CRESCEM VENDAS DE MÁQUINAS POR MEIO DE LEILÕES ONLINE

//CRESCEM VENDAS DE MÁQUINAS POR MEIO DE LEILÕES ONLINE
Hoje, com o avanço da tecnologia, os leilões de máquinas agrícolas são feitas quase que exclusivamente pelas telas de computadores, smartphones e tablets. Conforme o Valor Econômico, a Superbid, um dos maiores portais de leilões da América Latina, avalia que as vendas de máquinas pesadas e agrícolas por meio de leilão online cresceram 32% de 2013 a 2016. Segundo a empresa, a participação via internet representa 99,9% das arrematações. Os bens ficam nas próprias companhias que estão vendendo e os interessados agendam visita com antecedência. Os clientes são as empresas que querem renovar maquinário e os vende por meio de leilões, conseguindo valor acima do que na venda direta para concessionárias. No total são 110 usinas atendidas pela empresa. O portal atende atualmente 25 empresas de originação de grãos. “Afora a crise, a praticidade é outro fator que contribui para o aumento de leilões de máquinas usadas. O produto fica em exposição por cerca de 15 dias e, na Superbid, o volume de visitas de um lote de trator gira em torno de 2,5 mil”, diz a notícia.

Emenda que altera projeto sobre plantio de cana na Amazônia é aprovada pela CRA

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) decidiu a favor da emenda em Plenário apresentada pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF) ao PLS 626/2011. O Senado Federal destaca que o projeto permite o cultivo de cana-de-açúcar em áreas degradadas da Amazônia Legal. A emenda em Plenário será segue para análise da CDR e pela CMA. Na fase de debates, o autor do PLS 626/2011, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), rebateu críticas da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única) e disse que a entidade tem razões econômicas e não ambientais para ser contra a proposta. Flexa Ribeiro disse ainda que “ninguém quer derrubar floresta” e afirmou que o projeto permite a cana somente em áreas antropizadas, ou seja, alteradas pela ação humana. O PLS 626/2011 já havia sido aprovado pelas comissões de Agricultura (CRA), Desenvolvimento Regional (CDR) e de Meio Ambiente (CMA). Foi ao Plenário por força de recurso e lá recebeu a emenda de Cristovam Buarque. Ainda no Plenário, foi aprovado pedido para que o texto fosse examinado também pelas comissões de Ciência e Tecnologia (CCT) e Assuntos Econômicos (CAE). A emenda em Plenário segue para a CDR e a CMA.

Comissão aprova regras de distribuição de recursos para defesa agropecuária

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou o projeto de lei que disciplina a distribuição de recursos da União para a defesa agropecuária. A proposta (PLS 379/2016) estabelece percentuais para os repasses a estados e municípios para ações de inspeção e controle da saúde dos animais e vegetais. De acordo com o Senado Federal, o autor, senador Roberto Muniz (PP-BA), afirma que o objetivo é garantir o desenvolvimento de uma agropecuária competitiva, com a possibilidade de planejamento e gestão financeira do setor, cujas atividades estão diretamente ligadas à qualidade dos produtos que chegam à mesa dos brasileiros. O projeto prevê a prestação de contas como medida de controle e transparência. Há ainda a definição da contrapartida dos entes favorecidos, levando-se em conta sua capacidade financeira ou se sua localização está na abrangência das superintendências de desenvolvimento regionais ou na faixa de fronteira. “A distribuição dos recursos deverá levar em consideração metas e parâmetros relativos à realidade de cada estado e município, incluindo fatores como área plantada, extensão de fronteiras internacionais, imóveis rurais cadastrados, rebanhos registrados, população rural e participação de pessoal ocupado na agricultura familiar”, afirma a publicação.

Assembleia debaterá incorporação de Minerva Alimentos por Minerva S.A.

A Minerva Foods informou, em documento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sua proposta para discussão e votação em assembleia geral extraordinária, no dia 20 de outubro de 2017. É o que informa o Valor Econômico. Entre os assuntos para deliberação estão a aprovação do “Instrumento Particular de Protocolo e Justificação de Incorporação da Minerva Indústria e Comércio de Alimentos S.A. pela Minerva S.A.” A assembleia vai deliberar ainda sobre a ratificação da nomeação e contratação da Verdus Auditores Independentes, para a elaboração do laudo de avaliação contábil do patrimônio líquido da incorporada; sobre a aprovação do laudo de avaliação contábil; e sobre a incorporação da Minerva Alimentos pela companhia, e sua consequente extinção. “De acordo com o documento enviado pela Minerva à CVM, a administração acredita que “a efetivação da incorporação trará consideráveis benefícios à companhia, de ordem administrativa, econômica e financeira”. A Minerva informa no documento que como a incorporação será realizada sem aumento de capital social da companhia, este continuará a ser de R$ 134.751.823,37 dividido em 229.860.259 ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal, distribuídas entre os acionistas da empresa”, enfatiza a reportagem.

NA IMPRENSA

Mapa – Mapa participa da Semana de Floresta e Diálogos em Arinos (MG)

Mapa – Preço das hortaliças caem nas Centrais de Abastecimento

Mapa – Vigiagro encontra cobras e lagartos em roupas e sapatos de passageiro

MMA – Ministério apoia Iniciativa Big 2050

MMA – SC sedia congresso sobre educação ambiental

MMA – Força-tarefa combaterá incêndios no TO

Embrapa – Pesquisa da Embrapa em parceria com EUA, Inglaterra e África do Sul recebe prêmio internacional

Embrapa – Rio Branco recebe evento internacional sobre bambu

Ibama – Ibama suspende atividades de 12 serrarias em Novo Progresso e Altamira (PA)

Senado Federal – Comissão aprova regras de distribuição de recursos para defesa agropecuária

Senado Federal – Emenda que altera projeto sobre plantio de cana na Amazônia é aprovada pela CRA

Câmara dos Deputados – Comissão aprova exigência de horta em escola do ensino básico

Folha de S.Paulo – Selo pode levar até 2 anos, dizem produtores de alimento artesanal

Folha de S.Paulo – Infraero busca alternativas para sobreviver sem Congonhas

O Estado de S.Paulo – Fazenda cobra R$ 30 de quem quer passar o dia inteiro colhendo jabuticaba

Valor Econômico – Dona da Unialco tem prejuízo de R$ 19 milhões

Valor Econômico – Falta de demanda limita crescimento do mercado de soja sustentável

Valor Econômico – Assembleia debaterá incorporação de Minerva Alimentos por Minerva S.A.

Valor Econômico – CerradinhoBio busca diversificar matérias-primas para etanol

Valor Econômico – Bayer CropScience vê recuperação no Brasil

Valor Econômico – Para empresa, inovações podem ‘revolucionar’ produção e lucratividade

Valor Econômico – Mercado reage mal e ações caem

Valor Econômico – Usina da Unialco sai de prejuízo para lucro de R$ 647,3 milhões

Valor Econômico – Nova região produtora no norte de MG

Valor Econômico – ‘Vermelhão’ ameaça morango em polo do interior paulista

Valor Econômico – Crescem vendas de máquinas por meio de leilões online

Portal do Agronegócio – Citricultura em expansão no oeste catarinense

Portal do Agronegócio – Café: Produtores contestam previsão do IBGE

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.