LEI SANCIONADA PRORROGA PRAZO PARA ADESÃO AO REFIS RURAL

//LEI SANCIONADA PRORROGA PRAZO PARA ADESÃO AO REFIS RURAL

Foi sancionada e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (1º) a Lei 13.630/2018, que prorroga de 28 de fevereiro para 30 de abril o prazo final de adesão ao Programa de Regularização Tributária Rural, também chamado de Refis Rural. Segundo a Agência Senado, a lei tem origem na medida provisória 803/2017, aprovada nessa quarta-feira (28) pela Câmara dos Deputados e depois pelo Senado Federal. Os produtores alegavam que o prazo dado na lei do Refis era curto para reunir toda a documentação necessária à renegociação dos débitos tributários. “A relatora destacou ainda que a regulamentação do Programa só foi divulgada no final de janeiro pela Receita Federal, o que reduziu ainda mais o tempo para aderir ao programa. Daí, a necessidade de prorrogação do prazo”, frisa a notícia.

Controle de pragas na agropecuária será tema de audiência pública na terça

O controle de pragas na agricultura e pecuária é o tema de audiência pública interativa que a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária promove na terça-feira (6), com início às 11h na sala 7 da Ala Alexandre Costa. Conforme a Agência Senado, a iniciativa é do senador Ivo Cassol (PP-RO), ele aponta a relevância do controle de pragas na agricultura e na pecuária diante das exigências dos mercados nacional e internacional. “O Senador argumenta que os debates sobre as técnicas de prevenção e o controle de pragas contribuem para identificar as demandas fitossanitárias de culturas como soja, milho, algodão e cana-de-açúcar, de florestas plantadas e da zoofitossanidade na pecuária”, ressalta o texto.

Agronegócio foi perfeito em 2017 e vai ajudar neste ano

A evolução da agropecuária ajudou o país a sair do quadro recessivo que registrava até 2016. A agropecuária adicionou R$ 299 bilhões na economia em 2017 e o PIB do setor teve evolução de 13%. É o que informa a Folha de S.Paulo. Se 2017 já foi bom, 2018 pode repetir a dose, com a agropecuária voltando a dar boa contribuição para o PIB. “A produção de grãos pode ficar acima do que as estimativas iniciais indicavam, à exceção da do milho, que recua. Parte das consultorias especializadas no mercado agrícola aponta novo aumento na produção de soja e de algodão. Além disso, o café se recupera e deve registrar safra recorde. O trigo, que teve intensa queda na safra do ano passado, pode dar a volta por cima neste ano e retornar ao patamar normal de produção”, destaca a publicação.

Produtor diz que momento é de estabilidade no campo graças à soja
O produtor rural Hiroyuki Oi, do interior de São Paulo, acredita que o Brasil está vivendo um novo ciclo econômico graças à soja. De acordo com o Estadão, devido a dedicação de produtores como Hiroyuki, a agropecuária brasileira cresceu 13% em 2017 ante 2016 e garantiu o crescimento de 1% no PIB nacional no ano passado, segundo o IBGE. Sustentado principalmente pelo milho e pela soja, conforme o IBGE, o PIB da agropecuária obteve, em 2017, o melhor resultado da série histórica iniciada em 1996. Agricultor há 27 anos, vocação herdada do pai, Hiroyuki acredita que a atividade vive um bom momento. “Segundo ele, a agricultura está sendo alavancada pelas cooperativas, empresas de insumos e instituições de pesquisa”, diz a reportagem.

NA IMPRENSA
Zero Hora – Gisele Loeblein – Expodireto deverá gerar de 800 a mil vagas
Zero Hora – Gisele Loeblein – Número de propriedades rurais diminui no RS

 

____________________________________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.