MINISTÉRIO DA SAÚDE LANÇA PROGRAMA DE CUIDADOS FARMACÊUTICOS

//MINISTÉRIO DA SAÚDE LANÇA PROGRAMA DE CUIDADOS FARMACÊUTICOS
Para melhorar o acesso e o uso dos medicamentos ofertados no Sistema Único de Saúde, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou durante a 466ª Reunião Plenária do Conselho Federal de Farmácia, em Brasília, a criação do Programa Cuidados Farmacêuticos. É o que informa o portal da Saúde. O projeto, com início em São Paulo, Bahia e Distrito Federal, beneficiará pacientes portadores de hepatite e artrite reumatoide com orientações e acompanhamento sobre uso racional de medicamentos. Até o final do ano, mais sete estados devem ser inseridos no projeto. “Outra novidade é a inclusão do código de identificação para farmacêuticos nos sistemas de atendimentos do SUS. A partir de fevereiro, será possível identificar se o paciente atendido recebeu orientações de farmacêuticos ou de outros profissionais durante o atendimento. Hoje, não existe uma base de dados que identifique em quais funções esses profissionais estão atuando. A Classificação Brasileira de Ocupações possibilitará saber quais procedimentos são feitos pelos farmacêuticos nos serviços de saúde”, enfatiza o texto.

Decisões judiciais contra planos de saúde cresceram 329% em 7 anos

Segundo o site Panorama Farmacêutico, de acordo com o Observatório da Judicialização da Saúde Suplementar, da USP, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo julgou o total de 30.117 ações contra planos de saúde em 2017. Desse total, 18.039 foram ações em primeira instância e 12.078 em segunda instância. Isso corresponde a 119,5 decisões por dia, levando em conta os 252 dias úteis no ano. O volume de decisões é o maior já registrado na história. Em 2011 foram julgadas 7.019 ações, ou seja, um crescimento de 329% em sete anos. “De acordo com o levantamento, a cidade de São Paulo concentra mais da metade dos processos envolvendo planos de saúde em todo o Estado”, frisa o texto.

Ação contra febre amarela começa com equipes limitadas e alta procura

As longas filas em postos de saúde continuarão sendo vistas nesta quinta-feira (25), quando tem início a campanha emergencial de vacinação fracionada contra a febre amarela no Sudeste, admite o presidente do Conasems. “Teremos fila porque nossas equipes são limitadas. A Folha de S.Paulo ressalta que cada unidade básica de saúde trabalhará na sua capacidade máxima”, disse. Moradores do Estado de São Paulo e municípios do Rio de Janeiro receberão a dose fracionada. Para Antonio Nardi, secretário-executivo do ministério, o momento não é para pânico. Para o ministro da Saúde Ricardo Barros, não faltará vacina. “São 2,2 milhões de doses extras por mês desde novembro. Todos serão vacinados”, afirma Barros à reportagem.

OMS vem ao Brasil para acompanhar fracionamento da vacina contra febre amarela

Técnicos da Organização Mundial da Saúde chegarão ao Brasil na próxima semana para acompanhar o fracionamento da vacina contra a febre amarela. O jornal Zero Hora enfatiza que, de acordo com a pasta, os agentes internacionais desembarcarão em São Paulo e acompanharão no próprio Estado o fracionamento da vacina. O objetivo da campanha, segundo o Ministério, é evitar a expansão do vírus para áreas próximas de onde há circulação atualmente. “A adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva e recomendada pela OMS quando há aumento de epizootias e casos de febre amarela silvestre de forma intensa, com risco de expansão da doença em cidades com elevado índice populacional”, informou a pasta.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – DEGERTS realiza oficina de formação, avaliação e planejamento

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde lança Programa de Cuidados Farmacêuticos

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde alinha estratégia de campanha para a febre amarela

Ministério da Saúde – Ministro da Saúde inaugura linha final de produção de vacina contra febre amarela

Anvisa – Contribua para CPs sobre dois temas da Farmacopeia

Fiocruz – COC divulga edital para mestrado em divulgação científica

Fiocruz – Febre amarela: pesquisadores da Fiocruz esclarecem dúvidas pelo Facebook

Alesp – Fim da taxa de exame toxicológico para motoristas profissionais desempregados

Folha de S.Paulo – Ação contra febre amarela começa com equipes limitadas e alta procura

Folha de S.Paulo – Lente de contato inteligente monitora glicose em diabéticos

G1 – Araras: processos em busca de medicamentos de alto custo crescem 185%

O Globo – Um cigarro por dia traz riscos ao coração, diz estudo

O Estado de S.Paulo – Zoológico de Guarulhos é fechado após macaco ser infectado por febre amarela

O Estado de S.Paulo – Sobe para 23 o número de casos de febre amarela no Rio

O Estado de S.Paulo – Febre amarela faz posto abrir nesta quinta-feira às 6h

Panorama Farmacêutico – Decisões judiciais contra planos de saúde cresceu 329% em 7 anos

Mil Notícias – Secretária de Saúde explica em vídeo possível falta de remédios

Gazeta do Povo – Transplantes de fígado podem salvar vítimas de febre amarela

Gazeta SP – Ministério da Saúde reconhece farmacêuticos como profissionais da saúde

Bem Paraná – Programa compara preços de remédios e ajuda na economia

Porto Alegre 24 Horas – O papilomavírus humano está presente em 99,7% dos casos de câncer de colo do útero, um dos tumores mais comum na mulher brasileira

Portal Flagrante – Síndrome de Treacher Collins: conheça a doença rara que inspirou o filme “Extraordinário”

Zero Hora – OMS vem ao Brasil para acompanhar fracionamento da vacina contra febre amarela

Zero Hora – Farmácia de Medicamentos Especiais tem atendimento suspenso nesta quarta-feira

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.