PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO QUER MUDANÇAS NA COMPRA DE MEDICAMENTOS A DOENÇAS RARAS

//PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO QUER MUDANÇAS NA COMPRA DE MEDICAMENTOS A DOENÇAS RARAS
A presidente da Comissão de Assuntos Sociais, senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), informou que recorrerá à Procuradoria-Geral da República buscando modificações no processo de aquisição de medicamentos para doenças raras. O anúncio foi feito em entrevista de balanço sobre as atividades do colegiado em 2017, concedida à TV Senado. Essa será, junto com outras ações na área da saúde, uma das prioridades da comissão em 2018, segundo a senadora. A última reunião do colegiado foi com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, quando o tema mais tratado foi o desabastecimento de medicamentos voltados ao tratamento de diversas doenças raras. Para Marta, ficou claro que o processo de aquisição desses medicamentos pelo Ministério da Saúde precisará ser alterado. O Senado Notícias frisa que, ao fazer o balanço da CAS, a senadora apontou que parte do problema está na forma de agir dos laboratórios donos das patentes, que não regularizam as drogas na Anvisa, pois a aquisição importada permite margens de lucro bem maiores.

Agência Nacional de Saúde Suplementar repassa valor recorde ao SUS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar repassou em 2017 valor recorde ao Sistema Único de Saúde. A informação é apresentada na quarta edição do Boletim Informativo, que mostra os principais dados sobre o ressarcimento obrigatório feito pelas operadoras de planos de saúde ao SUS, lançados em outubro. Este ano, o valor arrecadado foi de R$ 458,81 milhões. É o que informa a ANS em seu portal. Até o fim do ano, a agência espera que o valor de ressarcimento ultrapasse a marca dos R$ 500 milhões. Os valores arrecadados são integralmente repassados ao Fundo Nacional de Saúde, que. Houve um aumento na quantidade de procedimentos notificados, através do número de Avisos de Beneficiários Identificados lançados pela ANS. “O ressarcimento ao SUS é um importante instrumento regulatório e compreende as atividades de controle do mercado setorial e de proteção dos consumidores de planos de saúde, impedindo a prática de condutas abusivas das operadoras ao zelar pelo cumprimento dos seus contratos”, enfatiza parte do texto.

Esclarecimentos do INCA sobre decreto legislativo que altera financiamento das mamografias no SUS

Diante da promulgação do Decreto Legislativo n° 177 de 2017, que susta o Artigo 1º e o parágrafo único do Artigo 2º da Portaria nº 1.253, de 12 de novembro de 2013, do Ministério da Saúde, referentes ao financiamento das mamografias de rastreamento, o INCA faz esclarecimentos: Na mamografia, há duas possíveis fontes de financiamento: • Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC): recursos que financiam procedimentos e políticas considerados estratégicos e novos procedimentos incorporados ao SUS. • Bloco da Atenção de Média e Alta Complexidade (MAC): recursos para o financiamento de procedimentos de média e alta complexidades que são transferidos mensalmente do Fundo Nacional de Saúde para estados e municípios de acordo com as necessidades locais. Conforme o portal do INCA, a Portaria 1.253 do Ministério da Saúde não impediu o financiamento da mamografia para mulheres com menos de 50 anos; apenas alterou a forma de financiamento do procedimento com base nas Diretrizes Brasileiras para o Rastreamento do Câncer de Mama, atualizadas em 2015.

Iêmen tem 1 milhão de pessoas com suspeita de cólera, diz Cruz Vermelha

Os casos de suspeita de cólera no Lêmen, chegaram a um milhão, de acordo com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha. De acordo com o site do G1, mais de 80% dos habitantes enfrentam escassez de serviços básicos de saúde. “Isso amplifica o sofrimento de uma nação imersa em uma guerra brutal”, postou o perfil da instituição no Twitter. Transmitida por uma bactéria, a infecção é altamente contagiosa e pode matar em menos de 24 horas, segundo a BBC. “A doença causa diarreia, vômitos, dores abdominais e perda de grande quantidade de líquido. Apesar disso, o tratamento é simples: baseia-se, na maioria dos casos, em terapia de reidratação oral. A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que o Iêmen sofre a pior crise humanitária do mundo”, destaca a publicação.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – SVS, DF e Goiás formam profissionais no EpiSUS Fundamental

Ministério da Saúde – Saúde destina R$ 135,2 milhões para reforçar a assistência no Espírito Santo

ANS – ANS repassa valor recorde ao SUS em 2017

Anvisa – Operação Curto-Circuito encontra mais irregularidades

Anvisa – Chás irregulares são vetados pela Anvisa

Anvisa – Oito saneantes proibidos ou suspensos

Fiocruz – Projeto Eliminar a Dengue inicia nova fase de monitoramento de mosquitos

Fiocruz – CPA inicia ciclo de visitas às unidades técnico-científicas da Fiocruz

Inca – Esclarecimentos do INCA sobre decreto legislativo que altera financiamento das mamografias no SUS

Câmara dos Deputados – Proposta determina que produtos dietéticos tenham gôndola exclusiva

Senado Federal – Comissão de Assuntos Sociais prioriza saúde pública em 2017

Correio Braziliense – Operadoras de planos de saúde repassaram R$ 459 mi ao SUS até outubro

Correio Braziliense – Pesquisadores fazem bloqueio genético para a surdez

Folha de S.Paulo – Moraes erra dados ao defender celibato de gays para doação de sangue

G1 – Americana tem bebê gerado de embrião congelado há 24 anos

G1 – Bares e restaurantes de SP podem ser obrigados a informar calorias em cardápios

G1 – Iêmen tem 1 milhão de pessoas com suspeita de cólera, diz Cruz Vermelha

O Estado de S.Paulo – Sobe para 10 o número de mortes de macacos por febre amarela na capital

O Estado de S.Paulo – Prefeitura de SP inicia vacinação contra febre amarela na zona sul

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.