BRASIL TERÁ PRIMEIRO CENTRO DE TREINAMENTO EM RADIOTERAPIA

//BRASIL TERÁ PRIMEIRO CENTRO DE TREINAMENTO EM RADIOTERAPIA
Entrou em funcionamento, na segunda-feira (20), o primeiro centro de treinamento de radioterapia do Brasil. A unidade de capacitação faz parte do Acordo de Compensação Tecnológica (ACT) entre a empresa e o Ministério da Saúde. Com a parceria, será produzido no Brasil aceleradores lineares, equipamentos mais modernos no tratamento do câncer e ampliação ao tratamento da doença. Instalado em Jundiaí (SP) na fábrica da Varian Medical, a unidade poderá capacitar 1.500 pessoas ao ano. O centro de capacitação auxiliará a expansão da radioterapia no país e internalizar a tecnologia, diminuindo os gastos públicos além da dependência do mercado externo. A expectativa é ofertar regularmente 13 cursos, em parceria com Universidades. O portal da Saúde enfatiza que o acordo prevê investimentos de R$ 500 milhões para a aquisição de 80 aceleradores lineares e realização de projetos e obras. Desde o início do acordo, a empresa concluiu 42% das obrigações assumidas. A compra faz parte do Plano de Expansão da Radioterapia, e tem como objetivo ampliar o acesso da população a procedimentos oncológicos do SUS. O Ministério da Saúde já entregou cinco aceleradores lineares no país, beneficiando Maceió (AL), Campina Grande (PB), Feira de Santana (BA) e Curitiba (PR). A Pasta ampliou 46% dos recursos para tratamentos oncológicos, passando de R$ 2,27 bilhões, em 2010, para R$ 3,33 bilhões, em 2016. Em 2017, até o momento, foram investidos R$ 672,8 milhões.

Leucemia tem remissão completa com novo tipo de terapia genética, mostra estudo

Estudo publicado na “Nature Medicine” mostrou que pacientes com leucemia resistentes à tratamentos poderão tentar uma nova estratégia de modificação de genes para vencer o câncer. No estudo, a nova terapia atingiu 73% dos casos. Voltada para o sistema imunológico a terapia se prepara para ser um dos tratamentos mais promissores para cânceres sem terapia. De acordo com o G1, a estratégia funciona assim: 1) células de defesa são retiradas do organismo do paciente; 2) são modificadas geneticamente em laboratório para reconhecer o tumor; 3) novas estruturas são injetadas novamente no organismo; 4) espera-se que o corpo tenha “aprendido” a reconhecer células cancerígenas. A pesquisa está tentando um mecanismo diferente: as células de defesa T são modificadas para atacar um novo tipo de estrutura presente nas células malignas: o antígeno CD 22. Cientistas testaram o CART CD 22 (como é chamada a nova terapia), em 21 crianças e adultos. “Segundo autores, a pesquisa é a primeira a estabelecer a atividade clínica de terapias dirigidas para o antígeno CD 22. Uma importância do estudo é mostrar que existem outras opções, mesmo para pacientes que já foram tratados com terapias genéticas inovadoras. Nos pacientes em que a doença voltou, cientistas atribuíram a falha à baixa densidade do CD 22. O achado mostrou a importância de uma presença maciça da estrutura para que o câncer seja mantido sob controle”, destaca o G1, parte do estudo.

Audiência debaterá possível criação de cadastro de pessoas com doenças raras

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados realizará na quarta-feira (22) audiência pública para discutir a possibilidade de criação de um cadastro das pessoas com doenças raras, por meio da identificação civil nacional (ICN). Conforme o portal da Câmara dos Deputados, está prevista na Lei 13.444/17, a ICN será um documento único do cidadão brasileiro e utilizará a base de dados biométricos da Justiça Eleitoral. O debate foi sugerido pelos deputados Eduardo Barbosa (PSDB-MG), Mara Gabrilli (PSDB-SP) e Julio Lopes (PP-RJ). Para Barbosa, a criação de um cadastro de pessoas com doenças raras poderá viabilizar o atendimento qualificado e especializado pelo Ministério da Saúde. “A ausência de identificação e de um cadastramento efetivo dos pacientes que necessitam de atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) se revela em grande empecilho para a eficiência do tratamento direcionado às pessoas que mais precisam, bem como para o gerenciamento dos recursos aplicados na saúde”, afirma o deputado. A audiência está marcada para as 15 horas, no plenário 13.

Pesquisas com células-tronco no Brasil são tema de debate em comissão

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática debaterá na quarta-feira (22) as pesquisas com células-tronco e suas aplicações na medicina no Brasil. É o que informa o portal da Câmara dos Deputados. O debate atenderá o requerimento do deputado Paulo Magalhães (PSD-BA). O parlamentar entende ser importante dar atenção à “medicina regenerativa”, que procura controlar e ampliar a capacidade natural de reconstrução de tecidos. Para ele, diante da evolução demográfica do Brasil, “são essenciais as terapias capazes de preservar, melhorar elou restaurar as funções teciduais”, afirma. “Estima-se que nos próximos 20 anos a população idosa do Brasil ultrapasse os 30 milhões (13% da população), com a elevação dos gastos em assistência médica, que têm como principais responsáveis as doenças degenerativa”, afirma. O debate será realizado ás 11h30, no plenário 13.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministérios da Saúde e dos Direitos Humanos lançam ações para saúde da População Negra

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde dá início à construção da Política Nacional de Monitoramento e Avaliação do SUS

Ministério da Saúde – CNJ e Ministério da Saúde lançam ferramenta para apoiar magistrados

Ministério da Saúde – Brasil terá primeiro centro de treinamento em radioterapia

Anvisa – Reunião da Diretoria Colegiada nesta terça-feira

Conitec – CONITEC em Evidência aborda Judicialização da Saúde

Câmara dos Deputados – Audiência debaterá possível criação de cadastro de pessoas com doenças raras

Câmara dos Deputados – Seminário internacional discute marco legal da primeira infância nesta quarta

Câmara dos Deputados – Pesquisas com células-tronco no Brasil são tema de debate em comissão

Câmara dos Deputados – Audiência analisa conferência da ONU sobre pessoas com deficiência

Senado Federal – José Medeiros sugere novo modelo de atuação para os hospitais universitários

Correio Braziliense – Dietas que combinam excesso de açúcar e gordura são as mais prejudiciais

Correio Braziliense – Centro de capacitação prepara fábrica de acelerador linear no país

Folha de S.Paulo – Suzana Herculano-houzel – Cérebro controla aquisição de sinais e até ‘liga e desliga’ sentidos

Folha de S.Paulo – Especialistas desmentem suposta 1ª morte por overdose de maconha

Folha de S.Paulo – Uso de orgânicos vai além da culinária e chega aos cosméticos no Brasil

G1 – Oitenta milhões de brasileiros têm insônia e sofrem com a dificuldade para dormir e o despertar precoce

G1 – Leucemia tem remissão completa com novo tipo de terapia genética, mostra estudo

G1 – Idosa com doença rara de pele conta que já passou por 50 cirurgias no rosto

O Estado de S.Paulo – Agências da ONU fazem críticas à PEC do aborto

O Globo – Risco de bebês nascerem mortos duplica quando mães dormem de costas no final da gravidez

Diário do Nordeste – Atraso em repasse de leite preocupa pais e gera protesto

Blog Assis Ramalho – Anvisa participa de debate na Alepe para discutir políticas de atenção às pessoas com doenças raras em Pernambuco

Rádio Fundação – Consulta de diagnóstico precoce do Cancro da Cavidade Oral

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.