PARA ECONOMISTA, PAÍSES COM VOCAÇÃO RURAL PODERÃO TER BOAS OPORTUNIDADES NA GESTÃO TRUMP

//PARA ECONOMISTA, PAÍSES COM VOCAÇÃO RURAL PODERÃO TER BOAS OPORTUNIDADES NA GESTÃO TRUMP

A eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos pode favorecer os países com vocação agropecuária, em função da pressão que a vitória do empresário tem exercido sobre o câmbio. A afirmação foi feita por Bluford Putnam, economista-chefe da Bolsa de Chicago (CME Group), em apresentação no Summit Agronegócio Brasil 2016, realizado pelo jornal O Estado de S.Paulo, na segunda-feira (21), em parceria com a Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (Faesp). “Segundo Putnam, a economia mundial e as relações internacionais de comércio serão alteradas e o efeito Trump deve reforçar a valorização do dólar. Para o economista, os EUA estão saindo um pouco da sua posição de líder mundial e o mundo começa uma fase diferente na política. Segundo ele, o Fed, banco central dos Estados Unidos, deve elevar os juros em dezembro, como já foi sinalizado e, poderá manter um aumento gradual em 2017. Além disso, para ele, os EUA devem ter um déficit de orçamento que deverá ser alvo de debates no próximo ano, o que pode fazer com que algumas promessas de Trump – como investimentos em infraestrutura e corte nos impostos – não se concretizem totalmente”, destaca a publicação.

Centro tecnológico de controle biológico

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a subsidiária brasileira da multinacional holandesa Koppert assinaram na semana passada um Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica que, na prática, deverá resultar na criação do primeiro centro tecnológico de controle biológico do país. Reportagem desta terça-feira (22) do Valor Econômico destaca que o Diário Oficial de São Paulo publicou, na sexta-feira (18), informações sobre o convênio, que terá vigência de 120 meses e prevê o desembolso de R$ 2 milhões por ano, divididos em partes iguais. “E, até 18 de dezembro, a Fapesp receberá propostas de eventuais interessados em participar do projeto de forma a elevar o valor total do investimento a R$ 40 milhões na próxima década. De acordo com Gustavo Herrmann, que preside a Koppert no país, a expectativa é que esses “eventuais interessados” sejam universidades com excelência em pesquisas agrícolas. Assim, boa parte dos R$ 20 milhões adicionais previstos poderão vir na forma de utilização de instalações existentes e remuneração de pesquisadores envolvidos”, diz a publicação.

Preço da gasolina custou R$ 40 bi a usinas de etanol

Na Folha de S.Paulo desta terça-feira (22), a coluna Vaivém das Commodities afirma que a política de controle da inflação do governo da ex-presidente Dilma Rousseff, com o represamento do preço da gasolina, gerou perdas de cerca de R$ 40 bilhões para os produtores de etanol de 2011 a 2014. Muitos, agora, se movimentam para obter um ressarcimento do governo por essas perdas. A defasagem do preço médio da gasolina foi de 17% na refinaria nesse período. Isso gerou uma perda, em valores atualizados, de R$ 0,20 a R$ 0,30 por litro de etanol no período analisado, segundo a MacroSector Consultores. O represamento foi nos preços da gasolina, mas os valores do álcool estão basicamente atrelados aos desse combustível. Quando o preço do etanol supera o percentual de 70% do da gasolina, o derivado de cana passa a ser menos competitivo do que o do combustível fóssil. O descasamento entre remuneração e custos levou muitas usinas a paralisar as atividades. “Atualmente, pelo menos 80 unidades estão com as atividades paradas ou em recuperação judicial, enquanto o endividamento do setor é estimado de R$ 80 bilhões a R$ 90 bilhões”, afirma a coluna

NA IMPRENSA

Canal Rural – Esforços para preservar meio ambiente foram reconhecidos na COP22, diz Maggi – http://ow.ly/rgHC306qgxq

Expressão MS – MS registrou 562 tentativas de suicídio com uso de agrotóxicos – http://ow.ly/bJhr306qgHd

O Estado de S.Paulo – Economista diz que países com vocação rural devem se sair bem pós Trump – http://ow.ly/VtwX306qigQ

Folha de S.Paulo – Mercado Aberto – Desembolso do BNDES para setor agrícola sobe 11% no ano – http://ow.ly/GwYZ306qeZb

Folha de S.Paulo – Vaivém das Commodities – Congelar preço da gasolina no governo Dilma custou R$ 40 bi a usinas – http://ow.ly/fE1r306qfdv

Zero Hora – Campo Aberto – Pesquisa agropecuária pode perder autonomia – http://ow.ly/WTVm306qrUQ

Valor Econômico – Aumenta a importação de etanol dos Estados Unidos – http://ow.ly/zsvX306qtjA

Valor Econômico – Fapesp e Koppert fomentam centro de controle biológico – http://ow.ly/qHJl306qtXn

Valor Econômico – Cooperativas compram mais milho no exterior – http://ow.ly/IOb6306qu2x

Valor Econômico – Novo comando na Tyson Foods – http://ow.ly/DXIH306quRe

Valor Econômico – Commodities Agrícolas – http://ow.ly/FCGL306qtvr

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.