AGROTÓXICOS CONTRABANDEADOS ERAM MISTURADOS A VENENO DE RATO, DIZ PF

//AGROTÓXICOS CONTRABANDEADOS ERAM MISTURADOS A VENENO DE RATO, DIZ PF

Os agrotóxicos contrabandeados da China que eram vendidos por uma quadrilha presa nesta quarta-feira (25), durante uma operação da Polícia Federal, eram misturados com vários produtos, inclusive veneno de rato, para potencializar o efeito. Conforme noticiou o G1, até o fim da manhã, 12 pessoas, entre comerciantes, vendedores autônomos e pessoas que manipulavam o produto de maneira artesanal em casa, tinham sido presas em Goiás e no Distrito Federal. “O produto vinha do Paraguai, entrava no Brasil pela fronteira com Foz do Iguaçu e chegavam até Pontalina e Itumbiara. Nessas cidades eles eram misturados artesanalmente em casa com outros produtos, para potencializar o efeito, colocados em embalagens reutilizadas e vendidas diretamente para produtores rurais ou pessoas que revendiam esse material”, disse o delegado do Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal, Sandro Paes.

Embalagens eram reaproveitadas

A reportagem do G1 destaca ainda que a estimativa é que o crime era realizado há cinco anos. “Eles compravam o quilo do agrotóxico por R$ 300, R$ 400 e vendiam por R$ 1,2 mil. Só que como eles misturavam outras coisas, faziam o produto render”, disse o delegado. “A polícia também identificou os responsáveis por vender as embalagens para a quadrilha. Por lei, os recipientes usados devem ser descartados em locais adequados para evitar o reaproveitamento e também contaminação do meio ambiente. Porém, um grupo revendia de maneira irregular essas embalagens recolhidas. A quadrilha ainda colocava rótulos de outras marcas para ajudar na venda do produto adulterado. Os envolvidos serão indiciados por crimes como contrabando, crime ambiental, crime contra a economia popular, pirataria, estelionato e organização criminosa”, destaca a reportagem do G1.

Blairo Maggi defende produção sustentável

A bioeconomia foi o assunto predominante do discurso do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, na Comissão de Agricultura do Parlamento Alemão, atendendo convite da deputada Bärbel Höhn, do Partido Verde. Em viagem para participar da reunião de Ministros da Agricultura do G-20, em Berlim, Maggi falou a parlamentares da Alemanha em “garantir segurança alimentar e energia tomando parte na ação climática”. Conforme o site do Ministério da Agricultura, a avaliação é de que a bioeconomia abre oportunidades ao Brasil, já que o país reúne a maior diversidade biológica do planeta, com ativos de interesse para a economia. É o caso de produtos e de processos de base biológica utilizados em áreas como a agricultura, a saúde, em processos industriais e na geração de energia.

Uso de resíduos agropecuários

Blairo Maggi também abordou a possibilidade de maior uso de resíduos agrícolas, como palhas, inclusive do arroz. “Temos alguma experiência com o uso de palha de arroz”. E destacou o crescimento do uso de sebo bovino para a produção de biodiesel. “Antes desperdiçado, hoje o sebo é responsável por cerca de 15% da produção brasileira de biodiesel”. Sobre o etanol, Maggi esclareceu que “não concorre com a produção de alimentos”, havendo estoque de mais de 160 milhões de hectares de pastagens de baixo rendimento, que cedem área para a agricultura ao mesmo tempo em que produtividade aumenta. “E temos um zoneamento para a cana-de-açúcar que protege a Floresta Amazônica e os demais biomas de alta biodiversidade”, disse o ministro, conforme o site do Mapa.

NA IMPRENSA

Mapa – No Parlamento Alemão, ministro do Mapa defende produção sustentável de alimentos e de energia – http://ow.ly/HkSQ308lH2R

Mapa – Autorização das embarcações de pesca terá validade por três anos –http://ow.ly/OIUg308lH00

MMA – Começa revisão do Plano de Resíduos Sólidos –http://ow.ly/7baf308lGmT

Embrapa – Consórcio Antiferrugem confirma primeiro foco de ferrugem em área comercial no oeste da Bahia – http://ow.ly/FVEY308lGV1

Embrapa – Embrapa apresenta sistema de monitoramento do leite a ministro interino da Agricultura – http://ow.ly/dlhq308lGtb

G1 – Agrotóxicos contrabandeados eram misturados a veneno de rato, diz PF – http://ow.ly/cicb308lI0a

A Redação – PF deflagra operação contra contrabando de agrotóxicos em Goiás – http://ow.ly/kigz308lFOm

Diário da Região – Homens são presos em fábrica clandestina de agrotóxicos –http://ow.ly/Ps5P308lG7L

O Correio News – Ferrugem Asiática está resistente a fungicidas e pode dizimar lavouras – http://ow.ly/sgyZ308lG3K

Pioneiro – A paixão pela aviação de Norberto Führich –http://ow.ly/9x4a308lFSQ

Negócios da Terra – Sistemas agroflorestais ajudam a melhorar microclima da propriedade rural – http://ow.ly/9KJ6308lGkQ

Zero Hora – Campo Aberto – Hora de renovação da filantropia da Emater –http://ow.ly/MTcp308lqGw

Correio Braziliense – Setor agrícola investe em novas tecnologias para poupar tempo e dinheiro – http://ow.ly/whRk308ls9W

O Estado de S.Paulo – Governo endurece regras do seguro para pescadores artesanais e prevê economia de R$ 2 bi – http://ow.ly/SBfK308lujh

O Estado de S.Paulo – Coluna do Estadão – Brasil tenta lucrar com mudanças de Trump – http://ow.ly/6kQK308lusR

Valor Econômico – Souza Cruz investe em marcas mais baratas e kit para montar cigarros – http://ow.ly/qS0W308lyoM

Valor Econômico – Brasil eleva importação de etanol dos EUA –http://ow.ly/5HNb308lyud

Valor Econômico – Otimismo com colheita de milho na atual safra –http://ow.ly/X4qd308lyyq

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.