PROJETO QUER PROIBIR IBAMA DE DESTRUIR BENS APREENDIDOS 

//PROJETO QUER PROIBIR IBAMA DE DESTRUIR BENS APREENDIDOS 
Um projeto de lei do deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT) quer proibir a destruição de equipamentos e veículos apreendidos durante fiscalização ambiental. Conforme o jornal Folha de S.Paulo, para o Ibama, a proposta beneficia o crime organizado ao anular a principal arma contra madeireiros e garimpeiros em áreas protegidas da Amazônia. Apresentada no início deste mês, a proposta modifica a Lei de Crimes Ambientais, acrescentando um prazo de 90 dias antes da destruição de bens apreendidos. Nesse período, órgãos públicos e entidades beneficentes poderão solicitar a doação desses bens. “Queimar não vai resolver nada. Não é cocaína. É um prejuízo enorme para o país. Tem de apreender, repreender, mas não incendiar, isso é um pouco ultrapassado”, afirma Leitão, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Para o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano Evaristo, o projeto de lei dificultaria o combate ao crime ambiental nas áreas remotas da Amazônia, onde o transporte de uma retroescavadeira ou de uma balsa leva várias semanas até a cidade mais próxima. “O custo de remoção seria de tal monta que se tornaria inviável combater o desmatamento na Amazônia”, prevê. A Folha destaca ainda que segundo o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, até hoje o Ibama não sofreu nenhuma ação judicial por parte de donos de equipamentos destruídos.

Drones são reforço na aviação agrícola contra o bicudo do algodoeiro

A batalha contra o bicudo do algodoeiro, desde o século 18, mobiliza produtores, cientistas e empresas diversas da cadeia produtiva da fibra. Novidades surgem no cenário e tornam o controle aéreo mais efetivo e acessível, como os drones, usados na pulverização de defensivos. O portal da Associação brasileira dos produtores de algodão (Abrapa) destaca que o tema figurou no minicurso Tecnologias de aplicação para melhorar a eficiência no controle de pragas, realizado na terça-feira (29), no primeiro dia de programação do 11°Congresso Brasileiro do Algodão (11°CBA), com participação do pesquisador da Campear Agricultura/Biomonte Pesquisa, Rodrigo Franco Dias, de Marcelo Rodrigues Caires, da Associação Sul Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul), e coordenação de Marcos Vilela, do Centro Brasileiro de Bioaeronáutica. “Segundo Marcos Vilela, o drone chega na produção com toda força. Para os especialistas, o bicudo não admite falhas. Marcos Vilela considera que, com as tecnologias de Ultra Baixo Volume (UBV), de Baixo Volume Oleoso (BVO) mais o drone, os custos de controle e combate podem baixar. Sobre as aplicações chamadas cirúrgicas, aplicadas em áreas pontuais, ele é taxativo. Marcelo Rodrigues Caires, da Ampasul, em sua palestra abordou as tecnologias e a qualidade de operação, o que inclui a observação de uma série de fatores, que vão desde os climáticos, e relativos aos ventos, bem como o momento certo de aplicação, calibragem dos equipamentos, dentre outros”, afirma a publicação.

Mapa moderniza sistema de inspeção veterinária

Em entrevista a jornalistas estrangeiros, na segunda-feira (28), em São Paulo, o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) adiantou inovações que estão sendo implantadas no sistema de inspeção veterinária do país. De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do ministério, Luis Rangel, de março para cá, cerca de 600 plantas, de 5 mil autorizadas pelo governo federal, e que são as que realizam abates, passaram por processo rigoroso de fiscalização. Além disso, o Mapa em seu portal afirma estar ampliando seu quadro de profissionais da área com novas contratações. Luis Rangel disse que o governo está incorporando práticas de controle já testadas nos Estados Unidos e na União Europeia para aumentar a segurança e a confiança nos produtos brasileiros. “Nos Estados Unidos, o modelo é o de análise de riscos. Nesse caso, trata-se de avaliações à exposição a agentes patogênicos, adoção de medidas de manejo e comunicação permanente entre todos envolvidos no processo de produção. E o modelo europeu prevê reposicionamento do quadro que trata de inspeção e a inclusão de figuras complementares, como agentes oficiais. O secretário destacou tratar-se de procedimentos híbridos e mais sofisticados, que estarão vigorando até o fim de 2017, possibilitando o seu conhecimento a novas missões estrangeiras que venham ao país e também para apresentação ao mundo por meio de roadshow”, diz o texto.

Safra de grãos deverá ser 10% menor no Rio Grande do Sul

A próxima safra de grãos deverá ser 10% menor no Rio Grande do Sulem relação ao ano de 2016, se as projeções atuais forem mantidas. Reportagem do jornal Zero Hora enfatiza que conforme levantamento da Emater, divulgado na terça-feira durante a 40ª edição da Expointer, o Estado deverá colher 29,94 milhões de toneladas, contra 33,3 milhões no ciclo anterior. Além da redução do volume a ser colhido, a previsão é de uma diminuição de 15% no faturamento da próxima safra. A renda bruta da colheita de verão será de aproximadamente R$ 25,27 bilhões, se os preços atuais se mantiverem. A redução é decorrente da baixa de preço dos principais produtos agrícolas. “A maior queda de produção na próxima safra deverá ser na cultura do milho, de 23%, por conta de uma redução estimada de 11,6% na área plantada. O milho voltou a cair a soja voltou a avançar. A projeção para a soja, principal cultura agrícola do Estado, é de aumento de 3,16% na área plantada, chegando a 5,7 milhões de hectares. Para o arroz, a estimativa é de redução de 0,33% na área cultivada, ressalta parte da reportagem.​

NA IMPRENSA

Mapa – Crédito para cooperativas com recursos obrigatórios passa a R$ 800 milhões

Mapa – Mapa moderniza sistema de inspeção veterinária

Mapa – Maggi: Brasil pode ampliar ainda mais a participação no mercado mundial de aves e suínos

Mapa – Novacki participa do XI Congresso de Municípios do Noroeste Paulista nesta quarta-feira (30)

MMA – Inpe apresenta dados de desmatamento

MMA – Aberta seleção para projetos de pesquisa

MMA – Brasil avança nas metas para o clima

Abrapa – Controle biológico de pragas mostra eficácia e reduz gastos com defensivos na lavoura do algodão

Abrapa – Manejo integrado minimiza impactos dos nematoides sobre cultura do algodão

Abrapa – Novas variedades de algodão são apresentadas no 11º CBA

Abrapa – Novas práticas são estratégicas para combater problemas fitossanitários

Abrapa – Drones são reforço na aviação agrícola contra o bicudo do algodoeiro

Embrapa – Embrapa Pesca e Aquicultura lança livro sobre criação de pirarucu

Ibama – Ibama doa 10 mil m³ de madeira apreendida para aldeias indígenas em MT

Sac – Inscrições abertas para o curso de formação de fiscais de pátios e pistas

Câmara dos Deputados – Subcomissão do Desenvolvimento Sustentável será instalada nesta tarde

Câmara dos Deputados – Governo e Anvisa atribuem contaminação por agrotóxicos a uso inadequado do produto

Câmara dos Deputados – Cadastro Ambiental Rural favorece combate ao desmatamento, diz diretor do Ibama

Folha de S.Paulo – Governo vai publicar MP estendendo prazo de adesão ao Refis

Folha de S.Paulo – Deputado quer proibir Ibama de destruir bens apreendidos

Folha de S.Paulo – Países devem receber para preservar suas florestas, diz diretor da ONU

Folha de S.Paulo – Confira a programação do fórum sobre agronegócio sustentável

O Estado de S.Paulo – Em vídeo, Temer cita ‘gente que quer semear a desordem nas instituições’

Valor Econômico – CVM decide permitir voto dos Batista em assembleia da JBS

Valor Econômico – Commodities Agrícolas

Valor Econômico – Consumo global de suco continua em queda

Valor Econômico – Ourofino Agrociência investe para dobrar de tamanho até 2021

Valor Econômico – BrasilAgro lucrou R$ 21,1 milhões no 4º tri

Zero Hora – Safra de grãos deverá ser 10% menor no Rio Grande do Sul

Zero Hora – Mahindra anuncia nova fábrica e expansão da rede de concessionárias

Zero Hora – Cultivo de olivas ganha espaço nas fazendas gaúchas

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.