seguridade debate efeitos dos agrotóxicos na saúde humana

Câmara dos Deputados – Fiscalização Financeira debate políticas públicas para a educação no campo

Senado Federal – Cobrança de bagagens em viagens áreas será debatida na quarta-feira

Câmara dos Deputados – Comissão de Agricultura debate cadeia produtiva de animais de estimação

Senado Federal – Pesquisa agropecuária é tema de audiência pública na terça-feira

Folha de S.Paulo – Meirelles diz haver ‘planos concretos’ de investidores para o Brasil

Folha de S.Paulo – Vaivém das Commodities – Cooperativas devem levar novas tecnologias para o campo

Valor Econômico – Chuva na Bahia afeta a terceira safra de feijão e oferta deve recuar

Valor Econômico – Ruralistas pedem MP para prorrogar prazo de adesão ao “novo Funrural”

Valor Econômico – França vai proibir totalmente uso do glifosato

Valor Econômico – UE discute cotas para Mercosul

Valor Econômico – RenovaBio deve baixar combustíveis, diz MME

Valor Econômico – Antes do ovo, vem a galinha

Valor Econômico – IFC empresta US$ 40 milhões à Cibra

Notícias Agrícolas – Na Argentina, plantar soja após o trigo é mais rentável

Notícias Agrícolas – Clima: Chuvas volumosas no Mato Grosso a partir do dia 3 de outubro, mostram mapas do Inmet

Notícias Agrícolas – Milho segue em Chicago sem fundamentos fortes para o mercado se posicionar fora da estabilidade

Notícias Agrícolas – Etanol: Volume negociado do hidratado sobe 12% em uma semana

Notícias Agrícolas – PIB de 2018 é visto com otimismo moderado por analistas

Notícias Agrícolas – Indústria de café do Brasil está apreensiva com restrição na oferta, diz Abic

Portal do Agronegócio – Mercados acionários da China fecham estáveis após 3 dias de perdas

Portal do Agronegócio – Preços do açúcar iniciam a semana em baixa, influenciados pela expectativa de chuva

Portal do Agronegócio – FAO prevê produção recorde de cereais no mundo em 2017

Portal do Agronegócio – Consumo de suco de laranja nos EUA registra nova queda

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.