AGRICULTURA VIVE ‘DILÚVIO’ DE INFORMAÇÕES

//AGRICULTURA VIVE ‘DILÚVIO’ DE INFORMAÇÕES
O chefe-geral da Embrapa Monitoramento por Satélite, Evaristo Eduardo de Miranda, afirmou que o mundo vive um “dilúvio” de informações na agricultura e que o desafio, agora, é selecionar os dados mais relevantes que de fato colaborem com avanços e ganhos de produtividade. E o que informa o Estadão. Citando dados apresentados na abertura do evento pelo ministro da Agricultura, Eumar Novacki, de que 66,3% das áreas do País são de cobertura verde, Miranda enfatizou o fato de agricultores e pecuaristas colaborarem para a sustentabilidade do País. Sobre o uso de tecnologia no setor, Miranda afirmou que sistemas autônomos estão chegando à agricultura e que a indústria de máquinas “ganha muito dinheiro com informação da internet das coisas”. O diretor de Tecnologia da Informação da Raízen, Fábio Mota, um dos palestrantes, acredita que as empresas sempre trabalham com margens baixas e, por isso, “não podem esbanjar dinheiro” e investir em inovações que não tenham resultados práticos. De olho nesse cenário, as startups são um caminho mais seguro para se investir em inovação já com resultados comprovados, acredita Mota. O presidente da Hughes Brasil, empresa de fornecimento de rede e tecnologia de comunicação via satélite, Rafael Guimarães, disse ainda não existir tecnologia para levar conectividade a determinadas regiões do Brasil, mesmo que exista renda para isso.

Câmara aprova urgência do Projeto de Lei que substitui MP de Funrural

Após a medida provisória do Funrural perder a eficácia, a Câmara dos Deputados aprovou o requerimento de urgência do projeto de lei de autoria do deputado Zé Silva (Solidariedade-MG) e do deputado Nilson Leitão (PSDB), que prevê o parcelamento de débitos de produtores com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural. Conforme o Valor Econômico, a votação do texto acontecera no plenário da Câmara na próxima semana. Posteriormente, a MP seguirá para ser apreciada no Senado Federal. Negociado agora em projeto de lei, o novo “Refis” criado para parcelar dívidas com o Funrural terá parcelas menores para as empresas como frigoríficos, laticínios e tradings, que recolhem a contribuição previdenciária. Enquanto agroindústrias pagarão mensalmente a alíquota de 0,3% no âmbito do Refis para quitar seus débitos, os produtores pagarão 0,8. Entre as novidades, o projeto dos ruralistas se estendeu, de 20 para 28 de dezembro, o prazo de adesão para o Refis do Funrural, e aumentou para 1,7% a alíquota futura que produtores Pessoa Jurídica pagarão sobre sua produção a partir de fevereiro de 2018, e não em janeiro como pretendia o governo. Pelo texto, os produtores rurais continuam pagando 1,2%, como já previa a MP. “O projeto reduziu de para 2,5% a entrada, à vista, a ser paga sobre o valor total das dívidas com o Funrural antes de começar a contar o prazo para pagamento do Refis”, afirma o Valor.

Renovabio é aprovado pela Câmara dos Deputados

A Política Nacional de Biocombustíveis (Renovabio) foi aprovada na terça-feira (28) pela Câmara dos Deputados. O objetivo da medida é expandir a produção e o uso dos biocombustíveis na matriz energética brasileira e, assim, auxiliar o país a atingir as metas para conter a mudança do clima. O projeto de lei foi apresentado pelo deputado Evandro Gussi (PV-SP), fruto de uma proposta elaborada a partir da parceria entre Ministério de Meio Ambiente, Ministério de Minas e Energia, setor privado e sociedade civil. De acordo com o portal do MMA, trata-se da primeira iniciativa concreta que visa atingir as metas assumidas pelo Brasil no contexto do Acordo de Paris. A importância da medida foi destacada pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, na Conferência do Clima, a COP 23, que ocorreu em Bonn, na Alemanha. Além de contribuir para frear o aquecimento global e consolidar uma matriz energética limpa, a Renovabio tem como objetivo garantir a adequada relação de eficiência energética e redução de emissões na produção, comercialização e uso dos biocombustíveis. “A medida deverá assegurar a geração de empregos no país e a previsibilidade para a participação competitiva dos diversos biocombustíveis nos mercados nacional e internacional”, destaca o portal.

Projeto que autoriza morador da zona rural a usar arma avança no Congresso

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, na quarta-feira (29), o projeto de lei que autoriza a aquisição de armas de fogo por moradores de zonas rurais. Caso seja aprovado na Câmara dos Deputados e passe pela sanção presidencial, o projeto alterará o Estatuto do Desarmamento. Segundo o A Folha de S.Paulo, a proposta, de autoria do senador Wilder Morais (PP-GO), tem a segurança como justificativa e prevê apenas a posse de armas. Para obter a autorização, o residente da zona rural precisaria ser maior de 21 anos e apresentar documento de identificação, comprovante de moradia e atestado de bons antecedentes. Com exceção da idade mínima para a posse, todas as exigências já são previstas atualmente para moradores dessas áreas que atuam como caçadores de subsistência. Esses devem ter ao menos 25 anos para o porte de arma concedido pela Polícia Federal. Segundo o relator do projeto, Sérgio Petecão (PSD-AC), a redução da idade mínima no caso da posse para segurança dos moradores deve ser mantida. “Como não se trata do porte da arma de fogo, mas de mera possibilidade de aquisição, entendemos que o requisito de idade mínima pode ser reduzido para as pessoas com mais de 21 anos”, disse durante a discussão do PL.

NA IMPRENSA
Mapa – Brasil e Irã iniciam entendimentos para aumentar parceria comercial

Mapa – Sistema de cotas é o novo desafio do açúcar brasileiro na Europa

Mapa – MAPA concede registro definitivo para o benzoato

Mapa – ANVISA autoriza uso do paraquat por mais três anos

MMA – Renovabio é aprovado pela Câmara

MMA – Fauna é tema de encontro com entidades estaduais

Embrapa – Embrapa e Mapa discutem ações de pesquisa para evitar a entrada de 20 pragas quarentenárias ausentes no Brasil

ALESP – Lançamento da cartilha Política Paulista de Assentamento Rural

Câmara dos Deputados – Governo enviará projeto de lei para revisar taxa de fiscalização ambiental

Senado Federal – Senado rejeita redução de imposto sobre combustível de aviação

Senado Federal – Presidente da Conab pede prorrogação de subvenção ao milho para pequenos criadores

Senado Federal – Lídice relata dificuldades enfrentadas por fabricantes de aviões de pequeno porte

Senado Federal – Moradores de zona rural podem ter autorização para posse de arma de fogo

Senado Federal – Vai à Câmara projeto que beneficia aviação com programa de bioquerosene

Folha de S.Paulo – Mercado Aberto – Corte no orçamento da União põe em risco usinas nucleares de Angra

Folha de S.Paulo – Projeto que autoriza morador da zona rural a usar arma avança no Congresso

O Estado de S.Paulo – SP reforça parceria de pesquisa estadual com empresas

O Estado de S.Paulo – Problemas de hoje ameaçam expansão futura do campo

O Estado de S.Paulo – Serviços são aposta de sucesso

O Estado de S.Paulo – Apetite da China deve continuar crescendo nos próximos anos

O Estado de S.Paulo – Crédito para o agronegócio será facilitado e com juros baixos, diz BB

O Estado de S.Paulo – ‘Brasil é uma região-chave para o futuro do agronegócio’

O Estado de S.Paulo – Cadeia produtiva reivindica uma política plurianual

O Estado de S.Paulo – Dependência do Brasil do mercado chinês é grande, alerta executiva

O Estado de S.Paulo – Agronegócio se consolida, mas ainda há entraves

O Estado de S.Paulo – Brasil tem espaço para crescer no comércio internacional

O Estado de S.Paulo – Faltam recursos e pesquisa para produção sustentável

O Estado de S.Paulo – Agricultura vive ‘dilúvio’ de informações

Valor Econômico – Brasil negocia uso de porto na Espanha para ampliar exportação 

Valor Econômico – Ministério autua 84 empresas por indícios de fraude em azeite 

Valor Econômico – Brasil deve fechar o ano com queda nos embarques de café solúvel 

Valor Econômico – Receita do setor agrícola americano deverá subir 2,7% em 2017 

Valor Econômico – Inseticida contra lagarta é aprovado pelo Ministério da Agricultura 

Valor Econômico  – Câmara aprova urgência do Projeto de Lei que substitui MP de Funrural 

Valor Econômico – Desmatamento está abaixo da média da região 

Valor Econômico – Polo de cosméticos se estrutura para valorizar insumos da floresta 

Valor Econômico  – Desafio é agregar valor à produção agropecuária 

Valor Econômico – BNDES vai financiar estocagem de lácteos 

Valor Econômico – Caramuru começa a exportar pelo Norte

Valor Econômico – BP se associa à Copersucar em logística de etanol 

Zero Hora – Expectativa é de retomada do consumo de leite, avalia presidente do Sindilat-RS

Zero Hora – Milho tem menor área cultivada em sua história no RS

Zero Hora – Projeto de ZH aproxima o campo da cidade

Zero Hora – Especialistas esclarecem dúvidas sobre inovações

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.